Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
03 Fev, 2020 - 10:55

Vai ter menos três anos para pagar o crédito pessoal

Ekonomista

Preocupado com o aumento da concessão de crédito, o Banco de Portugal decidiu baixar de 10 para sete anos o prazo máximo para o crédito pessoal.

Homem a contratar crédito pessoal online

O Banco de Portugal anunciou, em comunicado, que vai impor novos limites no crédito ao consumo. Isto depois de a concessão de empréstimos ao consumo ter aumentado significativamente no terceiro trimestre de 2019.

Assim, a partir do dia 1 de abril, o prazo máximo autorizado para contratos de crédito pessoal passará de 10 para sete anos. De fora desta medida ficam apenas os créditos com a finalidade de educação, saúde e energias renováveis. O crédito automóvel também não sofre alterações, mas os novos contratos de crédito consolidado serão abrangidos pelo novo prazo limite.

Importa, contudo, sublinhar que esta medida não abrange empréstimos inferiores a 10 salários mínimos. Deste modo, também ficam de fora os créditos de valores mais baixos e também os cartões de crédito.

Veja também