Olga Teixeira
Olga Teixeira
15 Mai, 2020 - 21:28

Como vai ser ir à praia no verão de 2020? Conheça as regras

Olga Teixeira

Menos gente, nada de futebol com os amigos e lotação limitada. Ir à praia no verão de 2020 tem várias regras. Saiba o que muda a partir de 6 de junho.

A partir de 6 de junho já pode ir à praia, mas com um conjunto de regras para evitar as enchentes que costumam acontecer sempre que a temperatura sobe. A Covid-19 obriga a um maior distanciamento e as praias não vão ser exceção.

O Conselho de Ministros de 15 de maio aprovou um conjunto de medidas para a época balnear. Dos toldos aos desportos, passando pelas esplanadas e até pela forma de circular na areia , há normas para praticamente todos os momentos.

Ir à praia no verão de 2020 vai ser uma experiência totalmente nova. As regras começam ainda antes de pôr um pé na areia. Veja tudo o que muda.

O que tem de saber para ir à praia

Antes de pegar na toalha e no guarda-sol, é melhor inteirar-se sobre tudo o que vai mudar, porque as regras para ir à praia são muitas e obrigam a mudar velhos hábitos.

O distanciamento social que é praticado no seu local de trabalho, nos restaurantes e nos transportes públicos também vai existir na praia.

Se as praias vão ter menos gente o estacionamento será mais fácil?

Dificilmente, pelo menos para quem costuma deixar o carro fora das zonas autorizadas.

Este ano vai ser interdito o estacionamento fora dos parques e zonas de estacionamento ordenado. Ou seja, esqueça aqueles parques informais ou deixar o automóvel em cima do passeio enquanto apanha sol.

E ao chegar à praia? O acesso à praia é igual ao que era?

As praias que tenham mais de um acesso ao areal devem ter uma zona de entrada e outra de saída, que devem estar assinaladas de forma bem visível.

Se existir só um passadiço de acesso, este servirá para entrada e saída, com a circulação a ser feita pela direita.

Nestas zonas de passagem é obrigatório andar calçado e manter uma distância física de 1,5 metros em relação às outras pessoas que circulam nessa área.

A que distância tenho de estar do “vizinho”?

São boas notícias para quem não suporta praias cheias, em que quase não há lugar para estender a toalha. Ir à praia vai significar menos convívio forçado com desconhecidos.

De acordo com as novas regras, os grupos de banhistas devem estar a pelo menos 1,5 metros de distância, tanto na areia como no mar. Esta é também a distância mínima para os limites entre barracas.

Entre toldos, chapéus de sol e colmos a distância deve ser de três metros.

Posso ir à praia com todos os meus amigos, tal como fazia?

Podem ir à praia todos juntos, mas se forem mais de cinco terão de estar em grupos separados.

As novas regras dizem que cada colmo, toldo ou barraca não pode ter mais de cinco pessoas.

Mas se formos só cinco podemos alugar um toldo para o dia todo?

Não deverá ser possível. As novas normas dizem que, “em regra, cada pessoa ou grupo só pode alugar de manhã (até 13:30) ou tarde (a partir das 14:00)”.

As praias vão ter lotação?

Sim, é possível que não consiga ir à praia habitual, sobretudo se o areal for pouco extenso.

Pode existir um alargamento excecional da área concessionada, mas como a lotação é menor, muitas praias vão ficar rapidamente cheias.

Como sei se a praia está cheia?

Vai existir sinalética adequada para que quem está a chegar perceba se ainda tem lugar.

O estado de ocupação é anunciado de um forma semelhante ao que se passa com um semáforo, em que o verde é sinal de que pode avançar:

  • Verde: ocupação baixa (1/3)
  • Amarelo: ocupação elevada (2/3)
  • Vermelho: ocupação plena (3/3)

Tenho de ir à praia para saber se está cheia?

Não. Pode usar o seu telemóvel para saber se vale a pena ir à praia habitual ou se deve escolher outra. Será disponibilizada informação atualizada e em tempo real, na app Info praia e no site da APA (Agência Portuguesa do Ambiente).

Como vai ser na esplanada?

Tal como já acontece nos restaurantes, as esplanadas vão ter uma limitação na capacidade.

As mesas e cadeiras podem ser reorganizadas para que seja mantido o distanciamento de segurança.

Vão existir também preocupações acrescidas com a higiene, sendo obrigatórias pelo menos quatro limpezas diárias.

Quais as regras para ir ao café ou restaurante
Veja também Covid-19: as regras para ir ao café ou ao restaurante

Vou ter de usar máscara?

A máscara só é obrigatória em espaços fechados, mas é essencial manter o distanciamento, higienizar bem as mãos e cumprir a chamada etiqueta respiratória ao tossir ou ao espirrar.

Então e as bolas de Berlim?

Se para si ir à praia e não comer uma bola de Berlim é motivo de tristeza, pode ficar descansado. Os vendedores ambulantes podem continuar a trabalhar, mas são obrigados a usar máscara e viseira.

Devem caminhar com distanciamento físico em relação aos banhistas e, de preferência usando os corredores de circulação definidos.

Posso usar o chuveiro na praia?

Se este estiver no exterior, sim. De resto, está interdito uso de gaivotas, escorregas ou chuveiros interiores.

Além disso, os chuveiros exteriores, espreguiçadeiras, colchões ou cinzeiros têm de ser higienizados diariamente ou sempre sejam haja mudança de utente.

Posso fazer caminhadas à vontade?

Pode caminhar na praia, mas não de qualquer forma. Além de ter de manter uma distância de 1,5 metros em relação a outras pessoas, vai ter de respeitar o sentido único de circulação.

As novas regras para ir à praia prevêem que possam ser definidos corredores de circulação, paralelos e perpendiculares à linha de costa, para evitar que as pessoas circulem de forma aleatória pela praia.

Se costuma caminhar num passadiço, paredão ou marginal, não se esqueça de manter o distanciamento físico de segurança de 1,5 metros.

Nestes locais podem ser definidos corredores de circulação com marcas indicativas no chão.

Costumo jogar futebol na praia com os amigos. Como vai ser este ano?

Se quer praticar desporto na praia será melhor fazê-lo sozinho. Estão proibidas as atividades desportivas com duas ou mais pessoas.

As exceções são atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares. No entanto, cada aula está limitada a cinco alunos por instrutor.

E se o concessionário não cumprir as regras?

A lei prevê a interdição de praias em caso de incumprimento grave por parte dos utentes ou concessionários.

As praias vão ter polícias?

“Temos de ser fiscais de nós próprios. Não é possível estar na praia com um polícia ao lado de cada um”, disse o Primeiro-ministro. Ou seja, é impossível ter um polícia em cada praia.

Ainda assim, as praias vão ser vigiadas e, por isso, estas regras vão ser objeto de fiscalização.

Fontes

Decisão do Conselho de Ministros de 15 de maio: Regras para as praias

 Agência Portuguesa do Ambiente: Manual com as linhas orientadoras.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins. Neste projeto, contamos com a parceria da Fidelidade e da Multicare. Saiba mais sobre a parceria.