Catarina Gonçalves
Catarina Gonçalves Com Nídia Ferreira
14 Mai, 2021 - 10:39

Quanto tempo demora uma transferência entre bancos diferentes?

Catarina Gonçalves Com Nídia Ferreira

Quer saber quanto tempo demora uma transferência entre bancos diferentes? Conheça todos prazos para a execução de transferências e como se contam.

transferencia-bancos-diferentes

As transferências bancárias são consideradas um modo prático e seguro de fazer chegar dinheiro a alguém. Basta que tanto o recetor como a pessoa que faz a transferência tenham ambos uma conta bancária. Entre contas do mesmo banco, a operação fica normalmente concluída no mesmo dia. Mas e quando a transferência ocorre entre bancos diferentes, quanto tempo demora?

A resposta depende do tipo de transferência (se é urgente ou não), bem como do dia e hora em que é dada a ordem. Pode ir de apenas alguns segundos, no caso das transferências imediatas, a 48 horas se a transferência for normal. Em determinadas circunstâncias esse prazo pode ser superior, como veremos adiante.

Antes disso, e para ter uma noção mais clara de quanto tempo demora uma transferência bancária, é preciso saber ao certo como são contados os prazos e o que se considera dia útil para este fim.

Como são contados os prazos e o que é um dia útil?

Os prazos para a execução de transferências são contabilizados em dias úteis bancários e só começam a ser contados a partir do momento em que a ordem é recebida pelo prestador de serviço de pagamento. Ou seja, pelo banco da pessoa que faz a transferência.

Dias úteis bancários: de segunda a sexta até às 15h

Consideram-se dias úteis aqueles em que os prestadores de serviços de pagamento se encontram abertos para execução de operações de pagamento, os tais dias úteis bancários. Isto é, de segunda a sexta-feira, com exceção dos feriados que calhem em “dias de semana”.

A este propósito é necessário ter em conta que, além dos feriados nacionais, existem também os “feriados bancários”, previstos no Acordo de Trabalho Coletivo do Setor. São eles a terça-feira de Carnaval e o 24 de dezembro, dias em que os bancos estão fechados.

Além disso, para efeitos de execução de operações de pagamento, como é o caso das transferências, os dias úteis terminam às 15 horas.

Assim sendo, quando uma transferência é ordenada num dia não-útil ou após as três da tarde, o banco só vai considerar que a ordem foi recebida no dia útil seguinte.

Prazos de execução da transferência

Quando as transferências são efetuadas entre contas domiciliadas no mesmo prestador de serviços de pagamento, o dinheiro fica disponível no dia útil em que a ordem de transferência é recebida.

Já nas transferências que ocorrem entre bancos diferentes, o dinheiro é disponibilizado até ao final do dia útil seguinte ao da receção da ordem. Este prazo aplica-se quer às transferências nacionais, quer às intracomunitárias.

Existem, no entanto, dois dias que são exceções: a segunda-feira de Páscoa e 26 de dezembro. Nestes casos, os fundos apenas ficam disponíveis no dia útil seguinte.

Há diferenças se a ordem for transmitida ao balcão ou via Internet?

Existem diversas formas para ordenar transferências: ao balcão da instituição, por telefone e através da Internet. Por norma as transferências demoram um tempo idêntico independentemente do meio através do qual são transmitidas.

No entanto, de acordo com o Banco de Portugal, nas transferências entre bancos diferentes ordenadas em suporte papel, admite-se o prolongamento do prazo por mais um dia útil.

Transferência entre bancos diferentes: quanto tempo demora?

Mulher a fazer transferência bancária numa caixa Multibanco

Assim, e tendo em conta o modo como são contabilizados os dias úteis e prazos de execução, vejamos agora alguns exemplos de quanto tempo pode demorar uma transferência entre bancos diferentes.

Se for efetuada em dia útil antes das 15h

Numa transferência entre bancos diferentes efetuada em dia útil e até à hora limite definida pelo prestador (regra geral até às 15h), o dinheiro fica disponível na conta de destino até ao final do dia útil seguinte.

Ou seja, se fizer a transferência numa terça feira de manhã, o beneficiário vai poder contar com os fundos na respetiva conta dentro de 24 horas, isto é na quarta. A menos que calhe num feriado. Nesse caso o dinheiro só cairá na quinta.

Já se transferência for feita a uma sexta feira (até às 15h), este terá de esperar até à próxima segunda. Lembre-se que os fins de semana e os feriados não são considerados dias úteis e por isso não entram nesta contagem.

Se for efetuada após as 15h ou em dia não útil

Quando uma transferência interbancária é feita após as 15h, o banco só considera a ordem como recebida no dia útil seguinte e só aí começa a ser contado o prazo de execução. O mesmo é válido para as transferências feitas em dias não úteis.

Isso significa que o dinheiro leva, no mínimo, 48 horas a chegar ao destinatário. Mas pode demorar mais.

Imagine, por exemplo, que vai fazer uma transferência para uma conta noutro banco que não o seu numa sexta feira à noite. Nesse caso, a ordem de receção da transferência será recebida apenas na segunda feira da semana seguinte e o prazo de execução só começa a contar a partir daí.

Contas feitas, só na terça feira (96 horas depois) é que o dinheiro vai finalmente ficar disponível ao destinatário.

Transferências imediatas: quanto tempo demoram?

As transferências imediatas (ou urgentes) são um serviço que está disponível permanentemente (24 horas / 7 dias por semana / 365 dias por ano). Através das transferências imediatas é possível que o dinheiro chegue à conta do destinatário apenas alguns segundos depois de ter dado ordem para a transferência.

Dez segundos é o tempo máximo que uma transferência imediata deve demorar mesmo para transferências entre bancos diferentes, mas em regra o tempo médio de concretização é inferior.

Quanto tempo demora uma transferência bancária internacional para Portugal?

Entre os países da Área Única de Pagamentos em Euro ou SEPA (Single Euro Payments Area), nos quais se incluem, além dos Estados-Membros da União Europeia, países como Andorra, Islândia, Liechtenstein, Mónaco, Noruega, Reino Unido, San Marino, Suíça e Vaticano, as transferências bancárias processam-se nos mesmos termos das transferências bancárias em Portugal.

Isto significa que se quiser fazer uma transferência bancária de França para Portugal ou da Suíça para Portugal, o tempo de execução é exatamente o mesmo, salvo quando as transferências têm de ser feitas do franco suíço para euros.

Neste caso, pode acontecer que o banco emissor tenha de recorrer a bancos intermediários para proceder à transferência. Este é um processo que pode demorar mais algum tempo e custar-lhe mais dinheiro (além das taxas de câmbio poderá ter de pagar a tarifa swift). Há, contudo, operadores de envio de remessas online que processam as transferências de forma mais célere e a um preço mais em conta do que a maioria dos bancos.

Quanto tempo demora uma transferencia bancária de Angola para Portugal?

Nos países fora da Área Única de Pagamentos em Euro (SEPA), como é o caso de Angola, os prazos das transferências para Portugal podem variar consoante um conjunto alargado de fatores, entre eles:

  • O número de bancos intermediários envolvidos na transferência;
  • O país de origem;
  • Os diferentes fusos horários, feriados e horários de abertura e encerramento dos bancos em causa;
  • A moeda;
  • As leis e regulações entre os respetivos países.

De Angola para Portugal, em média, uma transferência bancária pode demorar cerca de um mês, mas devido à conjugação dos fatores acima listados, este prazo pode alargar-se.

Fontes

Veja também