Márcio Matos
Márcio Matos
04 Jun, 2023 - 22:00

Quanto tempo dura carne crua congelada? E os peixes?

Márcio Matos

Quanto tempo dura carne crua congelada? Descubra a resposta, num artigo que lhe deixa dicas e sugestões sobre como congelar os alimentos.

Alguma vez se perguntou quanto tempo dura carne crua congelada? Se sim, chegou ao sítio certo, pois vamos esclarecer a sua dúvida.

Já se imaginou a ir ao talho (ou à peixaria) duas vezes por dia, 14 vezes por semana, 56 vez por mês ou 732 vezes por ano? Pois, compreendemos que seja impossível e inconcebível irmos a um destes estabelecimentos de cada vez que desejemos fazer uma refeição.

O congelador permite que sejam guardados inúmeros alimentos por um período indeterminado de tempo. Algo de enorme valor para a gestão do nosso quotidiano, uma vez que, tal como concebemos a vida atual (com trabalho, filhos e diversos outros afazeres diários), não podemos “ir às compras” todos os dias.

Quanto tempo dura carne crua congelada: tudo o que precisa saber

A melhor forma de organizarmos a nossa vida é antecipar as nossas necessidades e suprimir todas as carências de maneira a termos o que precisamos, no momento que desejamos, sem ter de realizar, neste caso, uma deslocação ao talho.

Por isso, é comum comprarmos a carne que iremos consumir na próxima semana ou, mesmo, no próximo mês e armazenar tudo no congelador. Porém, há aspetos a ter em conta e entender, afinal, quanto tempo dura carne crua congelada.

Cuidados a ter

É extremamente importante manter a carne a temperaturas abaixo de zero, de forma a manter a sua qualidade. No entanto, tipos de carne distintos reagem de forma diferente ao congelador, possuindo tempos de congelação próprios. Perceba quanto tempo dura carne crua congelada.

Tempos de congelação

  • A carne vermelha pode ser congelada até, no máximo, um ano. Naturalmente que depois de cozinhada, a longevidade da carne vermelha diminui de forma acentuada, não devendo ficar no congelador mais do que três meses.
  • A carne bovina, por exemplo, consegue manter a sua qualidade entre quatro a 12 meses de congelação.
  • As carnes para assados possuem a mesma durabilidade da vermelha: um ano;
  • As costeletas de porco não possuem a mesma longevidade, por isso devem estar no congelador no máximo até seis meses.
  • A carne picada tem uma validade no congelador de três a quatro meses.
  • A longevidade do bacon é diminuta, quando comparada com as anteriores, pois no máximo deve ser mantido no congelador por dois meses,
  • As aves domésticas possuem tempos distintos se forem colocadas inteiras no congelador ou se estiverem partidas ou cortadas a meio. Se inteiras, podem ser congeladas num período até 12 meses; enquanto que se estiverem partidas, a longevidade máxima é de nove meses. Já a carne branca cozinhada deve ser congelada por quatro meses, no máximo.

Nota: Relativamente ao peixe existem, também, tempos de congelação distintos. Se o peixe gordo tem uma longevidade não superior a dois ou três meses, o peixe magro pode manter-se no congelador por seis meses.

desperdício alimentar
Veja também 7 alimentos que pode cozinhar diretamente do congelador

Carne queimada pelo gelo

Ao longo do tempo de permanência no congelador, por vezes, surgem alterações no aspeto da carne, ficando com uma aparência ressequida devido ao contacto com o gelo; com um tom mais escurecido – ou mesmo com acumulação de gelo nas extremidades.

Nesses caso, ficamos sobressaltados com a dúvida se podemos ou não consumir essa carne queimada pelo gelo. A resposta adequada é que depende dos alimentos e do seu estado.

Se a parte queimada for substancial, é sensato não cozinhar de todo qualquer parte da carne. No entanto, se for pequena a área queimada, é seguro aproveitar a carne, mas devendo remover a porção queimada e descartá-la.

Acondicionamento

Embalagem

Antes de qualquer alimento ser colocado no congelador, deve ser ponderada a melhor forma de o fazer, pois tal deve ser executado de acordo com as caraterísticas de cada alimento – este deve estar no seu pico máximo de maturação e frescura, de forma a manter as suas caraterísticas. É, ainda, importante que se refrigerem os alimentos, antes de os congelar. Tudo isto também contribui para definir quanto tempo dura carne crua congelada.

  • Para tal, recorra a embalagens sempre que possível, pois protegem melhor o produto, previnem queimaduras pela baixa temperatura, evitam a deterioração e a perda de valor nutritivo.
  • Todo o ar das embalagens deve ser retirado e estas devem ser totalmente vedadas.
  • Os recipientes de vidro devem ser evitados, pois pesam muito mais e há o risco de quebrarem.
  • Se optar por sacas, opte sempre por sacas de congelamento e evite qualquer outro tipo de saca.

Preparação da carne

Os produtos a colocar no congelador devem ser preparados para estarem prontos para cozinhar.

  • Deve antecipar e preparar a carne ou peixe, retirando ossos e espinhas, removendo o sebo e excesso de gordura, retirando peles… Consoante o seu destino de confeção.
  • Planifique as porções, de acordo com cada refeição e divida os alimentos para cada uso.
  • Evite colocar temperos antes de congelar, pois o frio acentua os sabores.
  • A carne não deve ser lavada, antes de ser colocada no congelador.
  • Não congele produtos com peso superior a 2kg (o ideal é guardar em quantidades menores), pois produtos mais pesados demoram muito mais tempo a congelar e, tal facto, pode comprometer a frescura do produto.
  • Lembre-se que deve ser feita uma descongelação periódica do aparelho.

Descongelamento

A melhor forma de descongelar carne é fazê-lo da forma mais lenta possível, por isso é aconselhável passar do congelador para o frigorífico. É extremamente importante que todo o produto descongelado não volte a ser congelado, independentemente do alimento em causa.

Veja também

Artigos Relacionados