Marta Maia
Marta Maia
15 Jul, 2022 - 10:08

Infidelidade financeira: 5 sinais de falta de confiança entre o casal

Marta Maia

Saiba o que é a infidelidade financeira e de que forma ela acontece. Aprenda a identificar os sinais e a evitar comportamentos.

Infidelidade financeira

Já ouviu falar em infidelidade financeira? Ela existe, é comum, e, no entanto, nem sempre os casais conseguem identificar os sinais.

Tal como acontece com a infidelidade amorosa, a infidelidade financeira pode destruir uma relação se não for resolvida a tempo. Vale a pena, por isso, conhecer o conceito, aprender a identificar os sinais e saber o que fazer para corrigir comportamentos.

O que é a infidelidade financeira?

A infidelidade financeira acontece quando um dos elementos de um casal esconde do parceiro rendimentos, dívidas ou despesas. Pode acontecer de forma isolada ou esporádica, ou pode acontecer de forma continuada – e em todas as situações tem um impacto negativo na relação.

O que provoca infidelidade financeira?

O problema base da infidelidade financeira é a falta de confiança entre o casal. Na prática, esta falta de confiança pode ter diferentes origens e manifestar-se de diferentes formas:

Desconfiança da gestão financeira do parceiro

Acontece quando um elemento do casal tem dúvidas sobre a capacidade de gestão financeira do parceiro e, por isso, esconde rendimentos ou poupanças para não arriscar perdê-los.

Receio das reações do parceiro

O segredo sobre uma compra ou despesa pode surgir quando um dos elementos do casal reage mal e/ou com violência a um gasto avultado ou inesperado. Para não ter de enfrentar tamanha ira, o parceiro prefere esconder os gastos que faz em segredo e viver com mais harmonia no lar.

Medo de ser julgado

Todos cometemos erros de cálculo, e é possível que uma tentativa de poupança ou de fazer render o dinheiro saia gorada.

O problema é que algumas pessoas ficam a cismar no erro e julgam o parceiro com muita severidade – severidade que só gera medo do outro lado, levando o parceiro a preferir não contar a verdade.

Individualismo

Por vezes a infidelidade financeira não surge tanto por medo ou vergonha, mas mais por egoísmo. Acontece quando um elemento do casal entende que não tem de prestar contas ao parceiro e, por isso, gasta o dinheiro comum sem dar satisfações.

Homem preocupado com encargos de crédito

Infidelidade financeira: 5 sinais de alerta

Existem alguns sinais que o devem deixar alerta e que permitem evitar surpresas desagradáveis a curto prazo, nomeadamente:

1

Não quer mesmo falar de finanças

Se o seu parceiro evita falar de finanças algo poderá estar errado. Este é sempre um tema sensível, mas a recusa constante em abordar o tema pode ser uma pista para um problema maior.

Se acredita que esse é o caso, então fale abertamente e sem julgamentos morais com o seu companheiro.

2

Insiste em tratar sozinho das finanças do casal

Este é um assunto sensível e que deve sempre ser gerido a dois. Quando o orçamento de um casal está entregue apenas a um dos parceiros, as situações de risco financeiro são elevadas, principalmente se o responsável pela gestão não partilha a evolução ao longo dos tempos.

Assim sendo, deverá insistir por ser envolvido em todo o processo, afinal de contas, as decisões financeiras devem sempre ser tomadas a dois.

3

Esconde os gastos

Se já percebeu que o seu cônjuge tem por hábito esconder alguns dos gastos que faz, por mais pequenos que sejam, mantenha-se alerta. Esse é o primeiro passo para problemas bem maiores e devastadores a longo prazo.

4

Pede assinaturas em documentos sem explicar motivos

Este é um dos principais e mais alarmantes sinais de infidelidade financeira. Nunca assine um documento em branco ou sem ver muito bem o que está lá escrito. Pode estar a permitir a aprovação de um crédito ou empréstimo que, em pouco tempo, pode tornar-se numa autêntica dor de cabeça financeira.

5

Dinheiro lá de casa desaparece

Muitos casais continuam a guardar algum dinheiro por casa. Se esse valor começa a desaparecer e não sabe os motivos para tal, comece a desconfiar. Esse é mais um dos sinais de infidelidade financeira que o devem deixar alerta.

O que fazer se a sua relação sofrer de infidelidade financeira?

Entendam os motivos de ambos

O primeiro passo para resolver uma situação de infidelidade financeira é a compreensão mútua. Só entendendo bem o problema poderá encontrar a solução certa para ele.

Pergunte ao seu parceiro que motivos o levam a esconder informação e de que forma pode alterar o seu comportamento para melhor.

Se a infidelidade partiu de si, pergunte ao seu parceiro sobre o que o leva a ter reações agressivas e como pode ajudá-lo a controlar-se mais.

Importante mesmo é que os dois conversem com calma, sem julgamentos nem ataques, para procurarem uma solução que sirva aos dois.

Façam planos

Muitas despesas inesperadas podiam ser precavidas com algum planeamento prévio.

Sentem-se com calma e discutam os gastos das próximas semanas e meses; mais importante ainda, estabeleçam um objetivo comum e comecem, desde o primeiro momento, a trabalhar para atingi-lo.

Transmitam confiança

Se a infidelidade financeira nasce da falta de confiança, o melhor antídoto para ela é a recuperação dessa confiança.

Seja mais transparente quando fala de dinheiro, trabalhe para que, em casal, olhem o tópico dinheiro com menos reservas, menos secretismo e maior transparência e honestidade.

Veja também