Teresa Campos
Teresa Campos
23 Abr, 2019 - 09:35
Malas de mulher: sim, é possível organizá-las

Malas de mulher: sim, é possível organizá-las

Teresa Campos

As malas de mulher são conhecidas por terem tudo, mas serem também um tanto ou quanto caóticas. Aprenda a pôr ordem no caos, com dicas e truques bem simples.

O artigo continua após o anúncio

Hoje, falamos de malas de mulher, mas não para apresentar as novas tendências ou as cores da estação. Na verdade, vamos partilhas consigo dicas e truques muito fáceis de pôr em prática e que vão ajudá-la a cumprir uma missão que talvez julgasse impossível: organizar devidamente a sua mala.

Sim, é mesmo possível as malas de mulher serem bonitas, bem recheadas e super organizadas. Para isso, só tem de seguir alguns passos e executar as nossas sugestões. Cansada de, todos os dias, perder tempo à procura das chaves de casa e do carro, do telemóvel ou daquele batom que tanto gosta? Nós temos a solução!

Malas de mulher: passos a seguir para manter o interior arrumado

malas de mulher organizar interior

1. Escolher a mala certa

Selecione malas de mulher com alguma arrumação no interior e que não sejam demasiado grandes, de forma a evitar que aquele batom que procura fique “perdido” bem no fundo do saco. O ideal é que, independentemente do tamanho da mala, tenha em atenção na hora da compra os compartimentos internos da mesma, nomeadamente com espaços para guardar os cartões, chaves, telemóvel e muito mais.

2. Despejar o conteúdo da mala

Se já tem a mala mais apropriada, mas continua desorganizada, então remova todo o conteúdo da mala e crie pequenos montes das seguintes categorias:

  • Makeup;
  • Itens como pastilhas elásticas, comprimidos, etc.;
  • Cartões de crédito/débito;
  • Cartões de lojas/fidelização;
  • Produtos femininos (higiene e beleza);
  • Chaves;
  • Telemóvel, iPod, auriculares, etc.;
  • Canetas e lápis;
  • Dinheiro (notas e moedas);
  • Óculos de sol.

3. Organizar

Depois, observe as diferentes divisórias existentes na mala e decida qual a melhor forma de distribuir os itens pelo interior. Primeiro, deve colocar nos compartimentos mais acessíveis os objetos que usa com mais frequência, como a carteira, os cartões e as chaves, por exemplo.

Há outras dicas que pode seguir, por exemplo:

  • Auriculares: Guarde os auriculares numa bolsa com fecho, enrolando-os antes. Assim, além de ser fácil encontrá-los, não correrá o risco de danificar o fio ou de ele ficar preso em algo.
  • Makeup: Armazene a maquilhagem numa bolsa fechada, pois não só é fácil encontrar a bolsa, como previne que, caso alguma makeup verta, suje toda a mala.
  • Moedas: Mantenha algumas moedas numa pequena carteira ou num compartimento próprio para o efeito, caso a mala o possua. Além de se tornar prático na hora de pagar um café ou colocar moedas num parquímetro, controlar o número de moedas presentes na mala é, simultaneamente, controlar o peso da mala, já que as moedas são uma das principais responsáveis por uma mala pesada.
  • Cartões de fidelização: Primeiro, confira a validade dos cartões e se precisa mesmo de os apresentar na loja ou se basta indicar o seu número ou apresentar uma foto do mesmo, por exemplo. Assim, fará logo uma triagem dos cartões imprescindíveis daqueles que pode deixar por casa. Finalmente, pode usar uma bolsa para cartões ou, em alternativa, furá-los e colocá-los numa argola como a que usamos nos porta-chaves. Útil é que os cartões estejam organizados alfabeticamente, pois assim será ainda mais fácil chegar ao cartão que pretende.
  • Medicação: Em vez de colocar na mala a caixa ou carteira dos medicamentos, opte por guardar os comprimidos em caixa própria, devidamente identificados. Idealmente, e por segurança, essa caixa deve ficar num compartimento com fecho, junto dos itens de higiene.
  • Chaves: Sejam as chaves de casa, sejam as chaves do carro, é certo que as chaves são dos itens que precisamos ter mais à mão. Por isso, colocá-las na mala, numa bolsa exterior e acessível, é uma excelente sugestão. Se não tiver essa bolsa, pode colocar um gancho no interior da mala e pendurar aí as chaves. Verá como assim será fácil encontrar as chaves do carro ou de casa.
  • Cartões de débito/crédito: Guarde na carteira os cartões que usa com mais frequência. Num outro compartimento, podem ficar os cartões que só usa em situações excecionais. Não só ajuda a organizar a sua mala, como também se reflete nas suas finanças.
  • Cartões-prenda: Ainda na secção dos cartões, existem os cartões-prenda que, por vezes, ficam perdidos entre todos os outros, até expirar a sua validade e, assim, acabar por não lhes dar uso. A nossa sugestão é que reúna esses cartões, de modo a identificar quais possui e até quando lhes pode dar uso. Esta também é uma estratégia para não perder dinheiro ou, pelo menos, não desperdiçar a oportunidade de poupar.
  • Óculos: De ver ou para o sol, os óculos devem ser sempre guardados dentro do estojo próprio e, só depois, colocado na mala. Assim, facilita a tarefa de os encontrar e prolonga a vida dos seus óculos, conservando o bom estado das lentes.

4. Manter

O último passo é, simultaneamente, um dos mais importantes: manter a mala arrumada. Há, essencialmente, duas formas de o conseguir. Primeiro, guardar sempre cada item no seu respetivo lugar. Caso não o consiga fazer no momento, por estar com imensa pressa, nada como fazê-lo no final do dia, quando chegar a casa, por exemplo.

Outro truque que pode ajudar a que a mala se mantenha organizada é, por exemplo, mudar de mala semanalmente, pois assim terá mesmo de arrumar tudo, pelo menos uma vez por semana.

O artigo continua após o anúncio

Veja também: