David Afonso
David Afonso
19 Mai, 2021 - 16:17

Como e quando fazer a manutenção do ar condicionado?

David Afonso

Para conseguir a temperatura certa dentro do carro, não falhe a manutenção do ar condicionado. Saiba quantas vezes por ano deve visitar o mecânico.

Ar condicionado

A manutenção do ar condicionado é extremamente importante, uma vez que este é, provavelmente, o sistema do seu automóvel mais utilizado durante o verão e um grande aliado no inverno.

Assim, e para que o ar condicionado continue totalmente operacional, é necessário saber como fazer a respetiva manutenção. Desta forma, é possível prevenir quaisquer problemas futuros e evitar falhas.

A importância do ar condicionado para a saúde do carro (e para a sua)

Qualquer falha no sistema de climatização do nosso carro pode implicar num problema de comodidade e visibilidade, sendo desta maneira um perigo para a nossa segurança. Não afeta apenas a eficácia do próprio sistema, como também a sua vida útil e o interior do veículo.

Além disso, é um sistema que ajuda bastante a combater a fadiga do condutor, bem como a saúde física. Assim, uma das primeiras lições que devemos reter sobre este sistema é que é fundamental para o nosso bem-estar e é essencial para o nosso carro, dado que permite regular as condições de temperatura e humidade dentro do habitáculo. 

Se não estiver com problemas, deve fazer a manutenção do ar condicionado, pelo menos, uma vez por ano. Contudo, quando há problemas não adie a “paragem nas boxes”. Desta forma evita que os componentes se deteriorem e os maus cheiros se acumulem e intensifiquem.

Assim, opte por fazer a manutenção do ar condicionado antes de haver grandes mudanças de temperatura.

Porque deve fazer a manutenção do ar condicionado?

O conforto e bem-estar que esta funcionalidade dá à condução ou às longas horas presas no trânsito não podem ser negligenciados.

Assim, a manutenção do ar condicionado é essencial para evitar problemas como:

  • Tensões na correia de transmissão do sistema;
  • Fluxo de ar bloqueado (condensador ou do radiador);
  • Barulhos ao ligar o ar condicionado (normalmente associado a problemas no filtro);
  • Fuga do líquido anticongelante nos compressores, mangueiras, tubos ou acessórios.

Se algum destes problemas persistir, então necessita mesmo de conhecimento técnico e equipamento profissional.

Como fazer a manutenção do ar condicionado do carro

Este sistema é constituído por elementos como o compressor, o condensador, o filtro de secagem, a válvula de expansão e o evaporador. Fazer a manutenção do ar condicionado é, então, imperativo para a segurança e para o conforto do veículo.

Para isso, os dois aspetos aos quais precisa de prestar atenção neste tipo de manutenção são o filtro do habitáculo e as condutas do ar condicionado. Para o bom funcionamento, as condutas têm de estar limpas e o filtro pode precisar de ser mudado.

Além disso, tenha muita atenção a fugas de gás do ar condicionado. Fugas podem indicar rompimento de tubos no sistema e isso implica uma visita ao mecânico.

Depois de identificar o que deve ter em conta, pode passar para a prática. Para isso, encontra líquidos próprios para a limpeza das condutas em lojas de produtos automóveis e/ou oficinas.

O processo

A manutenção do ar condicionado consiste no carregamento do mesmo. No entanto, caso haja alguma fuga do gás é necessário reparar a origem do problema, ou seja, o carregamento consiste numa filtragem do gás utilizado.

Este é retirado, passado por um filtro e reintroduzido no circuito, juntamente com a substituição do filtro do habitáculo.

Custos lojas de especialidade/oficinas

Se preferir recorrer a profissionais especializados, os custos da manutenção do ar condicionado podem começar nos 35 euros e ir até perto de 80 euros. Incluem recarga e troca de filtros.

Por norma, ao seguir esta via é também realizada a chamada eliminação de bactérias, que geralmente ronda outros 15 a 20 euros, mas pode variar um pouco de modelo para modelo.

Dicas para uma manutenção diária

  1. Usar o ar condicionado com regularidade garante o bom funcionamento, deve ser ligado pelo menos uma vez por semana;
  2. É aconselhável desligar o ar condicionado antes de desligar o carro, para evitar paragens bruscas do sistema;
  3. Se o carro estiver exposto ao sol durante muito tempo, não ligue o ar condicionado virado para o pára-brisas. As diferenças de temperatura podem rachar o vidro;
  4. Em dias muito quentes, e sobretudo se o carro está parado ao sol, é importante deixar o ar condicionado circular durante alguns minutos com os vidros do carro abertos para estabilizar a temperatura.

No fundo, ao seguir este tipo de comportamentos está a poupar nas suas contas automóveis e também a garantir a segurança da sua condução.

Por um lado poupa em idas a oficinas e em combustível (sim, o ar condicionado também influencia a poupança de combustível). Por outro, as vantagens de um habitáculo puro e sem bactérias permite uma melhor respiração durante a condução.

Veja também