Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
26 Ago, 2020 - 11:29

#EstudoEmCasa: saiba tudo sobre este projeto

Catarina Milheiro

O #EstudoEmCasa está agora disponível no Youtube, com aulas para crianças e jovens da educação pré-escolar ao ensino secundário.

jovem a ter aulas virtuais com o programa #EstudoEmCasa

Com o aparecimento do surto do novo coronavírus, foi necessário criar estratégias eficazes para os alunos de todo o país. Uma das iniciativas criadas foi, efetivamente, a Telescola que passou a chamar-se #EstudoEmCasa.

As emissões do #EstudoEmCasa tiveram início no dia 20 de abril na RTP, apresentando conteúdos devidamente organizados para os diferentes anos letivos e funcionando assim como um complemento para o trabalho dos professores com os alunos.

Atualmente, este projeto já chegou ao Youtube, uma das plataformas digitais de maior alcance a nível mundial, através de 5 novos canais, com aulas para todos. Quer saber mais? Fique connosco.

O QUE É O #EstudoEmCasa e como funciona

criança a ter aulas virtuais com o programa #EstudoEmCasa

O #EstudoEmCasa surgiu numa altura em que era necessário manter o “normal” decorrer das aulas em todo o país, mesmo não sendo possível o acompanhamento das mesmas por via presencial. O projeto é uma parceria entre o Ministério da educação, a RTP e conta ainda com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

Inicialmente, as aulas decorriam através de emissões na RTP, com um horário das 09h00 às 17h50, contemplando as matérias que fazem parte das aprendizagens essenciais do 1º ao 9º ano. Estes eram agrupados por 1º e 2º anos, 3º e 4º anos, 5º e 6º anos, 7º e 8º anos e 9º ano e o programa abrangeu matérias de uma ou mais disciplinas do currículo.

Ora, esta ferramenta foi altamente importante quer para os alunos como para os professores, que a utilizaram para complementar o seu trabalho com os seus alunos. Desta forma, foi possível manter os alunos e professores em contacto quase permanente e garantir um ensino de qualidade com acesso aos mais diversos recursos.

O #EstudoEmCasa foi pensado, em particular, para os alunos que não têm possibilidade ou facilidade de aceder à internet e aos recursos que aí se disponibilizam. Assim, o objetivo da criação deste projeto foi assegurar que todos os que têm televisão, conseguem aceder a todos estes recursos via TDT.

calendário escolar
Veja também Calendário escolar 2020/2021: mais aulas e menos dias de férias

O #EstudoEmCasa CHEGA AO YOUTUBE

Como todos nós sabemos, este é um momento sensível e o calendário escolar para o ano letivo 2020/2021 apresenta três modalidades diferentes para as aulas que se iniciam em setembro: presencial, virtual e mista. Por isso mesmo, é de extrema importância que continuem a ser disponibilizados recursos de apoio às atividades de ensino e aprendizagem que têm de decorrer à distância.

Assim, o #EstudoEmCasa chega ao Youtube através de 5 novos canais com aulas para crianças e jovens desde a Educação Pré-escolar ao ensino secundário.

Para os que não conhecem o Youtube, trata-se de uma das plataformas digitais de maior alcance a nível mundial. Ou seja, é o local perfeito para serem divulgados conteúdos relevantes e validados pela Direção-Geral da Educação (DGE) para os alunos de todo o país.

Atualmente, foi então criada uma plataforma assente no Youtube que foi resultado da parceria entre o Ministério da Educação, Youtube e Thumb Media, que permite que os professores disponibilizem as suas aulas, fazendo com que elas se tornem acessíveis à comunidade educativa alargada.

Para ajudar os docentes que queiram criar vídeos educativos, a DGE em parceria com o Youtube e a Thumb Media, preparou materiais de apoio, cujo objetvo é o da capacitação com as metodologias que melhor se adequam à plataforma.

Como aceder aos canais no Youtube?

É muito simples. Os canais podem ser encontrados fazendo a pesquisa por “DGE #EstudoEmCasa”, ou se preferir, através dos seguintes links:

Fontes

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].