Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
04 Out, 2018 - 14:08

Dormir com animais de estimação: sim ou não?

Inês Pereira

Disparatado para uns mas natural para outros: afinal, dormir com animais de estimação é ou não boa ideia? Esclareça todas as suas dúvidas.

Dormir com animais de estimação: sim ou não?

Pelo fofinho, ouvidos sempre atentos, lambidelas, carinho, brincadeiras e, claro, muitos disparates. Quem decide juntar um amigo de 4 patas à família já sabe que é com isto que pode contar, para além de todos os momentos de riso proporcionados pelas aventuras do fiel companheiro. Afinal, quem consegue resistir?

No entanto, é quando chega a hora de dormir que as opiniões mais se dividem: dormir com animais de estimação é uma boa prática ou não? É que se por um lado há quem não imagine o quarto sem o seu bichinho, por outro há quem seja completamente contra esta prática.

Faça frio ou faça calor, muitas são as pessoas que não resistem aos apelos do seu animal de estimação, seja um cão ou um gato, e guardam-lhe um lugar na cama. Ora, agora chegou a hora de saber se esta é ou não uma boa ideia, desde a questão da educação do animal até à questão da higiene.

Dormir com animais de estimação: sim ou não?

saiba se dormir com animais de estimação é boa ideia

Levar um companheiro de 4 patas para casa é como adicionar um novo membro à família, o que significa que o amor e as preocupações se estendem a este novo amigo felpudo. Claro está que, como seria de esperar, esta ligação se estende depois à hora de dormir também – afinal, qual é o animal, com especial enfoque nos cães, que não quer dormir na companhia do seu dono (seja na mesma cama ou, pelo menos, no mesmo quarto)?

Este é um debate de tal forma antigo que existem já vários estudos com o objetivo de se chegar a uma conclusão. Um destes trabalhos concluiu que mais de 50% dos cães dormem na mesma cama que os donos, sendo que esta prática é mais comum quando se trata de um cão de porte pequeno ou médio. No caso dos gatos o cenário repete-se: mais de 50% dos felinos passam as noites na companhia dos donos.

Os motivos, esses variam de pessoa para pessoa e de casa para casa. Há quem se sinta mais seguro tendo o animal perto de si, há quem queira compensar as horas que passa fora de casa e há quem goste da companhia e não se queira separar do seu fiel amigo. Em qualquer uma das situações a questão constantemente colocada é sempre a mesma: esta prática é ou não uma boa ideia?

Bom, segundo os especialistas, não existe nenhum problema na ideia de dormir com o seu cão ou gato. Não se trata de uma prática anti-higiénica, ao contrário do que se pode pensar, e, por vezes, pode até ser saudável em termos emocionais.

Contudo, este hábito requer alguns cuidados e regras que devem ser seguidas à risca: é crucial que o animal esteja limpo, desparasitado e que seja frequentemente observado por um médico veterinário para garantir que não tem nenhuma doença ou problema de saúde. Importante é também compreender que o mais seguro é o animal fica aos pés da cama, uma vez que o risco de inalar os seus pelos é menor.

Claro está que deve esquecer a ideia de que toda e qualquer alergia é provocada pelo animal de estimação. De facto, e isto talvez o surpreenda, não são apenas o animais que podem transferir doenças para os humanos – o contrário também acontece por vezes, podendo a proximidade ser perigosa para o seu fiel companheiro. Este facto evidencia a necessidade de cuidados de higiene e de um certo afastamento físico aquando da presença do animal na sua cama.

Regras

Para além da atenção à higiene, de modo a evitar problemas de saúde e possíveis contágios, dormir com animais de estimação obriga também a certos cuidados no que se refere ao comportamento e à dinâmica entre dono e animal. Acontece que, muitas vezes, os animais de estimação são extremamente territoriais, pelo que poderão querer ditar as regras da hora de dormir – o que, claro, não pode ser permitido.

Assim, aqui ficam algumas dicas e regras que deve seguir de modo a evitar qualquer problema de atitude:

  • O animal deve compreender que tem um espaço concreto, seja no quarto ou mesmo na sua cama, para dormir, pelo que não lhe é permitido invadir o espaço do dono;
  • No caso de o animal dormir na cama, o ideal é ficar por cima do édredon/cobertor;
  • Se o animal rosnar, ladrar ou tentar de alguma forma “atacar” quando você se mexe então deve retirá-lo imediatamente da cama – não aceite comportamento territorial;
  • Mostre que é você quem manda;
  • Deve perceber que a partir do momento em que criar o hábito dificilmente volta atrás, uma vez que o animal já o aprendeu.

Prós e contras de dormir com animais de estimação

conheça os prós e contras de dormir com animais de estimação

Claro está que os estudos realizados permitem retirar conclusões também ao nível dos prós e contras da prática. É, portanto, pertinente compreender melhor os argumentos que sustentam uma e outra opinião para que faça uma escolha informada na hora de permitir ou não que o seu animal de estimação ocupe a sua cama.

Prós

  • Estabelece um grande vínculo emocional entre dono e animal;
  • Previne o stress;
  • Baixa a pressão arterial;
  • Melhora o sono e o descanso;
  • Previne a depressão;
  • Cria a sensação de segurança.

Contras

  • Possíveis contágios de doenças parasitárias;
  • Risco de arranhões (sem intenção) graças às movimentações do animal na cama;
  • Risco de que o animal faças as necessidades dentro do quarto ou na cama;
  • Falta de higiene caso o animal não esteja limpo;
  • Desconforto e problemas de sono graças ao peso ou calor do animal;
  • Risco de barulhos por parte do animal (como ladrar ou miar).
Veja também