ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
David Afonso
David Afonso
10 Dez, 2020 - 15:35

Conduzir com nevoeiro: o que deve ter em conta

David Afonso

Conduzir com nevoeiro significa conduzir com visibilidade reduzida. Para evitar e prevenir acidentes, nada como conduzir com segurança. Saiba como.

pessoa a conduzir com nevoeiro

Conduzir com nevoeiro é um desafio, ainda que este seja ligeiro. A perda de visibilidade é sempre significativa, e mesmo com o uso das luzes de nevoeiro o perigo continua a estar lá.

Portanto, quando um condutor se depara com nevoeiro é importante que tome uma série de medidas para chegar ao seu destino com a máxima segurança. Para isso acontecer, o ideal é, então, seguir comportamentos na sua condução que poderão fazer a diferença quando ocorrem este tipo de situações.

Antes de listar alguns dos comportamentos aconselhados, fazemos uma breve introdução a este fenómeno meteorológico no contexto automóvel.

Nevoeiro e a condução

O que é nevoeiro?

Considera-se conduzir com nevoeiro quando a temperatura desce a um ponto em que o ar é saturado e o vapor de água invisível fica condensado, formando gotículas de água suspensas, como se de um manto se tratasse. Dificulta a condução e a visibilidade na estrada.

Os perigos associados

Conduzir com nevoeiro é perigoso, primeiramente, porque se consegue ver muito pouco. Independentemente do veículo, do mais equipado ao mais simples, não existe propriamente uma fórmula secreta para conseguir ultrapassar o nevoeiro.

Afeta todos os condutores da mesma forma.

Nestas situações, o mais indicado é então ligar as luzes de nevoeiro. São a primeira solução e defesa para uma condução mais eficaz com estas condições meteorológicas, uma vez que, ajudam a melhorar a visibilidade.

O que são as luzes de nevoeiro?

Cada veículo tem instaladas duas luzes de nevoeiro. Uma à frente e outra na retaguarda. Cada uma delas tem o seu propósito. Segundo o Artigo 60.º do Código da Estrada:

  • Luz de nevoeiro frontal: Destinada a melhorar a iluminação da estrada em caso de nevoeiro ou outras situações de visibilidade reduzida. O seu alcance máximo deve ser de 30 metros, ligada e apagada separadamente das luzes de máximos e de médios. Por outro lado, na frente do veículo, a instalação desta luz de nevoeiro não é obrigatória. Ainda que não sejam imperativas, os motociclos devem estar equipados com uma luz e os automóveis com duas luzes, amarelas ou brancas;
  • Luz de nevoeiro traseira: Destinadas a tornar mais visível o veículo em caso de nevoeiro intenso ou de outras situações de redução significativa de visibilidade. Estas luzes só podem estar acesas em simultâneo com as luzes de cruzamento (médios), de estrada (máximos) ou de nevoeiro frontais e iluminar um raio máximo de 30 metros. Neste caso, a instalação é obrigatória em todos os veículos (à exceção dos motociclos, tratores e reboques agrícolas). Cada um deles deve ter uma ou duas luzes de nevoeiro, de cor vermelha, à retaguarda.

Em que situações se devem ligar?

De acordo com o referido no Artigo 61.º sobre as condições de utilização das luzes,

Desde o anoitecer ao amanhecer e, ainda, durante o dia sempre que existam condições meteorológicas ou ambientais que tornem a visibilidade insuficiente, nomeadamente em caso de nevoeiro, chuva intensa, queda de neve, nuvens de fumo ou pó, os condutores devem utilizar as seguintes luzes:

(…) d) – De nevoeiro, sempre que as condições meteorológicas ou ambientais o imponham, nos veículos que com elas devam estar equipados. (…)

Se o condutor não acender as luzes de nevoeiro

Caso este cenário se verifique, o condutor infringe o código da estrada e, claro, poderá ser multado. O legislador prevê a seguinte moldura para este tipo de infrações:

  • 30€ a 60€ por uso indevido dos faróis de nevoeiro;
  • 60€ a 300€ por instalação incorreta dos faróis de nevoeiro.

Por outras palavras, conduzir com nevoeiro é então uma situação que traz ao condutor diversos alertas.

Agora que foi feita esta introdução, vejamos então que mais pode o condutor fazer para uma condução segura com estas condições climatéricas.

