adc-cms-wp-admin
adc-cms-wp-admin
02 Ago, 2019 - 10:33
Empatia: palavra-chave para o sucesso pessoal e profissional

Empatia: palavra-chave para o sucesso pessoal e profissional

adc-cms-wp-admin

É uma das qualidades mais procuradas no mundo do trabalho. Mas afinal em que consiste a empatia e de forma contribui para o sucesso na carreira?

O artigo continua após o anúncio

Em tempos atuais, habilidades relacionadas aos aspectos de personalidade tem ganhado cada vez relevância no mercado de trabalho. A empatia é considerada uma das competências comportamentais mais importantes no perfil de uma pessoa, pois ela configura como são suas relações pessoais e profissionais, sendo a chave para quem almeja evoluir na carreira e ter sucesso.

Trata-se de uma característica fundamental que, se praticada por nós, traz benefícios em todas as áreas de nossa vida. Além disso, possibilita o desenvolvimento de conexões verdadeiras, a construção de laços de confiança e colaboração, como também ajuda a aprender a ver a vida sob diferentes perspectivas. Além disso, uma pessoa empática tem uma noção maior do todo, mas nem por isso deixa de valorizar a importância de cada indivíduo em sua singularidade.

“Nenhum homem é uma ilha, completo em si próprio; cada ser humano é uma parte do continente, uma parte de um todo.” – John Donne

O que é a empatia?

Usado pela primeira vez no início do século XX, pelo filósofo alemão Theodor Lipps, o termo empatia, do grego “empátheia”, significa “entrar no sentimento”. No âmbito das relações interpessoais é considerada a capacidade de se colocar no lugar do outro e de tentar sentir o que ele está a sentir numa determinada situação para tentar compreendê-lo na sua essência.

Na psicologia e nas neurociências contemporâneas a empatia é uma “espécie de inteligência emocional” e pode ser dividida em 2 tipos:

  • Cognitiva – relacionada com a capacidade de compreender a perspetiva psicológica das outras pessoas;
  • Afetiva – relacionada com a habilidade de experimentar reações emocionais por meio da observação da experiência alheia.

“A capacidade de se colocar no lugar do outro é uma das funções mais importantes da inteligência. Demonstra o grau de maturidade do ser humano.” – Augusto Cury

Como desenvolver a empatia?

empatia

De forma geral, ser empático é um exercício diário, mas quanto mais desenvolvermos a sensibilidade de ouvir o outro, de tentar compreender o que ele sente diante das diversas circunstâncias, mais claros e precisos seremos nos relacionamentos. Tal como um valor, a empatia pode (e deve) ser praticada. A partir disso, tenha as dicas a seguir em mente e aplique-as em sua rotina!

  • Tenha autoconhecimento: o desenvolvimento da empatia exige, como requisito, o autoconhecimento. Quando me conheço mais e melhor, sou capaz de fazer o mesmo pelos outros;
  • Reconheça as emoções: a pessoa empática reconhece as suas próprias emoções e possui uma conexão tão grande com o outro que consegue identificar como ele está a sentir-se através de um suspiro, uma expressão facial, um sorriso, um silêncio;
  • Avalie a sua perspectiva em relação ao outro: para que a empatia seja desenvolvida de maneira mais efetiva, livre-se de qualquer pré-julgamento e preconceito em relação ao próximo;
  • Saiba respeitar a opinião alheia: ser empático não é concordar com tudo que o outro diz, mas respeitar e valorizar as diferentes formas de pensamento, compreender as diversidades, costumes e opiniões alheias;
  • Sabia ter uma boa comunicação com o outro: os empáticos têm o dom da comunicação, estão sempre disponíveis a ouvir e escutar verdadeiramente o outro, sem fazer julgamentos ou interrupções em suas falas;
  • Olhe nos olhos: não é à toa que dizem que os olhos são a janela da alma. Notar o olhar de outra pessoa pode revelar muito a respeito do que ela está a sentir, e isso pode ajudar a compreender as suas ações, pensamentos e emoções;
  • Procure conhecer a outra pessoa: a história de vida de cada um nos ajuda a compreender seus atos. Obter informações a respeito do outro, do seu passado e situações pelas quais passou auxilia-nos a ter mais empatia pelas suas ações, mesmo não concordando com elas;
  • Ajudar de forma genuína: isso quer dizer ajudar o próximo, seja ele conhecido ou não, sem esperar por algo em troca. Para as pessoas empáticas, o que mais vale é o simples fato de ajudar de maneira genuína, de colaborar e de serem solidárias.

“A empatia é a forma mais rápida de comunicação. Procure primeiro compreender para depois ser compreendido.” – Stephen R. Covey

É essencial ter em mente que o que vale neste processo é a procura e o interesse pela evolução pessoal, pois, de certa forma, sentir empatia por outra pessoa é um sinal de que está a crescer, já que ao observarmos as necessidades e os sentimentos dos outros, abrimos a nossa mente e o nosso coração para o mundo à nossa volta e caminhamos em direção a um desenvolvimento maior e mais completo.

Rapport: a técnica da empatia

Rapport é um conceito do ramo da psicologia, frequentemente descrito como um dos fundamentos da PNL – Programação Neurolinguística, que pode ser usado no contexto de relacionamentos pessoais ou profissionais, por ser uma técnica útil para criar uma ligação de sintonia e empatia com outra pessoa.

Esta palavra tem origem no termo em francês rapporter, que na tradução significa “trazer de volta”. No contexto teórico, o rapport inclui 3 componentes comportamentais:

O artigo continua após o anúncio
  • Atenção mútua;
  • Positividade mútua;
  • Coordenação.

Estimular o desenvolvimento do rapport é fundamental, pois é um estado de receptividade que proporciona uma conexão maior entre as pessoas. Quando há rapport, as pessoas condicionam-se a perceber aquilo que elas têm em comum, falando e ouvindo, na mesma medida, e demonstrando interesse real em saber e conhecer mais sobre os seus interesses.

Rapport é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a capacidade de ir totalmente do seu mapa do mundo para o mapa do mundo dele.” – Anthony Robbins

Principais benefícios do uso da empatia no dia a dia

Os benefícios do uso da empatia não são sentidos apenas por quem convive com uma pessoa empática: na verdade, essa habilidade torna melhor a vida de quem se dispõe a cultivá-la nas suas relações, impactando positivamente sobre o seu bem-estar. Quanto mais é praticada, mais seus efeitos positivos se multiplicam sobre as diferentes áreas da vida.

Conheça os principais benefícios de ser empático:

  • Irá aprimorar seus relacionamentos tanto pessoais como no trabalho;
  • Melhor compreensão e clareza das necessidades das pessoas ao seu redor;
  • Terá menos conflitos interpessoais para lidar;
  • Entenderá com maior precisão as ações e reações de quem interage consigo;
  • Se tornará numa pessoa cada vez mais positiva, amorosa e confiável;
  • Convencerá de forma mais eficaz as pessoas a respeito de seu ponto de vista;
  • Por fim, será um líder eficaz, um amigo melhor, ou seja, uma pessoa inspiradora e agradável.

Ao implementar uma abordagem mais empática no nosso quotidiano e nas nossas relações, temos a oportunidade única de construir relacionamentos significativos e duradouros com outros. Assim, tornamos-nos pessoas cada vez melhores com elevado nível de inteligência emocional. Este é o caminho que só leva a resultados positivos – o ingrediente chave subestimado para o sucesso pessoal e profissional.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp