ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Afonso Aguiar
Afonso Aguiar
15 Fev, 2022 - 12:04

7 dicas para melhorar a manutenção da pintura do carro

Afonso Aguiar

A manutenção da pintura do carro não é importante só para quem se preocupa com a estética. Conheça 7 dicas para a manter impecável.

Manutenção da pintura do carro

Há uns que valorizam a parte estética, outros nem por isso, olham para o automóvel como um mero meio para se deslocar e não como o alvo de uma paixão. Mesmo que pertença a este segundo grupo, que não seja um daqueles que valoriza muito o aspeto de um automóvel, há um dado praticamente adquirido: nos primeiros meses e quando o quiser vender vai estar preocupado em saber como fazer a manutenção da pintura do carro.

A explicação é simples: tal como diz o provérbio “os olhos também comem”, quando pretende adquirir um automóvel a apresentação do mesmo é importante para tomar a decisão final. Além disso, já se sabe que quando se adquire um bem novo, há sempre algum sentimento de vaidade e, portanto, pelo menos enquanto for novidade, vai querer estimá-lo.

Portanto, quer seja um daqueles um apaixonado pela indústria automóvel e, por isso, esteja sempre há procura da melhor forma de cuidar do seu veículo como um todo, ou seja apenas um dos outros casos supracitados, este artigo provavelmente vai ser útil, uma vez que explica a base daquilo que são as principais dicas para garantir uma boa manutenção da pintura do carro.

Caso ainda esteja na dúvida, lembre-se que se o estiver para vender e, por isso, lhe der uma pintura nova, isso só não chega, porque até ao negócio se concretizar é importante cuidar dele e já que se vai dizer ao carro, mais vale “despedir-se em beleza”

7 dicas para melhorar a manutenção da pintura do carro

1

Proteja-o do calor e do frio

No que diz respeito à manutenção da pintura do carro há dois grandes vilões: as temperaturas adversas e a não lavagem do veículo. No que diz respeito à primeira, é impossível evitar completamente a exposição do carro, particularmente ao sol, mas deve ter essa prioridade quando o carro está parado (colocar sempre na garagem, estacionar em parques subterrâneos ou à sombra).
O calor tem tendência a rachar a pintura, enquanto o frio, muito graças à chuva, ao vento e às geadas, acabam por também danificar o aspeto estético.

2

Faça lavagens regularmente

Com o objetivo de evitar a acumulação de resíduos e, eventualmente, que chegue a um ponto em que os estragos são irreversíveis sem uma nova pintura, aconselha-se que lave o carro regularmente. Para isso, segundo os especialistas, recomenda-se que o faça pelo menos uma vez por semana.

A lavagem deve ser feita com água sob pressão moderada, com detergentes próprios (vendem-se em supermercados ou lojas especializadas), à sombra e com o automóvel frio.

Deve também utilizar luvas específicas, feitas de algodão prensado, que diminuem a eventualidade de riscos na pintura. No final, seque muito bem o carro para evitar manchas. Em alternativa, entregue a lavagem do seu carro a pessoas/especialistas de confiança.

3

Enceramento e polimento ocasional

Uma ou duas vezes por ano, dependendo do uso, deve encerar e/ou polir o veículo de forma a garantir uma melhor manutenção da pintura do carro.

Polir o carro é o ato que, ao retirar uma camada bem fina do verniz, também garante que não ficam quaisquer tipo de sujeiras que possam ter escapado nas lavagens anteriores. Já o enceramento é exatamente o oposto. É o ato que preenche as irregularidades na pintura, causadas pelo desgaste natural do tempo. O primeiro garante uma melhor renovação da pintura natural carro, enquanto o segundo, menos abrasivo, é menos prejudicial à lataria do veículo.

Aconselha-se neste caso, tal como nas lavagens, que evite fazê-lo ao sol, uma vez que o calor aumenta a sensibilidade da pintura e, consequentemente, obriga-o a despender uma maior esfoço. Tempo é dinheiro.

4

Cuidado com a cor do carro

“Todos os homens são iguais, mas há alguns que iguais do que outros”. Esta extrapolação da famosa frase de George Orwell serve para um pouco de tudo. Neste caso, pode ser utilizada nas cores. As cores são todas cores, mas algumas exigem maior cuidado do que outras.

Por exemplo, veículos de cor preta exigem uma atenção redobrada, uma vez que as marcas ficam mais visíveis. Também as pinturas mais antigas ou já gastas precisam de uma manutenção e um cuidado mais afincado. Nestes casos, aconselha-se que, antes de lavar o veículo, opte-se por um pré-tratamento com líquido de limpeza para pinturas, complementado com uma proteção da superfície com cera de brilho.

Carro com teto de abrir
Veja também 5 cuidados a ter na manutenção do teto de abrir
5

Conservação do carro

A manutenção da pintura do carro não se limita a evitar danos, mas também a concertá-los/corrigi-los antes que sejam irreversíveis.

Eventuais riscos e amolgadelas na carroçaria dos veículos devem ser consertados o mais rápido possível. Provocam a oxidação da carroçaria. Em palavras mais simples, deve evitar que a pintura enferruje e fique mais difícil de tratar.

6

Cuidado com os pássaros

As sujidade dos pássaros não são apenas um problema de higiene, são também gravemente prejudiciais para a manutenção da pintura do carro, pois são extremamente corrosivas e podem causar manchas na pintura no espaço de apenas um dia. Evite, por exemplo, estacionar debaixo de árvores. Se, mesmo se precavendo, tiver esse azar, lave o veículo o mais rapidamente possível.

7

Recorra a capas

Mesmo com cuidados excessivos e recorrendo a uma redundância é impossível fazer o impossível. Portanto, quer seja porque está muito calor, porque vai ter o veículo parado muito tempo ou até porque não tem garagem para proteger a pintura do veículo, em caso de dúvida e se tiver possibilidade disso utilize uma capa. Não são muito caras, custam cerca de 20 a 70 euros, dependendo da qualidade, e podem evitar um dispêndio de centenas de euros numa pintura nova.

Porque deve fazer a manutenção da pintura do carro?

Além das razões óbvias e já citadas de que o veículo fica mais bonito, alvo de maior vaidade para si ou cobiça para os outros (caso os queira vender) a acumulação de sujidades na pintura diminui a aerodinâmica do veículo e, consequentemente, a sua capacidade de aceleração e reação.

Se não for por essas razões, lembre-se que uma manutenção da pintura do carro mais cuidada é também sinónimo de uma melhor higiene e, por isso mesmo, menos prejudicial à sua saúde.

Veja também