Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Elsa Santos
Elsa Santos
19 Fev, 2019 - 11:45

15 profissões que não vai acreditar que existem

Elsa Santos

Das úteis às mais bizarras, há profissões que não vai acreditar que existem. Reunimos uma lista de 15 para lhe mostrar trabalhos mais alternativos.

15 profissões que não vai acreditar que existem

Há profissões que não vai acreditar que existem. Se acha que já viu tudo e conhece trabalhos bem “diferentes”, vai perceber que não é bem assim. Na verdade, há outras tantas formas de ganhar a vida que, com certeza, nunca lhe terão passado pela cabeça.

Das que roçam o ridículo, às mais arrojadas, passando pelas que são simplesmente o sonho de muitos, há, realmente, profissões que não vai acreditar que existem.

Se umas são, de facto, úteis, outras parecem quase brincadeira. No entanto, todas existem algures no mundo e são remuneradas.

Reunimos uma lista de profissões que não vai acreditar que existem. Pode ficar espantado ou mesmo levá-lo a ponderar uma mudança de carreira, ou um trabalho extra. Quem sabe, não descobre aqui a sua profissão de sonho. Se o mercado estiver a favor, pode ser hora de apostar.

Conheça, então, 15 profissões que não vai acreditar que existem. A ordem apresentada é aleatória.

Profissões que não vai acreditar que existem: 15 exemplos curiosos

1. Testador de colchões

testar colchao

Quem não gostaria de tirar um cochilo no intervalo do trabalho ou cair na cama após o expediente? E se pudesse dormir no trabalho? Isso mesmo, não é nenhum sonho, é a mais pura realidade, os testadores de colchões têm como a principal atribuição avaliar o conforto, a qualidade e a resistência dos colchões.

É claro que existem algumas etapas que necessitam que o profissional esteja bem acordado, mas o procedimento principal é de fato dormir.

2. Caçador de bola de golfe

Se pensou que as bolas de golfe perdidas nos lagos ficavam perdidas no esquecimento, saiba que há quem se encarregue de as “resgatar”.

O golfe é um desporto que requer muita paciência e precisão para não errar a tacada. Quando o jogador erra e a bola cai na água, ele usa outra.

Com o objetivo de recolher as muitas bolas perdidas nos lagos dos campos de golfe (um desporto que reúne muitos praticantes por todo o mundo), surgiram os caçadores de bolas de golfe. O trabalho que até parece simples, muitas vezes, exige mergulhar em águas com crocodilos, sanguessugas e outros animais que dificultam a recolha.

3. Degustador de rações

Não será a mais estranha das profissões, é certo. Afinal, há muita gente que ou já teve curiosidade ou já experimentou a comida do seu cão ou gato. Ainda assim, fazer disso o seu “ganha pão” não deixa de ser arrojado. As funções incluem a degustação de ração, com o objetivo de se certificar que a mesma atende aos padrões de qualidade de uma marca de primeira.

Os provadores abrem algumas latas de amostra de cada lote recém-produzido de comida de cão e de gato, depois cheiram e, por fim, comem.

4. Provador de papel higiénico

Se achou os trabalhos anteriores diferentes, não ficará menos impressionado ao descobrir que há pessoas que são pagas para testar papel higiénico. É verdade. O trabalho não é difícil, consiste em cheirar o papel – no caso de ter fragrância, para comprovar que é agradável – e, como não podia deixar de ser, limpar-se com ele a fim de atestar a sua suavidade (ou não).

Após os referidos testes, tem de responder a um questionário e está feito. Ser provador de papel higiénico pode render-lhe entre 20 a 50 mil dólares por ano, em alguns países, que não Portugal. Nada mau, não acha?

5. Empresa de abraços

empresa deabraços

Considerando os benefícios comprovados de um abraço, faz algum sentido que esta seja uma boa aposta de negócio. Por isso mesmo, há empresas de abraços. Isso mesmo, há pessoas cujo trabalho é abraçar outras pessoas.

Para cumprir bem as funções, basta ter braços fortes para aconchegar os clientes num abraço bem apertado. Pelo menos, foram esses os requisitos exigidos por uma empresa britânica no momento de recrutar.

Uma sessão de uma hora custa em média 60 euros. Entre os que procuram este tipo de serviço, estão empresários stressados e pessoas que simplesmente procuram algum carinho. Já imaginou ser um profissional do abraço?

6. Testador de odores

Os testadores de odores são responsáveis por verificar diversos odores diferentes, o que inclui, para além de excelentes perfumes, sentir o cheiro das axilas de uma pessoa suada. Aqui o objetivo é testar a eficácia de determinados desodorizantes. Nesse sentido, são aplicados em pessoas depois de se exercitam intensamente, as quais são depois submetidas ao teste olfativo dos examinadores.

O salário pode chegar aos 50 mil dólares por ano, e em muitos casos é exigido um diploma em química ou em estudos similares.

7. Agente especialista em empurrar passageiros

Esta é uma das profissões que não vai acreditar que existem que tem tanto de bizarro quanto de útil, especialmente em cidades com um volume populacional muito acima da média.

Diariamente em Tóquio, há agentes que empurram os passageiros para dentro das carruagens do metro, de forma a garantir que as portas se fecham, sem riscos para as pessoas e, claro está, sem atrasos.

8. Sereia

Desengane-se se acha que as sereias são apenas figuras das histórias de encantar. Na verdade, é possível ser sereia profissional.
Uma escola no Canadá, oferece um curso de licenciatura de sereia. Espantado? Pois, saiba que uma sereia licenciada pode cobrar valores muito (mesmo muito) altos por poucos minutos de presença em festas ou outros eventos.

Parece ou não um trabalho de sonho?

9. Ordenhador de veneno de cobra

Esta é uma das profissões que não vai acreditar que existem e é, também, das mais arriscadas do mundo.

O veneno de cobras é usado na criação de antídotos para tratar pessoas que foram mordidas e envenenadas pelas mesmas. O grande problema é como obter esse veneno tão precioso para salvar vidas humanas. É aí que entram os ordenhadores de veneno de cobras. Com as mãos, eles expõem e espremem suavemente as presas delas para libertar o veneno.

Um trabalho arriscado cujos meios de produção podem matar.

10. Guardador de fila

Aguardar pela vez numa fila, por vezes, chega a ser algo assustador, por mais importante que seja.

Para quem não quer passar horas à espera, por cerca de 36 dólares por hora, em alguns países, pode contratar um guardador de filas para o fazer por si. Assim, em filas muito extensas e esperas intermináveis, pode aproveitar o tempo para fazer outras coisas, incluindo ir para casa fazer uma sesta e voltar mais tarde. Este modelo já foi aplicado em alguns festivais de verão, como o Nos Primavera Sound.

11. Organizador de bagagem de acampamento de verão para crianças

Este é ou não é o desejo de muitas mães? Poder contratar alguém para organizar a bagagem que os filhos têm de levar para um acampamento de verão, resolveria muitas dores de cabeça.

Este é um negócio em expansão, nomeadamente nos Estados Unidos. Algumas mães chegam a pagar mais de mil dólares para que “organizadoras profissionais” façam as malas dos filhos, garantindo que nada falta e tudo fica bem arrumado, para o acampamento de verão.

12. Choradores profissionais de velório

Pode parecer algo realmente estranho, mas em Taiwan, a presença de profissionais contratados para chorar nos funerais é um grande negócio.

São, sobretudo, famílias ricas que contratam estes profissionais que para além de chorarem, também podem cantar e até rastejar. Tudo para demonstrar a mais profunda tristeza pelos falecidos, tornando a cerimónia mais dramática.

Resultado de imagem para site: e-konomista.pt ver televisao

Poderá dizer-se que esta é a profissão ideal para quem gosta de passar horas colado à televisão. O trabalho de tagger consiste, essencialmente, na visualização de conteúdos televisivos e na sua respetiva classificação, com recurso ao preenchimento de um questionário específico.

Entre as profissões que não vai acreditar que existem, esta é uma das mais comuns nos Estados Unidos e permite obter um rendimento de algumas centenas de dólares.

15. Inalador de flatulências

Entre as profissões que não vai acreditar que existem, esta é, seguramente, uma das mais exóticas e mais mal cheirosas também.

É na China que esta profissão tem vindo a ganhar importância. O objetivo principal é diagnosticar, através do cheiro dos gases dos pacientes, determinadas doenças que afetam os mesmos. Daí haver cada vez mais profissionais na área. Por ano, chegam a receber mais de 30 mil euros. Pode dizer-se que o esforço compensa.

Porém, nem todos podem exercer a atividade. Entre os pré-requisitos exigidos para ingressar na profissão, estão os seguintes:

  • idade entre 18 e os 45 anos;
  • ausência de problemas no olfato;
  • não beber nem fumar;
  • e testes práticos para atestar que está realmente preparado para ser um bom inalador de flatulências.

Depois desta lista de 15 profissões que não vai acreditar que existem, já pouco o poderá surpreender neste mundo mais alternativo do trabalho.

Poderá sempre considerar alguma das possibilidades.

Veja também: