Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
09 Jan, 2024 - 10:09

Conta bancária gratuita: conheça as opções existentes no mercado

Mónica Carvalho

De ano para ano, os bancos aumentam as comissões de serviços e ter acesso a uma conta bancária gratuita é cada vez mais raro. Mas ainda é possível.

conta bancária gratuita

As comissões bancárias têm vindo a aumentar nos últimos anos, o que torna cada vez mais difícil a missão de encontrar uma conta bancária gratuita.

Na verdade, são cada vez menos os bancos que oferecem contas a custo zero e mesmo os que faziam disso a sua bandeira têm apertado as condições ou simplesmente optado por começar a cobrar.

Até o que tradicionalmente era isento de custos, como as contas ordenado que não pagavam comissão, está aos poucos a desaparecer. Contratar mais serviços para obter isenções também deixou de funcionar.

A boa notícia é que ainda é possível encontramos alguns exemplares, como os que partilhamos agora consigo.

4 contas bancárias gratuitas disponíveis no mercado

As entidades que ainda oferecem este tipo de contas não cobram comissões pelos serviços essenciais aos clientes particulares e afiançam a segurança das contas e depósitos através do Fundo de Garantia de Depósitos (até 100 mil euros).

Estas instituições financeiras permitem abrir uma conta à ordem, ter um cartão de débito simples, fazer levantamentos e pagamentos com esse cartão em território nacional, acesso online, transferências intrabancárias, depósitos de numerário ao balcão (quando existe) e adesão a débitos diretos, sem pagar comissões de manutenção e gestão.

São poucas, é certo, mas ainda existem. Conheça, então, as opções bancárias que não lhe custam um cêntimo.

1

Conta UNIBANCO

UNIBANCO, marca de negócio da UNICRE dedicada ao desenvolvimento de soluções financeiras únicas e simplificação de pagamentos, disponibiliza uma conta 100% digital e gratuita. Disponível através da app da marca, esta conta pode ser movimentada a partir de um cartão pré-pago, que lhe permite receber e enviar dinheiro, fazer pagamentos, compras online e em lojas físicas, quer em Portugal ou no estrangeiro.

Destacamos as principais funcionalidades da Conta UNIBANCO:

  • Cartão pré-pago recarregável com montantes entre 10 e 5.000 euros diários;
  • Sem custos de adesão nem comissões de manutenção;
  • Adesão 100% digital através da APP com Chave Móvel Digital;
  • Controlo e gestão na APP UNIBANCO;
  • Envio, pagamento e solicitação de dinheiro aos seus contactos através do MB WAY;
  • Cartão pré-pago (físico e virtual) gratuito. Caso opte pelo físico será um cartão ecológico, produzido a partir de matérias-primas amigas do ambiente;
  • Transferências gratuitas, incluindo via MB Way;
  • Pagamentos sem cartão através das wallets Apple Pay, Google Pay, Garmin Pay e Fitbit Pay;
  • Acesso a Cartão de crédito, Crédito Pessoal e Seguros.
2

Conta Simples ActivoBank

O ActivoBank tem um serviço exclusivamente online associado ao Millenium BCP e oferece contas bancárias gratuitas a 100%. Pode abrir uma conta simples, de forma fácil, através da app disponível para Apple e Android. A Conta Simples inclui:

  • Abertura e gestão de conta sem custos;
  • Sem comissões de manutenção;
  • Mínimo de abertura de 500 euros;
  • Acesso ao banco através do site ou app;
  • Transferências interbancárias grátis, exceto se forem efetuadas ao balcão ou por telefone (com atendimento personalizado);
  • Transferências MBWay gratuitas quando realizadas na app;
  • Cartão de débito e de crédito gratuito para todos os titulares;
  • Permite fazer depósitos nos balcões do Millennium BCP;
  • Acesso a Seguros, Crédito Pessoal, Crédito Automóvel, Crédito Habitação, Investimentos.

A emissão de segunda via de cartão de débito e de crédito pode custar 15 euros, exceto em algumas situações, como por exemplo a captura do cartão em caixas Multibanco ou terminais automáticos de pagamento; o extravio no envio do cartão pelo Banco, ou ainda o cancelamento do cartão por iniciativa do Banco por motivos de segurança, entre outras.

De igual modo, a emissão de cheques poderá ter um custo mínimo de 8 euros, ao qual acresce portes de envio pelo correio.

3

Moey!

A moey! é uma marca do Grupo Crédito Agrícola e disponibiliza uma conta à ordem “100% digital e sem custos”, pode ler-se no site. Nas contas da moey! não há comissões de adesão nem de manutenção, mas também não há balcões físicos.

Trata-se, assim, de uma solução 100% online, com vários pontos positivos:

  • Sem custos de adesão e manutenção;
  • Abertura de conta através de videochamada ou através da Chave Móvel Digital;
  • Permite o envio, pagamento e solicitação de dinheiro aos seus contactos: seja com moey!, MB WAY ou com o telemóvel;
  • Cartão de débito (físico e virtual) gratuito;
  • Transferências gratuitas, incluindo via MB Way;
  • Levantamentos gratuitos em Portugal e na zona Euro.

No que diz respeito a encargos há uma exceção à regra: o pedido de substituição do cartão de débito físico, que tem um custo de 5 euros.

4

Conta à ordem Openbank

Conta à ordem, cartão de débito grátis e depósito exclusivo para novos clientes a 12 meses a 3,5% TANB, a Conta à Ordem Openbank (Santander) é mais uma a considerar. Pode abrir esta conta com 1 euro e não tem montante máximo.

Eis algumas das suas características:

  • Abertura e manutenção sem custos;
  • Transferências nacionais e em países da União Europeia, em euros, gratuitas;
    Cartão Я42 grátis;
  • Levantamentos grátis nos caixas automáticos do Banco Santander em todo o mundo e 5 levantamentos mensais grátis em caixas automáticos da zona euro;
  • Apesar de ter um IBAN europeu, que começa com as letras “ES” por ser de origem espanhola, a conta pode ser usada sem restrições como uma Conta Ordenado em Portugal.

Contas bancárias que já não são “totalmente” gratuitas

A maior parte das entidades que se seguem tinham contas bancárias gratuitas, mas isso já não acontece devido a alterações nos preçários, que passaram a incluir, por exemplo, o pagamento de anuidade do cartão de débito.

Mulher a ser atendida no Banco

Conta Banco CTT

Quando surgiu, em 2015, o Banco CTT apresentava-se como um “banco zero”, isto é, não cobrava anuidades nos cartões de crédito ou débito, nem comissões de manutenção de contas. Mas em 2020 tudo mudou.

Hoje, a emissão do cartão de débito custa 18,50 euros e, para pedir um cartão provisório, o cliente tem agora de desembolsar 10 euros. Já o cartão de crédito continua isento de pagamento, mas a sua substituição tem um custo de 15 euros.

Além disso, os clientes do banco passam também a pagar 7,50 euros no levantamento de numerário ao balcão.

Também a comissão de manutenção de conta tem um custo anual de 20 euros.

Conta à ordem BNI Europa – Residentes

Outro exemplo é o Banco BNI Europa que tinha um produto diferenciado, uma vez que oferecia uma solução remunerada, e sem despesas, para as contas à ordem. O montante mínimo para abrir a conta é de 1.000 euros.

Oferece isenção de comissão de manutenção, mas a disponibilização do cartão de débito (MB Only) tem um custo anual de 10 euros.

Conta Global do Banco BIG

A conta à ordem para particulares do Banco Big não tem comissão de manutenção, mas tem um montante mínimo de abertura de 2.000 euros.

As transferências interbancárias têm um custo de 0,50 euros. O cartão de débito tem um custo de 10 euros no primeiro ano e 14 euros nos anos seguintes. Já a substituição do cartão custa 6,50 euros.

Conta Digital Banco Best

Tal como o nome indica, a Conta Digital do Banco Best era e continua a ser gratuita se for acedida apenas pelos canais digitais.

Esta conta não implica o pagamento de comissões de manutenção e permite a gratuitidade de transferências internas e interbancárias nos canais internet, mobile e ATM.

Todavia, se precisar de um cartão de débito, o cliente terá um custo anual de 19,50 euros, ao qual acresce imposto do selo.

Veja também Quer encerrar uma conta bancária? Saiba como proceder

Conta de serviços mínimos bancários

Se, por uma questão prática ou de relação de muitos anos com o seu banco, preferir manter o seu dinheiro na instituição atual, o melhor a fazer para reduzir os custos com comissões é tentar mudar para uma conta de serviços mínimos bancários.

Estas contas permitem ter o seu dinheiro à ordem e fazer as movimentações básicas do dia-a-dia, mediante um valor anual bem inferior ao habitualmente praticado.

Quais são as condições?

De acordo com o Banco de Portugal, além da abertura e manutenção da conta de serviços mínimos bancários, o titular pode ter acesso a outras condições sem custos, nomeadamente:

  • Disponibilização de cartão de débito aceite como meio de pagamento na União Europeia (ou seja cartão de rede Visa ou Mastercard, por exemplo);
  • Acesso à movimentação da conta através de ATM, homebanking e aos balcões do banco;
  • Levantamento e depósito de numerário e cheques ao balcão do banco;
  • Realização de pagamentos de bens e serviços e débitos diretos;
  • Transferências efetuadas através de caixas ATM, sem limitação quanto ao número de operações realizadas anualmente;
  • Transferências intrabancárias (ou seja, transferências para contas do mesmo banco), sem limitação quanto ao número de operações realizadas anualmente;
  • 24 transferências interbancárias SEPA+, por cada ano civil, realizadas através de homebanking;
  • 5 transferências por mês, com limite de 30 euros por operação, realizadas através de aplicações de pagamento operadas por terceiros (como por exemplo MB Way).

Para que se verifiquem estas condições, a conta de serviços mínimos bancários tem de ser a única conta à ordem do consumidor no sistema bancário português, exceto se:

  • For co-titular de uma conta de serviços mínimos bancários com uma pessoa com mais de 65 anos ou com um grau de invalidez permanente igual ou superior a 60% que não tenha outras contas;
  • Tiver outra conta de serviços mínimos bancários na qual é co-titular com uma pessoa com mais de 65 anos (ou com um grau de invalidez permanente igual ou superior a 60%) que não tenha outras contas.

Artigo originalmente publicado em junho de 2021. Atualizado em janeiro de 2024.

Veja também

Artigos Relacionados