Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
01 Mai, 2018 - 11:00

Porque os músculos doem mais dois dias depois do exercício?

Inês Pereira

Já lhe aconteceu fazer exercício físico e, dois dias depois, as dores nos músculos parecerem mais intensas? Saiba porque isto acontece e como aliviar a dor.

Porque os músculos doem mais dois dias depois do exercício?

Vestiu uns calções, calçou os seus ténis mais confortáveis e decidiu puxar pelo corpo num treino de uma hora. Este é um cenário comum nos dias que correm, em que existem cada vez mais adeptos do desporto e de um corpo trabalhado.

Porém, o que é também bastante habitual é o surgimento de algumas dores musculares após a prática do exercício físico, especialmente no caso do atleta ter pouca experiência.

Estranho é o facto de, frequentemente, as dores parecerem mais intensas ao fim de dois dias, por oposição ao baixo desconforto sentido no dia do treino. Contudo, não há motivos para preocupações: este é um acontecimento bastante comum. Fique a conhecer melhor os motivos que levam ao aparecimento destas dores e algumas dicas para diminuir o sofrimento.

Aparecimento e agravamento das dores musculares dias depois

dor muscular

As dores musculares surgem quando o corpo faz um esforço a que não está habituado, o que provoca micro lesões nos músculos. Isto significa que basta, por exemplo, alterar o tipo de treino ou a carga de um determinado exercício para que os músculos sofram com estes processos inflamatórios.

Porém, ao contrário daquilo que seria de esperar, as dores musculares parecem agravar-se nos dias seguintes à data do treino. A isto chama-se dor muscular tardia, que, como o nome indica, tende a aparecer ao fim de algumas horas – geralmente, entre 24 e 48 horas. Este fenómeno ocorre porque as células musculares têm uma regeneração demorada, pelo que a dor só cessa quando o processo estiver concluído.

A boa notícia é que, à medida que o desporto se tornar uma rotina na sua vida, as dores tendem a ser cada vez menos frequentes e menos intensas. Por isso mesmo, e embora cause desconforto, este incómodo não deve ser motivo para parar de treinar.

Contudo, no caso da dor persistir durante mais de três dias ou ser tão intensa que o impede de desempenhar as normais tarefas do dia-a-dia, deve consultar um médico, já que poderá ser sinal de uma lesão grave.

dor muscular

Como prevenir e atenuar as dores musculares

Este desconforto está diretamente ligado a fatores como a idade, o tipo de treino e, até mesmo, o organismo do próprio indivíduo.

Neste sentido, a intensidade das dores musculares e a sua origem podem variar de pessoa para pessoa. Mas não se preocupe: a boa notícia é que existem formas de prevenir e aliviar as dores.

No que se refere à prevenção, existe um conjunto de práticas simples e acessíveis que pode ajudar o seu corpo a não sofrer tanto com o processo de regeneração dos músculos:

Infelizmente, as dores musculares podem surgir mesmo apesar de todos estes cuidados. Por isso mesmo, também no pós-treino existem bons conselhos que pode seguir se procura reduzir a intensidade do desconforto:

  • Colocar gelo ou água fria na área afetada;
  • Massajar a zona magoada;
  • Descansar o corpo;
  • Tomar um anti-inflamatório ou um analgésico (aconselhe-se junto de um especialista);
  • Usar compressas de calor.

Veja também: