Luana Freire
Luana Freire
14 Fev, 2019 - 14:51
Plantar temperos: 8 tipos para cultivar em casa

Plantar temperos: 8 tipos para cultivar em casa

Luana Freire

Plantar temperos em casa? Sim, e porque não? Hortelã, salsa, alecrim e coentro são perfeitos para ter sempre temperos fresquinhos à mão.

O artigo continua após o anúncio

Sabia que pode plantar temperos aí em casa, por menos espaço que tenha à disposição? Na verdade, pode mesmo plantá-los em vasos que vão, também, decorar a sua cozinha ou varanda. Veja aqui as dicas essenciais e os  tipos de temperos que pode cultivar a partir de agora.

4 dicas essenciais para plantar temperos em casa

1. Por precaução, quando for altura de plantar as mudas ou sementes de temperos em jardineiras, escolha afastá-las sempre com uma distância de 20 centímetros. Ainda que muitas espécies convivam bem lado a lado, há outras que se expandem através das raizes de forma agressiva e necessitam de mais espaço – é o caso, por exemplo, do alecrim e do manjericão. Na dúvida, pode sempre optar pelos vasos individuais.

2. Garanta que tem um solo fértil. Para isso, é necessário preencher a jardineira ou o vaso com substrato e, mesmo durante o desenvolvimento da planta, ir repondo os nutrientes essenciais através da adubação. Nunca esqueça, também, de atender com especial cuidado às necessidades específicas de rega e de sol.

3. Aguarde sempre o momento ideal de colher e lembre-se que o prazo vai variar de acordo com o tipo de semente. No caso de ter plantado já as mudas das plantas em crescimento, basta deixar que as raízes se firmem bem no solo. Faça isso abanando delicadamente os caules.

4. Não importa se as plantas estão na horta ou nos vasos da cozinha: nunca arranque as folhas dos seus temperos com as mãos, pois isso pode prejudicar a planta. Use uma tesoura de poda.

Plantar temperos: 8 ideias para cultivar, que dão imenso jeito ter na cozinha

Resultado de imagem para site e-konomista.pt plantar

1. Hortelã

Diferente da maior parte das ervas próprias para chá, que devem mesmo ser plantadas sozinhas, a hortelã gosta de crescer em jardineiras, ao lado de outros diferentes temperos.

Pontos a ter em conta:

  • Não precisa da exposição direta ao sol –  garanta apenas alguma luminosidade.
  • As regas devem ser muitas e diárias e fartas, mas nunca de forma a encharcar a terra.
  • Livre-se, sempre que puder, das folhas secas – elas podem prejudicar o crescimento das folhas mais novas.
  • A primeira colheita deve ser feita mesmo antes da etapa da floração. Nesta altura, comece pelos galhos mais verdes e altos.

2. Alecrim

O alecrim pede para ser plantado em vasos que tenham, no mínimo, 30 cm de profundidade e 20 cm de diâmetro.  No caso das jardineiras comuns, afaste-os das outras espécies. Mas, há mais aspetos a ter em conta:

O artigo continua após o anúncio
  • escolha um local com boa iluminação direta;
  • o alecrim não gosta e não precisa de muita água – se deixar a terra encharcada vai matar a planta, por isso, regue apenas duas vezes na semana;
  • se plantar as sementes, deve esperar 90 dias para a colheita;
  • se plantar a muda em crescimento, pode colher o tempero cerca de 10 dias depois;
  • quando for colher o alecrim, corte só as pontas dos seus ramos.

3. Salsa

Para plantar salsa, escolha vasos que tenham uma altura de 30 cm, no mínimo e tenha especial atenção à luz. Fique a conhecer as dicas essenciais aqui:

  • recomendamos que a salsa plantada no vaso tenha, no mínimo, 5 horas de exposição direta ao sol – todos os dias;
  • a rega somente deve ser feita quando a terra se mostrar seca – a melhor forma de confirmar é usar as pontas dos dedos sobre o substrato;
  • os talos podem ser colhidos num intervalo entre 60 a 90 dias depois do plantio por sementes;
  • quando fizer a colheita, lembre-se que deve deixar, no mínimo, 1 cm de crescimento para permitir que os caules continuem a desenvolver.

>” href=”https://www.e-konomista.pt/o-que-plantar-na-primavera/”>Saiba o que plantar na primavera >>

5. Cebolinho

Ao contrário do que acontece com o alecrim e o manjericão, vasos coletivos são indicados, uma vez que o cebolinho precisa de pouco espaço para crescer bem. Siga as nossas dicas:

  • o solo deve ser muito rico, por isso, adube-o com alguns compostos orgânicos antes de plantar o cebolinho;
  • a planta dispensa a exposição direta à luz do sol, mas quer estar em locais bem iluminados;
  • a rega deve ser diária;
  • pode começar a colher a partir de 75 dias após o plantio das sementes – escolha colher as hastes externas pela base.

6. Tomilho

O tomilho dá mesmo um toque especial aos seus assados e é um tempero adorado por quem gosta de estar entre tachos e panelas. Veja como cuidar deste tempero:

  • para o tomilho, a drenagem é um ponto essencial – ao preencher o seu vaso, alterne camadas de terra, seixos e areia;
  • regue apenas quando o substrato mostrar-se seco;
  • quando as flores começarem a aparecer, aproximadamente 60 dias após o seu plantio, poderá fazer a primeira colheita;
  • como o habitual é utilizarmos este tempero seco, apanhe os ramos e deixe-os em algum local arejado por uns dias.

Plantas ornamentais fáceis de cuidar: 7 sugestões para embelezar a casa

  • Como usar plantas na decoração: 10 espécies que se dão bem no interior
  • Dicas essenciais para ter plantar na cozinha
  • Horta em apartamento: 4 ideias onde impera a criatividade
  • Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp