ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Pedro Andersson
Pedro Andersson
03 Ago, 2022 - 10:48

Sabe quanto dinheiro gasta nas suas férias?

Pedro Andersson

Normalmente vamos de férias e vamos gastando sem controlo. No final, quando vamos ver o saldo, apanhamos o mesmo susto todos os anos. Mudar isso está nas nossas mãos.

Mulher a pagar bebida num bar de praia com cartão de crédito

Chegou o tão aguardado momento do ano em que finalmente vai descansar e aproveitar o tempo para não fazer nada, ou fazer o que gosta. Seja no verão, seja em qualquer outra altura do ano, as férias são um momento para relaxar e não pensar em trabalho e coisas “chatas”. Até que as férias acabam e descobre que talvez tenha gasto um pouco mais do que pensava e quando olha para o saldo da conta percebe que vêm aí as contas normais para pagar e sente o stress financeiro a regressar. Vamos acabar com essa má sensação?

Orçamentou o dinheiro que vai gastar nas férias?

Sei que o que lhe vou dizer parece óbvio, mas conheço poucas pessoas que o fazem realmente. Você orçamentou o dinheiro que planeia gastar nas férias?

O ideal seria saber desde janeiro que tem exatamente 500€, 1.200€ ou 2.000€ (ou o que for), para gastar nestas férias sem que esse dinheiro lhe falte no resto do ano para outras coisas. Isso é ter inteligência financeira.

Definindo antecipadamente o orçamento para as suas férias no verão, já teria procurado nos primeiros meses do ano (janeiro é o mês em que consegue os preços mais baratos em hotéis) as melhores opções para ter as melhores férias possíveis. Se deixar as coisas para a última hora, tanto pode ter “sorte”, como pode ter de escolher um local por um valor que podia ser mais baixo se tivesse procurado e decidido antes.

Normalmente vamos de férias e vamos gastando sem controlo (porque “merecemos”) e no final, quando vamos ver o saldo, apanhamos o mesmo susto todos os anos. Mudar isso está nas nossas mãos. Não tem o mesmo sabor de ir gastando ao sabor da vontade, mas a sua vida será mais calma todo o ano e não apenas mais “calma” durante os 15 dias de férias.

As minhas dicas para manter as despesas de férias controladas

Um dos truques que utilizo para manter as minhas despesas de férias controladas é usar apenas um cartão multibanco específico para todas as minhas despesas de férias, com o saldo que defini para poder gastar “à vontade”. Pode abrir conta num banco grátis (Activobank, Moey, etc) com cartões multibanco gratuitos e transfere para lá o valor que planeou (e que pode) gastar. Guarda todos os outros cartões e dinheiro vivo num local “seguro”, à prova de férias. Todos os gastos que fizer e todo o dinheiro que levantar do multibanco será só dessa conta onde colocou o dinheiro previsto. Assim, vai ter um controlo absoluto sobre os seus gastos e saberá sempre quanto dinheiro ainda tem para gastar.

Outra forma de se organizar é dividir o valor planeado por dias e só coloca na carteira em dinheiro vivo aquilo que pode gastar nesse dia. Se sobrar dinheiro do dia anterior terá mais dinheiro para gastar agora. Acabando o dinheiro na carteira já sabe que terá de limitar os seus gastos a partir daí.

Pode aplicar estas dicas ao longo de todo o ano, em outras áreas que precisam de manter sob controlo como os gastos com hipermercados, o carro, roupas ou saúde. É o famoso “método dos envelopes”.

Ao contrário do que lhe possa parecer à primeira vista, ter esta atitude não vai estragar-lhe as suas férias. Vai salvar é o resto do seu ano e dar-lhe tranquilidade financeira nos meses seguintes. O segredo das finanças pessoais saudáveis é prever os gastos e ter sempre lá o dinheiro disponível quando chegam as contas para pagar. E as férias são uma dessas contas. Às vezes esquecemo-nos disso.

Veja também