ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Teresa Campos
Teresa Campos
25 Jan, 2022 - 00:01

Fungos nas unhas: como identificar e tratar este problema com eficácia

Teresa Campos

Os fungos nas unhas afetam um grande número de pessoas. Porém, este problema tem solução. Se não sabe qual, continue a ler.

pé com unha com micose

Os fungos nas unhas correspondem a uma infeção, também conhecida por onicomicose. Este problema pode atingir as unhas dos pés, das mãos ou de ambos.

Geralmente, os fungos nas unhas dos pés são mais recorrentes, pela exposição dos membros inferiores a ambientes húmidos e quentes.

Além disso, não secar bem os dedos dos pés após o banho; usar sapatos muito justos; ou calçar meias pouco absorventes; são alguns exemplos de circunstâncias que favorecem o desenvolvimento da onicomicose. Continue a ler para saber mais.

Fungos nas unhas: alguns aspetos a considerar

Os fungos nas unhas são microorganismos, habitualmente dermatófitos, embora também existam leveduras e fungos não dermatófitos, os quais ingerem queratina. Este é um problema que atinge cerca de 10% dos adultos e 20% dos idosos.

Pode ser considerada uma doença crónica que, além de prejudicar a qualidade de vida do indivíduo, também baixa a sua auto-confiança. Os fungos nas unhas são mais prevalentes em pessoas com diabetes e/ou imunodeprimidas.

Médico a tratar pé de atleta

Principais sintomas

A manifestação dos fungos nas unhas pode começar de forma muito discreta, com uma pequena mancha que vai aumentando de tamanho.

Normalmente, a sua cor é branca ou amarela e tem um aspeto baço e grosso. Por baixo desta mancha, costuma existir uma camada de pó semelhante a farinha que acaba por se desfazer e quebrar.

Em alguns casos, a onicomicose pode causar desconforto ou dor. É ainda importante dizer que este tipo de infeção fúngica tende a estender-se a outras unhas, podendo mesmo estar na origem de outras infeções.

Tratamento

É possível eliminar os fungos nas unhas, mas importa dizer que os efeitos desses tratamento podem demorar algum tempo a serem notados.

Basicamente, é preciso haver uma total renovação da unha, o que pode ocorrer entre 6 a 12 meses, em função do estado da unha e, também, da sua localização (se no pé, se na mão).

Geralmente, há três tipos de terapêuticas recomendados.

  • Produtos para as unhas: tratam-se de produtos que devem ser aplicados diretamente sobre a unha infetada e que podem ter a forma de verniz, creme, pomada, solução e/ou pós cutâneos.
  • Fármacos orais: no caso de infeções fúngicas mais complexas e que afetam a totalidade da unha. Importa, no entanto, dizer que estes medicamentos podem, muitas vezes, ter efeitos secundários, nomeadamente: vómitos, náuseas, dores de cabeças, entre outras.
  • Laserterapia ou tratamento a laser: este é um tipo de tratamento mais recente e eficaz, embora nem todas as pessoas sejam elegíveis para este género de tratamento.

Nenhum destes tipos de tratamentos devem ser iniciados sem a consulta de um podologista. Além disso, é fundamental o cumprimento rigoroso da terapêutica, caso contrário o tratamento dificilmente surtirá efeitos.

Médico a tratar pé de atleta
Veja também Pé de atleta: um mal que não afecta apenas os desportistas

Prevenir os fungos nas unhas

Existem algumas precauções que podemos tomar para evitar os fungos nas unhas. Algumas delas são as que listamos abaixo.

  • Lavar e secar bem os pés e os dedos, todos os dias.
  • Não andar descalço em balneários, piscinas ou outros locais públicos.
  • Não partilhar calçado.
  • Não cortar as cutículas.
  • Não iniciar tratamentos sem prescrição e orientação médica.
  • Cumprir com rigor a terapêutica indicada pelo médico.
  • Estar atento à pele e a sinais de fungos.
  • Consultar o podologista, sempre que identifique algum problema nas suas unhas.
Veja também