Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
19 Ago, 2019 - 10:31
literacia digital

Literacia digital: o que é e por que deve ser parte da sua vida

Mónica Carvalho

Sem a literacia digital, os cidadãos não podem participar plenamente na sociedade do século XXI. Descubra tudo sobre o tema desde o que é às vantagens.

O artigo continua após o anúncio

Segundo a Comissão Europeia, a literacia digital é definida como: “as habilidades necessárias para alcançar a competência digital, sustentadas por competências básicas em TIC e no uso de computadores, com o objetivo de recuperar, avaliar, armazenar, produzir, apresentar e trocar informação, e de comunicar e participar em redes colaborativas via Internet.”

Este significado ressalva a experiência num mundo que vive praticamente mais no online do que na vida real, dado que a tecnologia está tão presente, tão enraizada, que já não concebemos o dia a dia sem a mesma.

E só uma pessoa letrada, que é o mesmo que dizer alfabetizada, poderá ter uma compreensão mais completa e um conhecimento mais transversal sobre o mundo em que vive e as diferentes perspetivas da vida. Saiba mais sobre este conceito e por que deve fazer parte da sua vida, mesmo que as novas tecnologias não sejam a sua praia.

Qual a origem da expressão?

É importante colocar o conceito de literacia digital num contexto histórico, com cerca de 3.000 anos e com as comunicações em público, nas quais eram necessárias retóricas de persuasão, para transmitir a mensagem de forma eficaz e captar a atenção do público com as ferramentas disponíveis.

Essas ferramentas foram evoluindo, até ao aparecimento das máquinas fotográficas portáteis, que massificaram a produção e distribuição de imagens, passando, então, a falar-se em “alfabetização visual”. Aqui o destaque vai para a importância de como olhar para imagens, e entender a maneira como as imagens comunicam e quais os significados que possuem.

Em consequência, apareceram mais e melhores máquinas para produzir e trabalhar informação, assim como bancos de dados, como forma de armazenamento desses mesmos dados. Essas tecnologias precisam de um novo conjunto de habilidades, competências e estratégias para procurar, encontrar e avaliar informação, o que leva à criação de literacia da informação digital, numa altura em que as TICs são parte imprescindível no mundo atual.

4 princípios da literacia digital

trabalhar com computador

1. Compreensão

O primeiro princípio da literacia digital diz respeito simplesmente à compreensão, ou seja, à capacidade de extrair ideias implícitas e explícitas de qualquer meio.

2. Interdependência

A forma como um meio se relaciona e conecta com outro diz respeito ao segundo princípio da literacia digital. Isso faz ainda mais sentido quando pensamos que nenhum meio ou informação é criado de forma isolada, antes com vista à sua ampla divulgação.

O artigo continua após o anúncio

3. Fatores sociais

A partilha de conteúdos criados não é, atualmente, uma mera forma de distribuição pessoal, mas sim uma nova forma de criar mensagens próprias. Será mais fácil de perceber esta particularidade se pensar no velho ditado “quem conta um conto, acrescenta sempre um ponto.”

4. Seleção

Este ponto refere-se à capacidade de entender o valor da informação e mantê-la de maneira a torná-la acessível e útil por muito tempo. Tal acontece graças a plataformas como as clouds ou o Pinterest, por exemplo.

Biblioterapia: a leitura como atividade curativa
Veja também Biblioterapia: a leitura como atividade curativa

Quais são as vantagens da literacia digital?

1. Resolução de problemas

Numa sociedade digital, a capacidade para resolver problemas de forma lógica é preponderante. Não basta ler e entender alguma coisa, é preciso interpretar e ir mais além, até porque a atualidade requer mais lógica, sentidos mais desenvolvidos e maior noção das causas e consequências dos diferentes atos e comportamentos. Com a literacia digital, todas essas capacidades são desenvolvidas, sob pena de infoexclusão.

2. Adaptação

A literacia digital ajuda na adaptação das pessoas ao mundo em que vivemos. Isto é ainda mais visível nas crianças, que parecem já nascer com um chip que lhes permite lidar com as novas tecnologias e novas formas de comunicação de forma bem natural.

3. Comunicação

A literacia digital pode ajudar a desenvolver as capacidades de comunicação e melhorar as relações interpessoais, tão necessárias para a vida em sociedade.

4. Multidisciplinaridade

Com tanto a acontecer, é natural que a multidisciplinaridade seja uma característica do ser social e profissional da atualidade e do futuro. A literacia digital estimula essa mesma característica, facilitando a cooperação entre conhecimentos diferentes.

5. Melhoria do foco e atenção

Tendo em conta a constante mudança no mundo de hoje, pode ser fácil dispersarmos-nos. Todavia quanto mais nos entregamos a alguma atividade, mais focados e atentos estamos na interpretação e resolução da situação em causa.

A importância da literacia digital

A literacia digital não é uma utopia, um conceito inócuo ou um luxo que pode esperar. É indiscutível o quanto a tecnologia faz parte das nossas vidas, quer gostemos delas ou não. Como tal, ignorá-las, bem como às ferramentas e serviços que nos proporcional, e que em muito facilitam a vivência humana, é simplesmente um erro, que não lhe permitirá desenvolver-se.

O artigo continua após o anúncio

Portanto, a importância da literacia digital é indiscutível, na medida em que a tecnologia existe, vai continuar a evoluir e temos de aprender a lidar com ela, de forma segura, sábia e produtiva.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp