Inês Pereira
Inês Pereira
30 Nov, 2018 - 13:53
Saiba tudo sobre a retenção de líquidos

Saiba tudo sobre a retenção de líquidos

Inês Pereira

Inchaço e desconforto: estes são os principais e temidos efeitos da retenção de líquidos. Chegou a altura de saber tudo sobre este problema.

O artigo continua após o anúncio

Sente a barriga, as pernas, as mãos e os pés inchados. O desconforto toma conta de si e os quilos a mais na balança não dão descanso. É verdade, a retenção de líquidos é um pesadelo de que ninguém parece estar totalmente a salvo – e, claro, as mulheres são as mais preocupadas com este problema. Porém, enquanto algumas bebem chás que prometem milagres, outras nem se apercebem de que o seu corpo está a reter líquidos e, portanto, caem no erro de não fazer nada para mudar o cenário.

Saber identificar os sintomas é o primeiro passo para conseguir perceber o que se pode estar a passar com o seu corpo e fazer as mudanças necessárias para corrigir o problema. E não se preocupe porque não é complicado: na maioria dos casos tudo está relacionado com a quantidade de água que bebe.

De facto, importa referir que alguns estudos indicam que facilmente pode ganhar até cerca de 2,3 quilos apenas com a retenção de líquidos, o que evidencia a necessidade de redobrar a sua atenção. Erros alimentares, alterações hormonais ou má circulação podem estar na origem do problema. Fique agora a saber tudo sobre este tema e descubra o que deve fazer para o evitar.

Retenção de líquidos: o que é, causas e sintomas

saiba tudo sobre a retenção de líquidos

Se o seu organismo está a reter muitos líquidos então deve reduzir a sua ingestão, certo? Errado. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, quanto mais água consumir menos ficará retida – neste caso, mais significa menos.

Já não é novidade para ninguém que grande parte do corpo humano é composto por água e que o organismo está preparado para manter o equilíbrio dessa água. Contudo, quando confrontado com alguns problemas o corpo reage acumulando líquidos em certas zonas. Ora, isto significa que a retenção de líquidos pode caracterizar-se como uma insuficiência do organismo no que se refere à eliminação dos fluídos em excesso.

Estes líquidos acabam por ultrapassar as barreiras das veias e ficam acumulados nos tecidos intercelulares, provocando assim um inchaço. Este aumento de volume manifesta-se sobretudo nas pernas, tornozelos, abdómen, mãos e pés, sendo que afeta principalmente as mulheres.

Causas

Embora em muitos casos baste adaptar o consumo diário de água para controlar o problema, a verdade é que na origem da retenção de líquidos podem estar diversas causas. Desde a alimentação a comportamentos do dia-a-dia, passando até por desequilíbrios que não poderá controlar, muitos são os motivos que podem levar a que o corpo comece a acumular demasiada água.

Fique agora a conhecer todos e comece já a fazer as devidas alterações na sua rotina para não sofrer com esta dor de cabeça:

O artigo continua após o anúncio
  • Má alimentação;
  • Consumo excessivo de sal;
  • Efeitos secundários de alguns medicamentos;
  • Excesso de peso;
  • Sedentarismo;
  • Falta de hidratação;
  • Doenças da tiroide;
  • Passar muitas horas na mesma posição (especialmente sentado ou em pé);
  • Má circulação sanguínea;
  • Flutuações hormonais – as causas podem ser várias, incluindo gravidez ou menstruação;
  • Utilizar roupa demasiado apertada;
  • Doenças renais.

Para além de todas estas causas, a retenção de líquidos pode ainda ser provocada por um défice de proteínas e de determinados nutrientes. Baixos níveis das vitaminas B6 e C, de magnésio, potássio ou de antioxidantes podem estar na origem da dificuldade do organismo em equilibrar as quantidades de água.

está a reter líquidos.

Posto isto, é importante que conheça de cor e salteado todos os sintomas a que deve dar atenção:

  • Inchaço;
  • Mal-estar generalizado;
  • Cãibras;
  • Fadiga;
  • Celulite;
  • Unhas quebradiças;
  • Queda de cabelo;
  • Palpitações;
  • Debilitação muscular.

Como evitar a retenção de líquidos

saiba como evitar a retenção de líquidos

Agora que já sabe tudo sobre a retenção de líquidos, está na altura de saber o que pode fazer para evitar e tratar o problema. Este é um daqueles casos em que pequenas mudanças podem fazer toda a diferença, pelo que só tem de redobrar alguns cuidados e certamente notará melhorias:

  • Reduzir a adição de sal aos alimentos;
  • Beber entre 1,5L e 2L de água por dia;
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Evitar comer muitas vezes alimentos ricos em sal, como batatas fritas ou enchidos;
  • Fazer exercício físico;
  • Comer frutas e legumes;
  • Apostar em alimentos ricos em magnésio, como frutos secos, e em potássio.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp