Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
05 Abr, 2021 - 13:29

Fuerteventura: a praia onde a areia se parece com… pipocas

Mónica Carvalho

Quando nada parece surpreender, chega-nos uma praia com areia que se assemelha a pipocas. Fica em Fuerteventura, Espanha. Conheça melhor o local.

fuerteventura praia das pipocas

Localizada na cidade de Corralejo, na ilha de Fuerteventura, esta baía invulgar está a chamar a atenção do mundo por um aspeto muito curioso: na Praia das Pipocas a areia parece mesmo pipocas. Um fenómeno natural, que nos faz pensar realmente no quão incrível é a natureza e as verdadeiras belezas que ela nos proporciona.

Também conhecida como Baía das Pipocas, esta área está coberta por pequenos pedaços de coral branco que se vão misturando com a areia negra e rochas vulcânicas. E é este contraste de cores que mais destaque dá a esta espécie de pipocas.

Não deixa de ser curioso também o facto de Fuerteventura, que é a segunda maior das Ilhas Canárias da Espanha, ser especialmente conhecida principalmente pelas belas praias de areia branca e finas, de ambiente paradisíaco. Porém, a Praia das Pipocas foge a esta regra. E isto não tem de ser necessariamente algo negativo: apenas queremos alertar que a areia deste local não é propriamente confortável. Além disso, e como que em conluio com esta questão, também as correntes do mar são fortes e cheias de vida.

Como surgiu a Praia das Pipocas?

baia das pipocas fuerteventura

Por entre praias, falésias, vulcões e montanhas, Fuerteventura esconde esta particularidade de ter uma praia cuja areia se assemelha a pipocas. Lá é possível observar as rochas mais antigas das ilhas Canárias, muitas datadas do período Jurássico. Mas esse não é o único fenómeno geológico de interesse.

A areia da Praia das Pipocas é composta por milhões de fragmentos de conchas de organismos marinhos que ao longo dos anos que foram depositando na costa. São provenientes do fundo do oceano e foram arrastados pelas correntes, pelo vento e pelas ondas. Milhares e milhares de anos desta prática deram origem aos ditos seixos que parecem pipocas.

Por isso, esta é uma obra única e exclusivamente da autoria da Natureza, que proporciona, assim, a todos os que visitam o local um trecho de praia totalmente diferente do convencional e totalmente instagramável. Aliás, foram precisamente as sucessivas partilhas de imagens nesta rede social que deram fama internacional ao local.

Como chegar até à Praia das Pipocas?

A Praia das Pipocas está localizada na costa norte de Fuerteventura, perto da cidade de Corralejo, no município de La Oliva. Por isso, deve ser sempre este o seu ponto de referência: Corralejo, mas também poderá conduzir sempre pela vila costeira de Majanicho, que também o levará ao destino.

A praia está dotada de um pequeno café, pelo que não precisa de se preocupar em levar algo para petiscar se não quiser ou não tiver oportunidade.

Que outras atrações existem em Fuerteventura?

Fuerteventura integra as Ilhas Canárias juntamente com Tenerife, Gran Canaria, Lanzarote, La Palma, La Gomera, El Hierro e outras ilhas menores.

Apesar de pertencer a Espanha, fica muito mais próxima da África, a apenas cerca de cem quilómetros de Marrocos. Isto faz com que o clima se assemelhe ao do continente africano, entre o desértico e tropical, com uma temporada de verão bastante longa e um inverno ameno. A temperatura média durante o verão é de 25º e, no inverno de 18º. Não é, por isso, de admirar que seja um local tão procurado para uns bons banhos de sol.

Todavia é uma ilha ventosa e foi a partir desta característica que lhe deram o nome de Fuerteventura, devido aos ventos fortes da ilha. Este lado não tão apreciado por alguns, é, por outro lado, perfeito para a prática de desportos aquáticos, como windsurf e kitesurf.

Além desta irreverente praia, Fuerteventura conta com outros pontos atrativos. Quando visitar a segunda maior ilha das Canárias, não perca de vista a montanha de Tindaya, localizada no norte da ilha. Classificada Monumento Natural e Ponto de Interesse Geológico, a montanha é um sítio arqueológico de grande relevância histórica. Por lá, existem pinturas rupestres dos Majos, a população aborígene da ilha.

Noutro ponto, mais propriamente na costa ocidental da ilha, a pequena aldeia piscatória de El Cotillo também merece destaque. É o local ideal para saborear o excelente peixe fresco, assim como para explorar as praias, com especial destaque para La Concha, uma das mais conhecidas.

Aproveite ainda para fazer um passeio de barco e visitar a Ilha dos Lobos, um ilhéu localizado a dois quilómetros de Fuerteventura e integrado no Parque Natural da Ilha de Lobos. É um destino que os amantes da vida animal não podem perder, visto que possui mais de 130 espécies vegetais, diversas aves, sendo ainda uma reserva submarina de grande interesse ecológico.

Quando em Fuerteventura, não perca a oportunidade de visitar a Praia das Pipocas, especialmente em família. Esta é, aliás, uma boa maneira de mostrar às crianças um pouco do que a mãe Natureza é capaz de fazer. Mas tenha algo em atenção: é proibido recolher as famosas pipocas, por isso nada de trazer um “recuerdo” para casa.

Veja também