ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Teresa Campos
Teresa Campos
03 Dez, 2020 - 15:13

Dicas para fazer exame de condução com sucesso

Teresa Campos

Está a tirar a carta? Reunimos especialmente para si dicas para fazer o exame de condução sem stress e dizemos-lhe, ainda, o que não fazer e os erros a evitar.

examinador a dar dicas para fazer exame de condução

Neste artigo, deixamos-lhe algumas dicas para fazer exame de condução e uma série de outras informações importantes sobre o que fazer e o que não fazer na hora de se colocar à prova, com as mãos no volante e os pés nos pedais.

Manter a calma e a tranquilidade é, sem dúvida, o conselho principal mas, como verá, há muitas outras dicas para fazer o exame de condução que o poderão ajudar no momento de se preparar e dar início ao teste de avaliação prático.

Se já finalizou com sucesso a parte teórica, ou seja, se já fez o código e já avançou para a marcação do seu exame de condução, então não perca mais tempo e confira já todas as dicas para fazer exame de condução que lhe deixamos. Vai ver que vale a pena!

Fazer exame de condução: manobras, conceitos a dominar e dicas

No exame de condução, deve estar apto a fazer:

  • Inversão de sentido de marcha com recurso à marcha-atrás;
  • Contorno de passeio em curva em marcha-atrás;
  • Arranque em rampa com inclinação;
  • Estacionamento em espinha e em linha;
  • Manobra de mudança de direção;
  • Alteração de fila de trânsito;
  • Trabalho de caixa de velocidades, utilizando todas as relações disponíveis.

Sabemos que é um momento importante e, por isso, stressante, mas estas dicas podem ajudar. Atente.

1

Reveja as aulas de código

Sabia que mesmo no exame de condução lhe podem fazer sobre mecânica automóvel? Portanto, não arrume o livro do código e, antes de ir a exame, espreite o capítulo dedicado a este género de temática.

2

Não conduza com amigos

O excesso de confiança pode, também, ser um ponto a desfavor. Não conduza, nem peça lições a familiares e amigos que já têm os seus próprios “vícios” de condução que podem ser fatais e ditar a sua reprovação, na hora de fazer o exame.

Se sente que precisa de treinar, peça aulas ao seu instrutor.

3

Compre aulas extra

Se acha que as aulas de condução que fez não foram suficientes, não hesite em adquirir mais lições, de forma a treinar a condução, estacionamentos, inversões de marcha e ponto de embraiagem, entre outros aspetos importantes.

4

Estude os possíveis trajetos

Peça a familiares ou amigos para percorrerem os possíveis trajetos do exame, de forma a familiarizar-se com as ruas, sinais de trânsito e eventuais obras ou alterações na circulação que possam ocorrer.

Caso não tenha quem o acompanhe, faça uso do Google Street View.

5

Faça o exame em segundo lugar

Embora esta possa não ser a recomendação ideal para todos os examinandos, sobretudo os mais ansiosos, é certo que quem faz o exame em segundo lugar consegue aprender algo com o exemplo do primeiro examinando.

No entanto, não deixe que seja a ordem pela qual faz o exame a determinar o sucesso do mesmo.

6

Adapte o veículo a si

Mal entre no veículo, nunca se esqueça de colocar o cinto de segurança e de adaptar o banco e os espelhos ao seu corpo, estatura e ângulo de visão.

Coloque as mãos no volante, na posição das dez horas e dez minutos; ligue o motor, destrave o carro e sinalize a saída do lugar onde o veículo se encontra, antes de o mover.

7

Conduza defensivamente

Faça sempre uma condução calma e preventiva. Assinale as mudanças de trajetória do veículo, respeite os limites de velocidade, circule pela faixa da direita o mais possível, trave quando tem de travar, entre nas rotundas em segunda velocidade e não tenha pressa.

O avaliador irá apreciar isso.

8

Mantenha a calma

Esta é, sem dúvida, a grande dica que lhe podemos deixar. Manter a calma, respirar tranquilamente e imaginar que o avaliador não é mais do que uma pessoa a quem está a dar uma boleia, pode ser uma forma de controlar os nervos e garantir que eles não interferem negativamente na sua prestação, durante o exame.

9

Esteja atento ao meio envolvente

Durante a condução, é fundamental que a visão periférica esteja alerta. Atente nos carros próximos, na movimentação das pessoas, nos sinais de trânsito, etc.

Pelas janelas e pelos espelhos, deve conseguir ver tudo, até algumas dicas que o instrutor lhe possa tentar dar.

O que não fazer no exame de condução

pessoa com as mãos no volante

O que pode ditar a reprovação no exame de condução é a verificação de um erro ou de um erro intolerável.

Entende-se por erro a acumulação de faltas durante a realização das exigências ou manobras e deixar o motor parar mais de três vezes por imperícia.

Erro intolerável é embater em qualquer obstáculo descontroladamente; colocar em causa a segurança do veículo, dos seus passageiros e dos utentes na via (sendo necessária intervenção do examinador); assim como praticar qualquer contra-ordenação grave ou muito grave, além da verificação de faltas na realização das exigências ou manobras.

Assim, no exame de condução, deve evitar:

  • Esquecer-se de colocar o cinto de segurança;
  • Colocar em risco a segurança do condutores, passageiros e peões;
  • Passar linhas contínuas;
  • Desrespeitar sinais luminosos e sinais de trânsito (principalmente stops);
  • Não parar nas passagens de peões, com peões por perto;
  • Ultrapassar limites de velocidade;
  • Tocar em obstáculos;
  • Esquecer-se de sinalizar as mudanças de trajetória do veículo;
  • Desprezar as regras do Código da Estrada;
  • Deixar o motor desligar-se mais de três vezes.

Erros mais frequentes nos exames de condução em Portugal

Não ceder passagem a peões e veículos

Tal pode dever-se a má observação e avaliação do condutor, pelo que deve sempre moderar a velocidade na aproximação a locais como passagens de peões, cruzamentos (principalmente os de visibilidade reduzida) e rotundas.

Não mudar de via de trânsito corretamente

Mais uma vez, devido à má observação e avaliação do condutor, o examinando deve sempre adaptar a velocidade e observar, através dos espelhos retrovisores e por cima do ombro, se há obstáculos que impeçam uma segura mudança de via de trânsito.

Colocar o veículo em contramão

Deve ter especial atenção aquando de uma mudança de direção à esquerda. Este erro é, geralmente, motivado por uma má avaliação do condutor relativamente às características da via, julgando-a de sentido único quando, na realidade, ela tem dois sentidos.

Para se proteger, quando a via é de sentido único, o condutor tem de se encostar junto ao limite esquerdo da faixa de rodagem (passeio).

Outros erros frequentes

  • Entrar em sentido proibido;
  • Não parar num stop;
  • Não parar num sinal luminoso vermelho;
  • Iniciar a marcha sem o cinto de segurança posto, entre outros.
Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].