David Afonso
David Afonso
11 Nov, 2021 - 11:08

Fole de transmissão: o que é e qual a sua função

David Afonso

Se lhe falarmos em fole de transmissão, sabe o que é? Qual a sua função? Descubra neste artigo a importância desta peça e qual o seu papel.

fole de transmissão

A transmissão é uma das partes mais importantes do carro. É responsável pela transmissão de potência do motor para as rodas, e consiste na caixa de velocidades, nos eixos, nas coberturas anti-poeira e nas juntas CV. Além destes componentes, outro que compõe o sistema é o fole de transmissão. Um elemento de vital importância para o correto funcionamento de todo este sistema.

Por outras palavras, de modo a poder conduzir o nosso veículo é necessário que este mecanismo esteja sempre em boas condições. Por ser um elemento em constante funcionamento, necessita de uma manutenção adequada.

Com efeito, neste artigo vamos explorar a importância do fole de transmissão, o que é, e os pontos essenciais para um correto funcionamento.

Fole de transmissão: o que deve saber

O que é o fole de transmissão?

É um protetor de borracha que cobre a junta CV do eixo e do diferencial. Tem como objetivo impedir a entrada de impurezas no interior do veio de transmissão. Dentro desta peça, existem 3 esferas cobertas com lubrificante que, ao entrarem em contacto com impurezas, impossibilitam o funcionamento normal do veículo. E, portanto, será sempre essencial uma peça importante para assegurar a manutenção de todo o sistema de transmissão. Uma vez que, ajuda na luta contra a deterioração.

Como funciona?

Nunca existe apenas um fole de transmissão em cada veículo. Assim, os veículos terão sempre dois foles de transmissão por eixo, um para cobrir a junta CV no lado da roda e outro para a junta lateral diferencial.

Em termos práticos, como são utilizados no sistema de transmissão, só serão encontrados nas rodas motrizes, ou seja, as que fornecem tração ao seu veículo. Assim, se for de tração dianteira, eles estarão localizados nesta parte do carro; se for de tração traseira, eles estarão na traseira; e se for de tração às quatro rodas, eles estarão em ambos os eixos.

Logo, a principal função do fole dentro da transmissão do veículo é extremamente importante e a sua deterioração pode causar danos muito graves ao seu veículo. Isto porque, influencia o próprio sistema de direção e, em último caso, a condução do veículo.

Caixa automática: vantagens e desvantagens
Não perca Caixa automática: vantagens e desvantagens

O que acontece se o fole de transmissão ficar danificado?

Como já mencionámos, a quebra parcial ou total de um fole de transmissão provocará a entrada de sujidade no interior e a fuga de lubrificante. Se não for corrigida com brevidade, a junta CV quebrar-se-á e, se o problema persistir, o rolamento poderá dobrar-se ou soltar-se e eventualmente danificar o diferencial.

É por isso que é tão importante verificar e manter os foles de condução, pois são peças baratas que podem, no entanto, causar avarias mais caras se não estiverem em boas condições. Logo, o melhor mesmo é verificar o fole pelo menos uma vez por ano.

O custo de um novo fole de transmissão é de cerca de 70 a 100 euros, dependendo se a peça é original e quanto tempo leva a mudá-la na oficina. A isto devemos acrescentar também o custo do alinhamento das rodas, uma operação que é sempre aconselhável nestes casos.

Como saber se está danificado?

Como é quase sempre o caso, a primeira coisa a fazer é verificar visualmente o estado do fole. É importante ter em conta que os foles de transmissão só estão então presentes nas rodas motrizes, sejam elas dianteiras, traseiras ou as quatro.

No caso do fole do eixo, é mais fácil porque estão localizados ao lado da roda. Um dos principais sintomas de rutura é a presença de manchas de gordura no chão ou no interior da jante do carro.

Além disso, se ao rodar as rodas, ouve um som contínuo e seco de bater à medida que avançamos, é porque algum elemento está danificado e está a ocorrer uma fricção indesejada.

“Posso passar a Inspeção Automóvel com um fole partido?”

A quebra ou deterioração do fole de transmissão tem sido considerada uma infração menor durante muitos anos, mas poderá originar uma infração grave, derivado aos componentes que estão à sua volta. Não pelo fole em si, mas pelos problemas que poderão surgir com outros elementos do sistema de transmissão.

Por conseguinte, como mencionado acima, é aconselhável detetar e reparar qualquer anomalia antecipadamente para evitar custos adicionais desnecessários e poder passar a inspeção automóvel sem qualquer problema.

“Onde posso comprar um fole de transmissão?”

Com efeito, para terminar, deixamos uma lista de lojas especialistas que o poderão ajudar quando este cenário ocorrer.

Como referido, o fole de transmissão nunca será muito caro, mas tudo o que pode advir da sua “quebra”, isso sim, serão sempre custos mais elevados. Logo, nada como prevenção e estar atento ao seu carro. Saiba ouvi-lo e ajude-o quando necessário.

Veja também