Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marta Maia
Marta Maia
24 Nov, 2020 - 12:45

Giving Tuesday: chegou a resposta solidária à Black Friday

Marta Maia

O Giving Tuesday é um movimento de solidariedade ao nível planetário e este ano realiza-se a 1 de dezembro. Saiba como participar e o que pode doar.

Giving Tuesday

Com o Natal, os saldos e as promoções especiais à porta, o final do ano é, por natureza, aquele em que mais se fala de compras. Mas e se depois de gastar, dedicasse um dia também a retribuir? Esse é o objetivo do movimento Giving Tuesday, que se comemora intencionalmente na primeira terça-feira após a Black Friday.

Em 2019, realizou-se pela primeira vez em Portugal e, agora, regressa para mais uma edição. Este ano, a terça-feira escolhida para marcar a iniciativa planetária de solidariedade foi o dia 1 de dezembro.

O que é o Giving Tuesday

Giving Tuesday é um movimento global de solidariedade que desafia milhões de pessoas a doarem algo a uma causa social.

Co-fundado em 2012 pelas Nações Unidas e pelo centro cultural comunitário “92StreetY”, em jeito de resposta aos dias de maior apelo consumista (a Black Friday e a Cyber Monday), é hoje uma organização autónoma que conta com o apoio da Fundação Bill & Melinda Gates.

Atualmente, está presente em mais de 70 países e é comemorado na primeira terça-feira após a Black Friday. Este ano vai realizar-se pela segunda vez em Portugal e assume como mote “Tu&Eu #juntosmudamosomundo”.

O que doar?

Nem só de dinheiro se fazem doações. Na realidade, a ideia da Giving Tuesday é fomentar a solidariedade, tenha ela a forma que tiver. Se não tiver dinheiro para doar, pode doar tempo, competências, bens ou talento. Qualquer coisa é bem-vinda quando se trata de ajudar quem precisa.

A quem doar?

Tal como os donativos, também as instituições ficam à sua escolha. Pode aproveitar a Giving Tuesday para doar à causa com que mais se identifica, porque, mais uma vez, a ideia é ajudar quem precisa, não importa quanto nem através de quem.

Instituições associadas ao projeto

O movimento Giving Tuesday não só promove o envolvimento solidário dos cidadãos como ajuda as instituições sociais a divulgarem-se e a atraírem donativos.

Neste contexto, as instituições podem associar-se ao movimento e divulgar, através dele, materiais promocionais e pedidos específicos de ajuda. Tudo é depois publicado com a chancela do movimento, nas redes sociais e no site da iniciativa.

Como fazer doações

Um detalhe curioso da Giving Tuesday é que, por se tratar de um movimento, não tem por detrás uma instituição a recolher donativos.

Assim, se quiser participar da onda de solidariedade, deve encaminhar os seus donativos diretamente para a associação que quer apoiar.

Não há intermediários nem qualquer interferência externa no processo, é uma relação direta entre os doadores e as instituições que os inspiram.

Mas se precisar de ideias para contribuir, não só dia 1 de Dezembro, no GivingTuesday, mas também todos os dias, pode encontrar algumas no site do GivingTuesday Portugal.

Nas redes sociais

Claro que, quando o assunto é visibilidade, não podem faltar as redes sociais. No caso do movimento Giving Tuesday, encontra todos os conteúdos relacionados com a iniciativa (quer da parte das associações, quer da parte dos participantes) através das hashtags #givingtuesdaypt e #euetu #juntosmudamosomundo.

Formas de participar

Pode entrar na onda de generosidade da Giving Tuesday em nome individual, mas também pode aproveitar para promover a solidariedade junto de amigos, familiares e colegas de trabalho ou dos membros da sua comunidade, enquanto líder local. Também as empresas são chamadas a participar.

Todos são bem-vindos e, em conjunto, podem fazer uma diferença maior na eficácia das atividades solidárias.

mulher paga compras em loja
Veja também Consumismo: como evitar exageros e dar o exemplo aos mais novos

Giving Tuesday e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Se lhe parece que a Giving Tuesday nasceu do nada, desengane-se: este movimento é uma forma de envolver a população no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU.

Estes objetivos são uma espécie de guia para um mundo mais sustentável e justo, e estão por toda a parte: no desenvolvimento dos negócios, nos planos de ação dos governos…

Ao mesmo tempo, o movimento Giving Tuesday cumpre o último objetivo da lista, relacionado com a angariação de apoios para o cumprimento de todos os outros objetivos.

Os ODS abordam várias temáticas, e contam com 17 pontos:

  • Erradicar a pobreza;
  • Erradicar a fome;
  • Saúde de qualidade;
  • Educação de qualidade
  • Igualdade de género;
  • Água potável e saneamento;
  • Energias renováveis e acessíveis;
  • Trabalho digno e crescimento económico;
  • Indústria, inovação e infraestruturas;
  • Reduzir as desigualdades;
  • Cidades e comunidades sustentáveis;
  • Produção e consumo sustentáveis;
  • Ação climática;
  • Proteger a vida marinha;
  • Proteger a vida terrestre;
  • Paz, justiça e instituições eficazes;
  • Parcerias para a implementação dos objetivos.

O Giving Tuesday em números

Portugal não é o primeiro (nem será, certamente, o último) país a aderir ao movimento Giving Tuesday, que ocorre em mais de 70 países, incluindo EUA, Canadá, Rússia, Reino Unido, Alemanha, Espanha, Singapura, Austrália e Brasil. Noutros pontos do mundo, a iniciativa já tem movimentado milhões e até batido recordes.

Nos Estados Unidos, por exemplo, em 2019 a campanha Giving Tuesday arrecadou 511 milhões de dólares online em apenas um dia, o que representa um aumento de 28% em relação a 2018.

O ano passado, na sua primeira edição, o GivingTuesday Portugal contou com a participação de mais de 200 organizações sociais, que receberam o apoio de mais de 100 empresas e pessoas. O donativo total foi equivalente a 250 mil euros em dinheiro, bens ou tempo.

Veja também