ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Luana Freire
Luana Freire
08 Jul, 2022 - 14:36

Onda de calor: reforce estes cuidados nos próximos dias

Luana Freire

O alerta já foi dado: estamos numa onda de calor. Por isso, temos 7 dicas para enfrentar as altas temperaturas durante os próximos dias.

Sol, mar, areia, passeios ao ar livre e toda a liberdade que se quer no verão. O tempo quente está oficialmente declarado em Portugal, mas pede cautela. Nos próximos dias, como já se tem feito sentir, uma onda de calor pode fazer subir os termómetros para além dos 40 graus em algumas partes do país – e, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a generalidade do território vai sentir temperaturas altas, entre os 30 e os 35 graus.

A onda de calor dos próximos dias serviu de mote, inclusive, para um alerta emitido pela Autoridade Marítima Nacional nesta quinta-feira.

Por muito que se queira aproveitar, especialmente na praia, há cuidados a ter nestas alturas que são a garantia da sua segurança – e atenção redobrada às crianças, idosos e pessoas com estado de saúde mais vulnerável.

O resumo dos cuidados parece simples, mas nunca é demais relembrar. Siga a lista e reforce a sua proteção, e a dos seus, nesta altura.

Onda de calor no país: que cuidados devo ter?

7 dicas de segurança para enfrentar o calor extremo

1.

Beba água, água e mais água

Beber água só quando se tem sede? Esqueça. A regra aqui é simples: durante uma onda de calor é obrigatório beber mais água, várias vezes ao dia, e não esperar pelos sinais físicos que apontam para a necessidade de hidratar o corpo.

No caso das crianças e dos idosos, devemos oferecer água mais vezes ao longo dos dias – e, se preciso, insistir para que bebam.

Uma forma de verificar os níveis de hidratação dos mais novos e dos mais velhos passa por conferir a cor da urina: a urina amarela é sinónimo de alerta e quanto mais escura, em tons que passam para o alaranjado, maior deve ser a atenção.

Uma nota importante: os líquidos são bem vindos, mas evite as bebidas açucaradas e alcoólicas.

Mulher a beber copo de água
Veja também Beber água durante o dia: perceba por que é importante
2.

Evite ir lá fora nas alturas mais quentes do dia

Aquelas alturas mais quentes do dia – que, basicamente, antecedem a hora do almoço e perduram até pelas 17h – são ideais para estar dentro de casa ou, se quiser sair, dê preferência aos destinos com ar-condicionado. Evite ir para o exterior, use roupa leve e larga, e mantenha a casa fresca.

Vai viajar de carro? Evite sair em viagem nas horas de maior calor e nunca permaneça no interior de um veículo estacionado ao sol – atenção, mais uma vez, às crianças e idosos.

3.

Reforce a proteção da pele

Para evitar o risco de desidratação e queimaduras solares , que tal programar outra atividade para os próximos dias?

Se, nos dias quentes, ir à praia parece sempre a melhor ideia… Talvez seja melhor repensar. Na verdade, os dias de calor excessivo pedem cuidados extra e um deles é mesmo evitar a exposição solar.

Mas se, mesmo com o alerta, quer dar uns mergulhos, então deve privilegiar os horários mais seguros – pela manhã, fique na praia somente até às 11h, e à tarde, pode aproveitar a partir das 17h.

Ainda assim, siga as recomendações gerais: mantenha-se hidratado, use proteção solar adequada, prefira estar à sombra e não esqueça do equipamento – que é como quem diz os óculos escuros e o chapéu.

Frasco de creme de proteção solar
4.

Evite grande esforços físicos

As caminhadas mais longas e as corridas, ou qualquer outra atividade física que exija mais esforços, devem poder ficar na agenda para os dias a seguir à onda de calor.

Se não for o caso e quiser manter a rotina, pratique as suas atividades no exterior durante as alturas mais frescas do dia – pela manhã e à noite. De preferência, não vá sozinho. O calor excessivo pode provocar estados de confusão mental e é boa ideia estar acompanhado.

5.

Atenção aos sinais de que precisa de ajuda

Ligue para a linha Saúde24 se: estiver sem urinar por períodos longos, ou se sentir a boca seca, dor de cabeça, tonturas, cãibras e mal-estar generalizado – estes são alguns dos sinais enviados pelo corpo quando precisa de ajuda diante de alturas de extremo calor.

Peça uma ambulância de imediato, através da linha 112, se: sentir dores e espasmos musculares por mais de uma hora ou se alguém perto de si estiver inconsciente, ou apresentar sinais de convulsão, confusão mental, delírios, tonturas e ansiedade extrema.

pessoa a abrir a janela para manter a casa fresca em dias quentes
6.

Mantenha a casa fresca

Comece já desde que acorda, pela manhã, a preparar a casa para estar fresca ao longo do dia e, claro, da noite – todos sabemos como é difícil enfrentar o calor das noites tropicais quando vamos para a cama.

De manhã, abra as janelas para renovar o ar por alguns minutos. De seguida e ao longo de todo o dia mantenha as persianas e vidros fechados, para bloquear o calor que se faz lá fora. Pelo anoitecer é boa ideia abrir tudo e deixar correr ar mais fresco – desde que, de facto, esteja mais fresco lá fora do que no interior do imóvel.

Dê uso à ventoinha e ao ar-condicionado, se o tiver, para manter o conforto térmico. Um banho antes de ir para a cama é, também, boa ideia – mas atenção ao desperdício energético e de água, afinal, são tempos de crise para estes recursos.

7.

Ajude Portugal a evitar os incêndios

Todos os anos Portugal sofre com os incêndios que assolam o país. Durante os dias quentes de verão, lembre-se que todos os cuidados parecem poucos. Não faça queimadas, não utilize fogo para preparar refeições nos espaços rurais e não lance balões com a mecha acesa.

Veja também