Conduzir com nevoeiro: dicas para o nevoeiro não o desanimar

carros a circular com nevoeiro
1

Reduzir a velocidade

Parece ser óbvio: quando conduzir com nevoeiro, reduza a velocidade. Infelizmente, muitas pessoas pensam que basta acender as luzes de nevoeiro e ignorar a falta de visibilidade como se nada fosse. O resultado pode ser um acidente, que lhe vai sair do bolso em força.

No entanto, não deverá reduzir em demasia, principalmente se estiver numa autoestrada porque poderão vir outros veículos a maior velocidade e não terão tempo de parar a viatura.

2

Aumentar a distância de segurança

Com o nevoeiro é difícil ver o que está à nossa frente, e podemos mesmo só ver quando estivermos quase a bater no carro da frente.

O melhor é aumentar a distância de segurança, de modo a não correr tantos riscos. Se todos os carros na estrada abrandarem e aumentarem a distância de segurança, o nevoeiro não incomoda ninguém.

3

Prestar atenção à estrada

O que normalmente acontece quando conduzimos com nevoeiro é que começamos a prestar mais atenção a objetos ao lado da estrada, como edifícios e árvores, para termos um ponto de referência de onde estamos e a que velocidade vamos.

Isto faz com que deixemos de ter tanta atenção a carros que possam não ter luzes ligadas ou a sinais de trânsito.

4

Evitar parar na estrada

Se tiver que fazer um telefonema, descansar um pouco ou consultar um mapa, não pare na berma da estrada.

Pode não ser visto por outro condutor, ou por distração, ou por se ter esquecido das luzes de nevoeiro. Seja como for, não vale a pena arriscar. Além disso, não deve parar em segunda fila ou no meio da estrada de qualquer maneira.

E em caso de nevoeiro forte, pense em parar e aguarde que o nevoeiro levante.

5

Usar corretamente as luzes

Quando estiver a conduzir com nevoeiro intenso o provável é querer melhorar a visibilidade e querer mostrar quem manda, logo o mais lógico é ligar os máximos.

Se fizer isto, só vai ficar com menos visibilidade, e vai ver que quem manda é o nevoeiro. Se usar os máximos no nevoeiro, vai-se encadear a si mesmo.

Por outro lado, sempre que necessário, mantenha ligados os faróis de nevoeiro traseiros. Se tiver que usar os 4 piscas, só deve utilizar se o veículo estiver imobilizado, ou a circular a velocidades muito baixas, ou quando fizer uma travagem forte e repentina.

As luzes são essenciais e pressupõem diversos cenários de utilização.

6

Pedir ajuda

Se estiver com mais alguém no carro enquanto conduz, não tenha vergonha de pedir ajuda. Como a visibilidade é reduzida, não custa pedir para o passageiro ficar atento a algo específico na estrada, como carros do lado direito.

7

Evitar travagens bruscas

Se encontrar nevoeiro repentinamente não trave bruscamente. Os condutores quando entram de repente numa zona com visibilidade quase nula, assustam-se, travam, e provocam séries de travagens em cadeia, de onde resultam graves colisões e despistes.

8

Parar por segurança

Conduzir com nevoeiro não tem de ser uma condução continua, como já referido, se necessário deve parar.

Numa situação de visibilidade zero, encontre um lugar seguro para parar até que o nevoeiro desapareça. Se tiver um acidente e não conseguir encontrar um local protegido para parar, faça-o na saída mais próxima e ligue os 4 piscas para que os outros condutores possam visualizar o seu carro.

9

Atenção aos vidros

Não devemos colocar mais obstáculos à nossa visibilidade do que aqueles que o nevoeiro já traz. Por isso, os limpa-para-brisas devem atuar de forma intermitente e os vidros devem estar sempre limpos dentro do carro. Se necessário, pode até abrir os vidros durante algum tempo para desembaciar.

10

Alertas a outros condutores

Ter uma postura defensiva a conduzir é também ajudar outros utentes da estrada. Caso exista a necessidade de avisar outros condutores, em caso de acidente ou luzes desligadas, nada como os sinais de luzes para o fazer.

Em suma, são estes tipos de comportamento que vão tornar a sua condução ainda mais segura e preventiva.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].