ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Ekonomista
Ekonomista
04 Jan, 2021 - 15:49

“Saudade” é a Palavra do Ano de 2020

Ekonomista

Portugueses elegeram a palavra “saudade” como a Palavra do Ano de 2020. “COVID-19” e “pandemia” ficaram em segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Palavra do Ano 2020: saudade

A votação para eleger a Palavra do Ano de 2020 decorreu online durante o mês de dezembro e, hoje, ficou a saber-se qual a palavra favorita dos portugueses para descrever o ano que passou: “saudade”, palavra que recolheu 26,8% dos cerca de 40 mil votos.

O anúncio foi feito pela Porto Editora, promotora desta iniciativa desde 2009.

No ano que fica marcado pela crise pandémica, as palavras “COVID-19” e “pandemia” ficaram em segundo (24,4%) e terceiro lugar (10,037%), respetivamente.

Fora do pódio ficaram as palavras “confinamento”, que conquistou 16,23% dos votos online, seguida de “zaragatoa” (7%), “telescola” (2,58%), “discriminação” (1,85%), “infodemia” (1,59%), “digitalização” (1,33 %) e, em último lugar, “sem-abrigo” (1,16 %).

À Agência Lusa, a Porto Editora explicou que a lista de palavras sujeitas a votação foi construída com base nas pesquisas efetuadas no Dicionário da Língua Portuguesa, em www.infopedia.pt, no trabalho permanente de observação e acompanhamento da realidade da língua portuguesa, levado a cabo pelo grupo editorial, e nas sugestões feitas através do site www.palavradoano.pt.

“Saudade”, escolhida em 2020, sucede deste modo a “violência [doméstica]” (2019); a “enfermeiro” (2018); “incêndios” (2017); “geringonça” (2016); “refugiado” (2015); “corrupção” (2014); “bombeiro” (2013); “entroikado” (2012); “austeridade” (2011); “vuvuzela” (2010) e “esmiuçar” (2009).

Veja também