Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Mesquita
Catarina Mesquita
13 Jul, 2018 - 09:00

Conheça os 31 cursos sem desemprego

Catarina Mesquita

Sabia que, em Portugal, existem vários cursos sem desemprego? Medicina, Enfermagem e alguns ramos da Engenharia são alguns exemplos.

cursos sem desemprego

Numa altura em que se aproximam as candidaturas ao ensino superior, muitos jovens anseiam por saber se existem cursos sem desemprego, que se enquadrem dentro das suas expectativas e vocação. Neste contexto, as notícias são muito positivas.

Existem, de facto, cursos sem desemprego, e em áreas distintas. Saiba quais são, de seguida, analisando a informação que lhe deixamos sobre este tema. Os dados que deixamos estão atualizados e foram publicados no portal Infocursos.

Os cursos sem desemprego: quais são?

cursos sem desemprego
  1. Educação Básica no Instituto Superior de Ciências Educativas do Douro
  2. Enfermagem na Escola Superior de Saúde Egas Moniz
  3. Enfermagem na Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa
  4. Arquitetura e Urbanismo na Escola Superior Gallaecia
  5. Enfermagem na Escola Superior de Saúde do Politécnico de Setúbal
  6. Ortóptica na Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto
  7. Música, variante de Composição, Direção e Formação Musical na Escola Superior de Música do Politécnico de Lisboa
  8. Música, variante de Execução na Escola Superior de Música do Politécnico de Lisboa
  9. Música na Comunidade na Escola Superior de Educação de Lisboa
  10. Tradução e Interpretação: Português/Chinês – Chinês/Português na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria
  11. Arquitetura da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão
  12. Economia na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade Católica
  13. Teologia na Faculdade de Teologia (Porto) da Universidade Católica
  14. Teologia na Faculdade de Teologia (Braga) da Universidade Católica
  15. Teologia na Faculdade de Teologia da Universidade Católica
  16. Psicologia na Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica
  17. Medicina na Faculdade de Medicina na Universidade de Lisboa
  18. Estudos Comparatistas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
  19. Meteorologia, Oceanografia e Geofísica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
  20. Matemática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
  21. Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto
  22. Engenharia Física na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
  23. Medicina na Universidade do Minho
  24. Engenharia de Materiais na Faculdade de Ciências e Tecnologia na Universidade Nova de Lisboa
  25. Engenharia de Micro e Nanotecnologias na Faculdade de Ciências e Tecnologia na Universidade Nova de Lisboa
  26. Medicina na Faculdade de Ciências Médicas na Universidade Nova de Lisboa
  27. Medicina na Faculdade de Medicina na Universidade de Coimbra
  28. Física na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
  29. Medicina na Universidade da Beira Interior
  30. Engenharia Informática na Universidade de Aveiro
  31. Ciências do Mar na Universidade de Aveiro

O que mais revelam os números?

Os números mostram também que a quantidade de cursos sem desemprego sofreu uma subida em relação ao ano passado. Na verdade, se no ano passado foram 25, este ano o número subiu para 31. Há, pois, mais cursos sem desemprego agora do que os que existiam anteriormente.

E os cursos com taxa maior de desemprego? Quais são?

  1. Arquitetura na Escola de Artes da Universidade de Évora
  2. Comunicação Multimédia na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desportos do Instituto Politécnico da Guarda
  3. Educação Ambiental na Escola Superior de Educação no Politécnico de Bragança
  4. Arquitetura na Escola Superior Artística do Porto
  5. Arquitetura na área de especialidade em interiores e reabilitação do edificado

Estes dados sobre os cursos com maior desemprego foram fornecidos pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional e tiveram em consideram os recém-diplomados desde o ano letivo 2012/2013 até ao ano letivo 2015/2016.

No entanto, deve ser tido em consideração que para esse cálculo não foram contabilizados os cursos que possuem um número inferior a 30 alunos. Caso isso tivesse sido levado em conta, Psicologia, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação na Universidade do Porto, seria o curso com mais desempregados, com 85 alunos sem emprego após o término do curso.

Veja também