Marvin Tortas
Marvin Tortas
09 Nov, 2018 - 11:36

6 motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido

Marvin Tortas
Patrocinado por:

Sabe como funcionam os carros híbridos? Conheça 6 motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido e comece já a poupar.

6 motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido

Enquanto os elétricos não convencem (fruto da sua autonomia limitada e das dificuldades de carregamento) e os carros a combustão começam a tornar-se obsoletos e demasiado poluentes, não há dúvida de que os híbridos serão o futuro, e neste artigo vamos dar-lhe a conhecer 6 motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido.

Antes de mais, importa explicar mais concretamente o que é um carro híbrido. Um híbrido é um automóvel que funciona através de duas motorizações que podem funcionar de forma associada ou independente. O sistema mais comum inclui um motor elétrico e um propulsor a gasolina, mas também existem híbridos cujo motor a combustão funciona a diesel.

Dentro da categoria dos híbridos existem dois tipos: os plug-in e os self-charging. Os híbridos plug-in são automóveis que precisam de uma ligação a uma tomada para que as suas baterias sejam recarregadas. Os híbridos do tipo self-charging utilizam o motor a combustão e a travagem regenerativa para recarregar a bateria, poupando ao consumidor a tarefa de ligar o carro à tomada.

Cada um destes dois tipos de híbridos têm vantagens e desvantagens. Os híbridos plug-in têm uma autonomia elétrica bastante respeitável, no entanto, o bom funcionamento da bateria depende única e exclusivamente da ação humana.

Os híbridos self-charging manuseiam a potência elétrica através de computadores inteligentes que impedem que a bateria desça dos 20% e que também que se carregue até ao nível máximo, evitando assim a saturação dos iões de lítio, fazendo este componente durar muitos anos. Contra si joga o facto da autonomia elétrica ser limitada a apenas alguns quilómetros, e sempre percorridos a velocidades baixas.

Conheça, então, os motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido.

6 razões para optar por um modelo um híbrido

1. Mais potente

motivos por que o seu próximo carro deve ser um híbrido
Fonte da imagem: Toyota/Divulgação

Um dos motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido é o facto deste tipo de automóveis ser mais potente quando comparado com um mesmo modelo disponível com motorizações a gasóleo ou gasolina.

Isto acontece porque um carro híbrido utiliza um motor a combustão “convencional”, chamemos-lhe assim, ao qual é adicionado um motor elétrico, que faz com que a potência combinada das duas motorizações seja sempre superior a um motor a combustão.

Os motores elétricos adicionam, em média, cerca de 50 cavalos de potência ao motor a combustão, mas em alguns casos, como o Ferrari LaFerrari, o ganho de potência é de cerca de 200 cavalos de potência.

Faça uma simulação e descubra quanto  vale o seu carro na troca por um híbrido

2. Melhor aceleração

Os motores a combustão atuais são, na sua maioria, turbo comprimidos, isto significa que para debitarem a sua potência máxima necessitam que o turbo acelere o ar para dentro da câmara de combustão para debitar assim a máxima potência. Este processo pode demorar alguns segundos e levar ao desespero os condutores dos carros menos potentes quando querem fazer uma simples ultrapassagem.

No caso dos carros híbridos, este atraso do turbo não acontece, isto porque assim que aceleremos a fundo, o motor híbrido e o motor a combustão entram em funcionamento simultaneamente e, ao contrário dos motores térmicos, os motores elétricos têm todo o binário disponível imediatamente, o que significa que poderá acelerar de uma forma muito mais rápida.

Por exemplo, o Toyota Auris com propulsão diesel precisa de 12,4 segundos para ir dos 0 aos 100 km/h, ao passo que o mesmo Toyota Auris na versão híbrida precisa apenas de 10,6 segundos para atingir a mesma meta.

3. Melhores consumos

motivos por que o seu próximo carro deve ser um híbrido
Fonte da imagem: Toyota/Divulgação

Um carro híbrido gere de forma inteligente a utilização dos dois motores, sabendo exatamente quando um ou outro deve entrar em funcionamento, quer para melhorar os consumos, quer para melhorar a performance.

Os motores a combustão consomem a maior quantidade de combustível no momento em que o carro está parado e lhe é “pedido” para começar a andar, pois é o momento em que é exigido um maior trabalho ao motor.

Convenhamos que não é fácil colocar mais de 1,5 toneladas em marcha de um momento para o outro. Os carros híbridos na sua maioria, desde que o arranque seja feito de modo gentil, têm capacidade de se colocar em marcha utilizando apenas o motor elétrico, poupando assim bastante combustível neste momento, acionando apenas o motor a combustão a velocidades mais elevadas, e apenas quando for necessário, garantindo assim consumos bastante baixos.

Existem vários modelos de carros que anunciam consumos dos seus carros híbridos na ordem dos 2L/100km.

4. Maior autonomia

Ter um híbrido é, no fundo, ter o melhor dos dois mundos. Os carros elétricos enfrentam atualmente uma grande contestação, pois o tempo perdido a carregar as baterias é longo e a autonomia entre cada carregamento é bastante limitada.

Com um híbrido consegue ter a facilidade de deslocação de um carro a combustão, sabendo que basta atestar o depósito e poderá fazer cerca de 1000 quilómetros se circular um ritmo mais acelerado, mas sabe ainda que se andar a um ritmo mais moderado, sendo gentil nas acelerações e nas travagens, a autonomia do seu carro poderá ser superior a 1300 quilómetros!

Há registos de alguns proprietários de modelos Toyota Prius que foram capazes de percorrer mais de 1400 quilómetros com apenas um depósito de combustível. Tudo isto graças à capacidade deste carro percorrer 50 quilómetros em velocidades inferiores a 130 km/h apenas em modo elétrico.

5. Menos poluente

Num período da História em que tanto se fala na proteção ambiental, cabe-nos fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance para proteger o futuro do nosso planeta, e não há dúvida que os carros híbridos são o melhor compromisso entre serem práticos e serem amigos do ambiente.

É certo que, ao contrário dos carros totalmente elétricos, existem algumas emissões de gases poluentes, mas a quantidade de CO2 que é produzida por um híbrido é insignificante quando comparado com um automóvel diesel.

Um carro diesel de tamanho familiar emite, em média, cerca de 150g de CO2 por cada quilómetro percorrido, ao passo que um automóvel híbrido emite menos de metade deste valor por cada quilómetro que anda.

6. Design futurista

motivos por que o seu próximo carro deve ser um híbrido
Fonte da imagem: Toyota/Divulgação

Os híbridos são o futuro, não há dúvida, e as marcas têm apostado nestes modelos para testar as suas linhas mais arrojadas e mais futuristas. O nosso comportamento social é bastante importante para a nossa integração na sociedade, por isso, se quiser ser visto como uma pessoa que respeita o ambiente, com valores, como um bom exemplo, mas ao mesmo tempo uma pessoa que pensa no futuro, não há qualquer dúvida que o look diferente destes carros é um dos motivos pelos quais o seu próximo carro deve ser um híbrido.

Conheça as condições especiais de retoma da Toyota e troque o seu carro por um híbrido

Veja também