Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
21 Ago, 2020 - 14:39

Fuciño do Porco: um miradouro aberto sobre o mar da Galiza

Mónica Carvalho

Um nome tão curioso só pode mesmo despertar o interesse de quem não conhece a Galiza. Conheça um pouco melhor Fuciño do Porco e programe uma visita.

Passdiço do Fuciño do Porto

Não é por acaso que o local foi assim batizado. Afinal o perfil de uma pequena saliência costeira no Mar Cantábrico, entre as praias de Abrela e San Román, em Lugo (Galiza), faz mesmo lembrar o Fuciño do Porco – exatamente, um focinho de porco.

Como tal, a zona é envolvida numa mística de curiosidade. Na verdade, o nome original é Punta Socastro e é um local mais emblemáticos da Mariña Lucense, que tem vindo a atrair cada vez mais visitantes à região, não só locais, como também estrangeiros.

Mas não é um local novo. Aliás, a zona é um dos mais conhecidos locais para caminhada no Norte da Galiza, até porque fica a apenas 21 quilómetros de uma margem considerada pelos locais como “a mais bonita do mundo” – Loiba, em A Coruña, e a 60 quilómetros da famosa praia de Las Catedrales, em Lugo.

No cenário rochoso do Fuciño do Porco encontramos um bom exemplo de aproveitamento de uma zona que era meramente uma via de serviço criada para técnicos de manutenção de sinais marítimos e que foi transformada para ser, atualmente, um roteiro turístico onde se pode desfrutar de uma Natureza maravilhosa outrora escondida e esquecida.

Assim, para criar melhores condições de acesso aos visitantes, o percurso até à saliência marítima que se assemelha ao focinho de um animal foi empedrado em 2017.

Aconselhamos mesmo uma visita, não só porque criará memórias inesquecíveis de um local bem interessante, como também poderá tirar imensas fotografias das vistas de ambos os lados de um limite costeiro que mais parece ter saído diretamente de uma tela de pintura.

Vamos conhecer Fuciño do Porco?

Panorâmica do Fuciño do Porco

A partir de Fuciño do Porco poderá desfrutar de vistas espetaculares de diversas localizações: enseada da Pereira e a Ilha da Coelleira a oeste; ilhéu da Gaveira, Monte Faro e Praia Area, a nascente do estuário; e a enseada do Esteiro noutra ponta. A é a Norte, na linha do horizonte onde o céu e o mar aberto se encontram que nos faltam as palavras para descrever o que os nossos olhos vêm, mas nem sempre a mente consegue processar.

O extremo costeiro Fuciño do Porco é acedido através de um longo caminho pedonal com boas condições, oferecendo, assim, um passeio incrível entre falésias que vão ter ao Mar Cantábrico.

Para chegar à Rota do Fuciño do Porco, deve, então, dirigir-se, de carro, até ao município de O Vicedo, na região de La Mariña Ocidental, em Lugo. Quando lá chegar, deverá estacionar o carro no início da trilha, já que, a partir daí, todo o percurso é feito a pé.

Durantes os meses de julho e agosto, e até por conta da pandemia provocada pela COVID-19, o acesso ao local é feito apenas mediante reserva. Depois de estacionar, prepare-se porque, apesar de a rota oferecer boas condições, ainda é um pouco longa e poderá ser desafiante para quem não está habituado a este tipo de percursos.

Assim, irá seguir a pé através de uma zona florestal de cerca de 1,3 quilómetros e, posteriormente, seguir por um troço de passadiço mais curto – cerca de 400 metros por entre arribas que permitem a manutenção de um pequeno farol marítimo e que marca o extremo oeste da ria do Viveiro.

Vila de Combarro na Galiza
Não perca Combarro: a vila dos espigueiros que guarda o espírito Galiza

Cuidados a ter quando visitar a região

Como referimos, deverá efetuar a reserva para visitar Fucino do Porto e poderá fazê-lo previamente online ou via email ([email protected]), nos meses de julho e agosto, de modo a evitar ajuntamentos.

A caminhada que se segue deve ser feita, atualmente, com máscara e deve ter em conta o tempo que precisa até chegar ao ponto de Fuciño do Porto, para respeitar o horário da reserva efetuada. Além disso, deve também considerar o facto de o estacionamento prévio disponível ser de pequenas dimensões.

Após percorrer todo o caminho, chegará ao ponto de controlo de acesso ao Fuciño do Porco, onde irá ser verificada a reserva, bem como o respetivo tempo de acesso.

Todo o trajeto, tanto no caminho quanto nos extremos de Fuciño do Porco, pode ser acompanhado por animais de estimação domésticos, nomeadamente cães. Todavia, é um local pouco recomendado a pessoas com mobilidade reduzida, uma vez que existem várias escadas pelo meio do trajeto.  

Tome nota das principais características da rota do Fuciño do Porco:

  • Distância: cerca de 3,5 quilómetros (ida e volta)
  • Duração: 2 horas
  • Dificuldade: fácil a moderada
  • Sinalização: Bem sinalizada
Veja também