Márcio Matos
Márcio Matos
17 Mai, 2019 - 10:56
França de comboio: as terras gaulesas fora da rota turística

França de comboio: as terras gaulesas fora da rota turística

Márcio Matos

Percorrer França de comboio é uma experiência diferente e que permite conhecer cidades, vilas e atrações, menos divulgadas e cheias de encanto.

O artigo continua após o anúncio

Para quem não procura velocidade, mas sim aproveitar ao máximo as vistas e as paisagens, conhecer França de comboio é uma excelente opção. Nesta viagem, poderá ficar a zona campestre de França, as suas cidades montanhosas, vinhas, florestas e costa mediterrânica.

O melhor é que neste percurso poderá descobrir alguns pontos menos turísticos, mas ainda assim cheios de encantos e atrativos, como a gastronomia regional, por exemplo. Explore França de comboio e surpreenda-se com tudo aquilo que vai encontrar.

França de comboio: roteiro a bordo de uma locomotiva

Paris-Austerlitz – Amboise

O ponto de partida é na estação de Paris-Austerlitz e o destino Amboise (via Blois). Aproveite para celebrar, no Chateau du Clos Lucé, o 500º aniversário da morte de Leonardo Da Vinci. Quanto ao alojamento, poderá ficar instalado no Château de Pintray (115€ p/ noite) e usufruir de uma agradável refeição no restaurante La Pause du Temps.

Angoulême

franca de comboio

Fonte: MaxPixel

Até Angoulême são cerca de 3 horas de viagem de comboio. Visite o centro histórico da cidades e o seu museu de animação. Fique instalado nos Jardins Secrets (80€ p/ noite) ou nos Les Jardins de la Cathédrale (70€ p/ noite). Vá até ao Le St André bistro e experimente os morangos com creme de violeta e marshmallow com licor (7€) ou visite o Le Terminus para provar uns excelentes caracóis (15,50€ p/ refeição)

Montauban

franca de comboio

Fonte: MaxPixel

O artigo continua após o anúncio

Em 2 horas e 30 minutos, chega a Montauban, embarcando no InOui (um service premium de comboios de alta velocidade). Banhada pelo rio Tarn, esta é a cidade-natal de Jean-Auguste-Dominique Ingres. Aí pode visitar o museu dedicado ao artista; provar algumas especialidades regionais como pato ou cordeiro (deliciosos no restaurant L’Estanquet); beber um copo nas arcadas do Place Nationale; e passar a noite na Abadia dos Capuchinhos, um mosteiro que funciona atualmente como local de alojamento, com piscina e spa (97€ p/ noite).

Sète

franca de comboio

Sète fica na zona sul da costa francesa, a apenas 4 horas se embarcar num Intercidades, 100% ecológico. O serviço é mais barato e consegue apreciar a vista sobre Carcassonne e Narbonne. O percurso segue entre a lagoa de Thau e o mar de Sète. Instale-se no Le Grand Hotel (120€) e tente reservar um quarto com varanda. Vá ao restaurant La Marine e prove uns couteaux en persillade (15€) ou um filet de rascasse au pastis (25€). Visite, ainda o International Museum of Modest Arts e conheça as pontes elevatórias onde os canais de Sète contactam com  o mar.

La Ciotat

franca de comboio

Fonte: Michal Osmenda

La Ciotat fica a 3 horas, via Marselha. Esta cidade serviu de cenário ao primeiro filme dos irmãos Lumière, “Arrival of a Train at La Ciotat” (1895). O seu cinema Eden, recentemente restaurado, é a casa do género mais antiga do mundo e ainda em funcionamento. Passe pela praia de Calanque de Figuerolles e fique nos seus quartos e bungalows na République Indépendante de Figuerolles (37€). Visite o restaurante à beira-mar, Chez Tania, onde pode provar bouillabaisse, peixe grelhado, pratos vegan e vinhos locais (menus desde 41€).

Cagnes-sur-Mer

franca de comboio

Fonte: Tiia Monto

O artigo continua após o anúncio

Cagnes-sur-Mer é a próxima paragem, à qual se chega depois de atravessar a costa este, até à fronteira com Itália. Durante a viagem, observe o Delos/Palais hotel na Ilha de Bendor off Bandol e as rochas coloridas de Estérel. Fique no Hotel Aria (77€ p/ noite) e almoce/jante no L’Antica, conhecido pelos seus grelhados (54€ p/ duas pessoas).

Digne-les-Bains

franca de comboio

Fonte: Jean-Christophe BENOIST

Dirija-se até à estação Chemin de Fer de Provence, onde deve apanhar o comboio des Pignes to Digne-les-Bains. Este transporte levá-lo-á até às montanhas e terras de Provence. É uma viagem de 3 horas e 30 minutos por campos de lavanda e florestas. Digne-les-Bains tem dois festivais de verão, termas e um geoparque classificado pela UNESCO.  Fique num convento do século XVII, entretanto convertido em hotel, o Le Grand Paris, (85€ p/ noite) ou no Hotel Villa Gaia (84€ p/ noite), onde os quartos são espaçosos, a comida orgânica e há lagos artificiais para nadar.

Como Digne-les-Bains é o fim de linha deste comboio, apanhe agora um autocarro para Aix-en-Provence (cerca de 2 horas de viagem) e, depois, o TGV até Valença. Entretanto, embarque num comboio local para Tain-l’Hermitage. Esta localidade é conhecida pelo seu excelente vinho. Por isso, faça a sua refeição bem acompanhada por um copo de vinho no Le Vineum (31€). Visite, ainda, a Cité du Chocolat (7,50€ a 9€) e instale-se no Hotel de la Villeon (95€ p/ noite), à beira-rio, uma casa do século XVIII situada em Tournon.

A estação de Paris-Gare de Lyon fica a 2 horas do TGV que parte de Valença. Mas antes, não deixe de fazer uma refeição na estação Le Train Bleu. As salas de estilo belle époque dão sumptuosidade ao espaço, que serve menus de almoço, tábuas de queijo e copos de champagne (50€ a 110€).

Informações úteis

  • Os bilhetes podem ser reservados 3 meses antes da viagem.
  • O preço combinado de todos os bilhetes é de cerca de 292€ (253,65€ + 23,27€ para o comboio des Pignes + 15,13€ para o comboio des Gorges), para um adulto, em meados do mês de julho.
  • Outra possibilidade de fazer França de comboio é adquirir o passe único para França, um bilhete com validade de 8 dias, com o qual pode percorrer o país por: 261,79€ (adultos); 226,89€ (menores de 28 anos); 235,03€ (seniores). As crianças não pagam.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp