Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
09 Out, 2019 - 18:06

Escolha da creche: guia completo para pais e bebés

Inês Pereira

Escolher a creche mais apropriada para o seu filho pode ser um exercício complicado. Siga o nosso guia para responder a algumas das principais questões.

Crianças na creche

Como se não bastassem os 9 meses de dúvidas e medos, nem após o nascimento do bebé o stress dos pais acalma. Desde a alimentação à saúde, as preocupações não cessam de surgir e a questão da creche é uma delas. Onde vai deixar o seu rebento quando for necessário voltar ao trabalho?

A entrada na creche é um verdadeiro desafio para qualquer pai, mais não seja porque representa a separação do seu bebé (ainda que temporária).

No entanto, quando não existe uma alternativa, a criança tem mesmo de ficar entregue a profissionais durante o dia para que os pais possam ir trabalhar.

Ainda assim, é importante compreender que o tempo que dedica ao seu filho é crucial para o seu desenvolvimento, pelo que deve aproveitar ao máximo os períodos que passam juntos.

Ora, claro está que o cuidado na escolha da instituição é fundamental para salvaguardar o bem-estar do bebé e dos progenitores. Para facilitar este processo e acalmar a inquietação natural que ele implica, trazemos-lhe um guia para esclarecer todas as suas dúvidas.

creche: procurar, escolher e qual a idade indicada

professora em creche

O momento da entrada do bebé na creche é um momento marcante, mas necessário, para a criança e para os pais. O fim das licenças de maternidade e paternidade, bem como a necessidade de regresso ao trabalho, obrigam a que muitos recém papás não tenham outra alternativa que não seja deixar o seu rebento ao cuidado de profissionais.

Habitual é a angústia e o medo de que o bebé não fique bem entregue e que sinta a falta do carinho de quem o está a criar. Contudo, é importante que se esforce ao máximo por colocar os sentimentos de culpa de parte uma vez que este é um passo necessário na formação da criança.

Por isso mesmo, e devido ao facto de os primeiros 3 anos de vida serem cruciais para o desenvolvimento afetivo e neurológico, a qualidade da creche, a valências oferecidas e a empatia dos funcionários devem ser a prioridade.

E nada tema porque um estudo do National Institute of Child Health and Human Development, nos Estados Unidos da América, garante que o desenvolvimento da criança é inevitavelmente mais influenciado pelas características da família.

A idade

Por esta altura deve estar a perguntar-se acerca da idade mais indicada para esta transição. A verdade é que não existe uma regra, pelo que depende de diversos fatores (como preferência familiar e vagas nas instituições, entre outros).

Porém, por volta dos 8 meses de idade é frequente que os bebés comecem a sentir aquilo a que se chama “angústia da separação”. Acontece que já têm noção da ausência dos pais, pelo que a separação pode provocar sentimentos de abandono e insegurança que se podem chegar a prolongar-se durante um ano.

Posto isto, o ideal é o bebé entrar na creche antes desta fase, se possívelFacilitará a adaptação e os pais não sentirão tanta culpa se a criança estiver calma.

Quando começar a procurar e preços

Regra geral, os pais procuram espaços que se encontrem perto de casa ou do local de trabalho, de modo a facilitar toda a logística. Com certeza não será uma surpresa que a procura é sempre grande, o que poderá ser um problema.

Assim, devido ao número sempre tão limitado de vagas, é aconselhável que inicie a busca pela creche ideal e a inscrição ainda antes do bebé ter nascido. Não existe nenhuma altura acerta, mas o melhor é que consiga fazer tudo com calma e evitar a pressão de deixar o problema para demasiado tarde.

Deve fazer uma seleção das instituições que são do seu agrado e procurar informar-se diretamente com as respetivas direções.

O ideal é tratar logo de todo o processo para garantir que tem uma vaga à sua espera quando mais precisar – o que pode implicar pagamentos adiantados. Embora estes valores possam variar, geralmente as creches acarretam custos entre os 150 e os 300 euros.

Aquando da matrícula poderão ser-lhe pedidos diversos documentos de modo a que seja possível dar seguimento ao processo:

  • Cópia do boletim de vacinas atualizado;
  • Cópias dos documentos dos pais e do bebé, como cartão de cidadão;
  • Comprovativo de residência;
  • Declaração de IRS (no caso de se tratar de uma IPSS);
  • Contactos dos pais e de quaisquer pessoas que estejam autorizadas a ter contacto com a criança aquando da permanência na creche.
Refeições saudáveis na escola
Não perca Refeições saudáveis essenciais para crianças em idade escolar

Como fazer a escolha certa

Quando chega o momento de deixar o seu filho à responsabilidade de alguém que não conhece durante 8 horas é imperativo que as pessoas em causa correspondam às suas expectativas e necessidades.

E, claro, isto vai muito para além de cumprir um horário de alimentação ou mudar uma fralda. O vínculo afetivo é, afinal, crucial.

Significa isto que deve procurar um ambiente estimulante e equilibrado, com profissionais sempre atentos e dedicados. Só assim a criança crescerá feliz e terá um desenvolvimento cognitivo saudável.

Posto, isto, existem alguns detalhes a que deve prestar atenção antes da tomada de decisão:

  • Reputação da creche;
  • Questões relacionadas com as instalações, como higiene e segurança;
  • Ambiente;
  • Número de colaboradores;
  • Número de crianças por sala;
  • Projeto educativo;
  • Qualidade e estado dos equipamentos;
  • Atividades;
  • Brinquedos adequados às fases de desenvolvimento de cada criança;
  • Impressão dos profissionais que ali trabalham e das suas competências;
  • Capacidade de lidar com situações específicas que requerem cuidados diferenciados.
Veja também