Teresa Campos
Teresa Campos
12 Jul, 2018 - 12:00
Plantas suculentas: guia essencial para cultivá-las em sua casa

Plantas suculentas: guia essencial para cultivá-las em sua casa

Teresa Campos

As plantas suculentas não exigem uma rega frequente, são resistentes e uma boa opção para usar na decoração de sua casa. Saiba como fazê-lo.

O artigo continua após o anúncio

Se ainda não tem plantas suculentas aí por casa, saiba que está na hora de comprar algumas pois, além de belíssimas, elas vão arrasar na decoração de sua casa. De manutenção relativamente fácil e simples, as suculentas só requerem alguma atenção e vigilância, pois são plantas resistentes e que se adaptam a diversos ambientes. Fique a saber um pouco mais sobre elas e veja como incluí-las na decoração de sua casa.

Plantas suculentas: variedades, formas de rega e ideias de decoração

7 variedades de plantas suculentas

Echeveria elegans: É uma das suculentas mais apreciadas, pelo seu formato em flor. As suas folhas são arredondadas, criando um leve ângulo nas pontas. Se começar a ficar com uma forma mais alongada, é sinal de que precisa de mais sol.

 

Graptopetalum paraguayense: Esta suculenta também se assemelha a uma flor, com folhas mais alongadas e pontiagudas. Tem um tom arroxeado que se funde com a sua cor verde opaca. Quando as folhas começam a apresentar um aspeto leitoso, é sinal de que precisa de expô-la mais ao sol.

 

Senecio rowleyanus: Indicadas para jardins verticais, estas suculentas têm longas hastes repletas de folhas esféricas que até parecem ervilhas, não acha?! Durante a primavera, esta espécie exibe flores brancas com cheirinho a canela.

 

Sedum morganianum: Natural do México, esta suculenta é também possível pendurar, graças às suas hastes bastante compridas que podem chegar a um metro de comprimento! As suas folhas estão bem juntinhas e têm um tom verde acinzentado e um formato curioso, como o de uma vírgula. Podem nascer flores pequenas e avermelhadas, o que torna esta suculenta ainda mais bela.

 

Haworthia fasciata: Original de África, esta suculenta tem uma aparência bem peculiar, com o formato de uma roseta e folhas verdes grossas, carnudas, duras e rajadas de branco. Apesar de gostarem bastante de sol, estas suculentas também toleram bem temperaturas baixas sendo, por isso, uma variedade bastante resistente.

 

Crassula ovata gollum: As suas folhas tubulares e compactas são ótimas para dar altura a vasos. Outra vantagem, é que este tipo de suculenta é muito resistente a pragas ou doenças.

 

Sedum carnicolor: Também boa para dar um pouco mais de altura ao vaso, é esta suculenta originária da Europa, bastante resistente a temperaturas extremas, sejam elas altas ou baixas.

O artigo continua após o anúncio

 

Como regar as suculentas e com que frequência

Suculentas em fase de desenvolvimento: Borrife as suculentas com água, delicadamente, em cada dois a quatro dias. Este período varia de espécie para espécie. Avalie o estado da terra como parâmetro para a próxima rega. Faça um calendário de rega e siga-o à risca.

Suculentas adultas: Use um regador para hidratar a terra da suculenta. Deixe a terra secar completamente, antes de a voltar a encher de água. A frequência de rega das suculentas adultas depende de vários fatores, como a variedade da planta, o tipo de solo e a humidade do local onde ela está. Geralmente, a rega deve ser mais frequente no verão, pois é quando a planta se desenvolve mais ativamente. Já no inverno, ela entra numa espécie de hibernação e, por isso, precisa de menos água.

No caso das plantas adultas, nem sempre é necessário seguir à risca um calendário de rega. Periodicamente, evitar algumas regas pode até ser benéfico para o sistema radicular das plantas. Deixar de regá-las por um ou dois dias, contribui para o fortalecimento das raízes.

Suculentas desidratadas: A desidratação torna-se evidente quando as folhas superiores estão secas e quebradiças; a planta inteira murchar; as pontas de muitas das folhas começarem a murchar.

Nestas situações, borrife levemente as suculentas com água durante cinco dias, até elas se readaptarem gradualmente a uma rotina de rega contínua. No entanto, tenha cuidado para não as saturar com água, após um longo período de seca, pois isso pode danificar definitivamente as plantas.

Aumente gradualmente a quantidade de água usada para regar a planta. Assim que ela se habituar à mudança, retome progressivamente a rotina normal de rega (cerca de três semanas.)

Dicas gerais

  • Cultive as suculentas em vasos com furos para o escoamento da água e/ou num solo de boa drenagem.
  • Adeque a frequência da rega ao ambiente em que a planta está e tenha cuidado com o excesso de água.
  • Evite solos muito húmidos, pois eles podem provocar o apodrecimento das raízes.

6 ideias para decorar com plantas suculentas

Terrários: Basicamente, falamos de aquários de terra. Ou seja, aquários que reaproveita como jardim. Aqui, pode recriar um habitat em miniatura para exposição. Abertos ou fechados, eles podem ter uma base de terra e pedras decorativos que servem de “cama” às suculentas.

O artigo continua após o anúncio

 

Gaiolas: As gaiolas são um belíssimo objeto decorativo, super vintage e retro, e por que não usá-las como recetáculo de suculentas? Experimente criar uma composição com várias gaiolas penduradas, cheinhas de suculentas. Ficará deslumbrante!

 

Mini-vasinhos: Use vasinhos pequeninos e amorosos – que podem até ser feitos por si – e coloque dentro deles pequenas suculentas. Isso dará um toque muito charmoso e elegante a qualquer divisão da sua casa.

 

Quadros vivos: Reproduza aqueles painéis verdes verticais cheios de plantas tão na moda, mas componha-os com suculentas, de preferência de espécies, formatos e cores diferentes.

 

Arranjos de mesa: Faça um centro de mesa ou decore a sua mesa com um arranjo de suculentas. Crie uma espécie de pequena selva, mas não se chega de lhe providenciar iluminação durante algumas horas por dia.

 

Objetos reaproveitados: Reutilize objetos aparentemente sem uso e faça deles o recetáculo da sua suculenta. Chávenas, conchas, garrafas, canos são apenas alguns dos locais possíveis para cultivar e exibir as suas plantas de forma criativa e original.

 

Depois das propostas que lhe deixámos, certamente já está a caminho do horto mais próximo para comprar algumas plantas suculentas ou, mesmo, cultivá-las. Realmente, elas garantem uma aparência bonita, viçosa e que se enquadra bem nos mais diversos estilos de decoração. Portanto, faça-se rodear por elas e celebre a Natureza com estas belíssimas plantas.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp