Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
28 Fev, 2020 - 18:11

Salão Automóvel de Genebra 2020 cancelado: o que ficamos a perder

André Freitas

Devido ao surto do COVID-19, o Salão de Genebra foi cancelado. Estas seriam as principais novidades da edição deste ano daquele que é o principal evento automóvel.

Salão Automóvel de Genebra

A edição de 2020 daquele que é o maior evento automóvel do ano, e um dos mais esperados por toda a indústria, foi cancelada. Durante os dias 5 e 15 de março, iria decorrer o tão aguardado Salão Automóvel de Genebra 2020.

O cancelamento deste evento está na sequência da decisão das autoridades Suíças de proibir eventos de larga escala que envolvam mais de 1000 pessoas. Proibição com efeitos imediatos e aplicáveis, pelo menos, até ao dia 15 de março.

A primeira edição do GIMS (Geneva International Motor Show) ocorreu em 1905 e, desde então, quase todos os anos se tem repetido. Genebra contínua a ser o local preferido pelas marcas para apresentar os seus modelos mais recentes. E este ano, não seria excepção.

Apesar do cancelamento do evento, fique a saber neste artigo quais seriam as principais novidades para a edição deste ano.

Salão Automóvel de Genebra 2020 – as novidades que ninguém ia querer perder

Este é o evento que nenhuma marca quer falhar. Estas costumam preparar-se para este momento com um elevado rigor e preciosismo. O objetivo é apresentar modelos inovadores, irreverentes e que demonstrem o melhor de cada fabricante.

No entanto, e apesar da relevância deste evento, algumas marcas consideram que a sua importância e influência já não é assim tanta. E por isso, na edição deste ano, e mesmo antes de confirmado o cancelamento, iam haver algumas ausências que podemos considerar, no mínimo, surpreendentes.

Marcas que não iam estar presentes no Salão Automóvel de Genebra de 2020

  • Peugeot
  • Ford
  • Volvo
  • Jaguar
  • Land Rover
  • Lamborghini 
  • Tesla
  • Nissan
  • Mitsubishi
  • Opel
  • Subaru

Algumas destas ausências seriam já repetidas. Porém, a ausência da Lamborghini pela primeira vez desde que se estreou nestas andanças seria algo inédito.

A Lamborghini justificou a sua ausência com o propósito de reforçar a sua própria exclusividade. No fundo, a marca quer apostar em lançamentos e eventos exclusivos e requintados para os seus clientes e para os media.

As principais novidades do Salão Automóvel de Genebra 2020

Porém, mesmo com as ausências mencionadas anteriormente, este certame ia contar com dezenas de construtoras de automóveis e muitas, muitas novidades, e à medida que data do salão automóvel se aproximava, as marcas foram libertando algumas informações e novidades do que poderia acontecer no mesmo.

Polestar Precept

Polestar Precept

Foi há um ano, na edição anterior do salão de Genebra, que conhecemos Polestar 2. Este ano a fabricante Sueca, pertencente à Volvo, ia apresentar ao público o Polestar Precept.

O Precept é um protótipo com o qual a marca pretende antecipar o seu futuro. As imagens disponíveis sobre este modelo mostram um carro esteticamente minimalista com linhas futuristas, tanto no interior como no exterior.

Contrariamente ao que se tem vindo a fazer no mercado, a Polestar apostou num coupé de quatro portas, em vez de um SUV. 

A fabricante Sueca procura com este carro 100% elétrico, inovador e aerodinâmico competir diretamente com o Tesla Model S.

DS 9

DS9

Esta será o novo “flagship” da renascida fabricante francesa e vem elevar o patamar de luxo e requinte da marca. O lançamento oficial iria decorrer durante o Salão Automóvel de Genebra de 2020, mas ficou adiado, e apenas deverá ser dado a conhecer oficialmente a vivo e a cores nos seus concessionários.

Tal como a Polestar, a DS decidiu apostar num segmento que não o SUV. Este será um sedan de dimensões bastante generosas (4,93 m de comprimento e 1,85 m de largura), e apesar de pertencer ao segmento D, as suas dimensões quase o aproximam do segmento superior.

No interior deste novo modelo, vemos um ambiente luxuoso, minimalista e tecnológico, e para que não restem dúvidas quanto ao conforto deste carro, a fabricante francesa decidiu incluir bancos que podem ser aquecidos ou arrefecidos, mas para os passageiros de trás. Como se isto não fosse suficiente, a DS inclui ainda a opção de massagens, algo inédito neste segmento.

Este modelo irá partilhar a mesma plataforma do Peugeot 508, mas na versão alongada deste carro, apenas comercializada na China. Como tal, poderá ser dotado de tração dianteira ou integral, mas todos os carros serão híbridos (para já).

A versão mais potente (com tração integral) deste modelo irá contar com 360 cv de potência. Todavia, numa primeira fase, o DS 9 chegará numa variante com uma potência total de 225 cv e tração dianteira.

Renault Twingo Z.E

Renault Twingo

A eletrificação parcial ou mesmo total dos automóveis é um dos caminhos para o futuro. Cada vez mais são as marcas a apostar nesta mobilidade mais ecológica.

A Renault não é exceção e ia levar até Genebra um dos citadinos mais icónicos, mas desta vez “ligado à corrente”.

O Twingo recorre a uma bateria de 22 kWh que, segundo o ciclo WLTP, irá conceder-lhe autonomia para 250 km em ambiente citadino. 

O motor elétrico tem uma potência de 82 cv e atinge os 50 km/h em 4,2 segundos. A velocidade máxima é de 135 km/h.

No que ao preço diz respeito, ainda não há valores confirmados. No entanto, segundo a marca, o preço será bastante inferior ao Renault Zoe.

Hyundai i20

Hyundai i20

O Hyundai i20 seria mais uma das surpresas deste salão. Apesar da marca já ter divulgado os dados técnicos deste modelo, ainda não foi apresentado oficialmente ao grande público.

Segundo a Hyundai, o novo i20 é mais comprido e mais largo do que a geração anterior. Com isto, a capacidade da bagageira passou para os 351 litros ao invés dos antigos 326 litros. 

Continuando no interior do novo i20, destaca-se a possibilidade de ter dois ecrãs totalmente digitais que surgem quase juntos na totalidade. Isto só será possível para as versões equipadas com sistema de navegação. Caso contrário, só terá o ecrã central de dimensões mais reduzidas (8 polegadas).

Como seria de esperar, a aposta na tecnologia e conectividade aumentou. Agora, passa a ser possível conectar o seu Android ou Iphone recorrendo à tecnologia sem fios.

A nível mecânico, mais concretamente de motorizações, o novo Hyundai i20 recorre a um par de motorizações já conhecido: o 1.2 MPi ou o 1.0 T-GDi.

Na versão 1.0 T-GDI terá dois tipos de potência disponíveis: 100 cv e 120 cv de potência. Pela primeira vez, este modelo estará disponível com um sistema mild-hybrid (opcional na versão de 100 cv e de série na de 120 cv).

Mercedes Classe E

Mercedes Classe E

Quem acompanha o setor automóvel, ou pelo menos a fabricante alemã, sabe que as mudanças no seu design têm sido disruptivas.

A construtora tem apostado, sem medo, na renovação e revolução da sua “constelação”, tanto a nível exterior como interior.

Se bem se lembra, a geração anterior do Classe E trouxe bastante novidades no que à tecnologia diz respeito: ecrãs digitais de dimensões generosas, sistemas de segurança e condução inteligentes, luzes ambiente ou conectividade avançada com o smartphone.

Mas, o que trará então o renovado Classe E 2020? Podemos começar pela parte mais fácil, óbvia e visível – a estética. Tal como nos outros modelos, o Classe E prepara-se para adquirir um conjunto de luzes mais pequeno, desportivo, agressivo, rasgado e dinâmico.

No interior, a grande mudança é o volante. De resto, um ou outro detalhe podem ser modificados, mas com a grande parte das características a manterem-se iguais.

Para além disso, também existem algumas modificações a nível de motor que poderá conhecer com mais detalhe, posteriormente.

Esta seria mais uma das grandes novidades que seriam apresentadas em 1ª mão no Salão Automóvel de Genebra 2020, mas que ficaremos a conhecer apenas por imagens.

A Mercedes não se ia ficar pelo Classe E

Mercedes GLA

Além do renovado Classe E na variante AMG, outros “vitaminados” de Affalterbach iam chegar ao PALEXPO (salão de exposições do GIMS 2020): o GLA AMG e ainda o GLE AMG Coupé.

Além disto, a estrela alemã ia também dar a conhecer ao mundo a Marco Polo. Esta que seria a autocaravana compacta da Mercedes-Benz que também irá estrear o módulo de ligação MBAC (Mercedes-Benz Advanced Control).

Este módulo será integrado com o lançamento do MBUX. O MBAC permite a operação central de um conjunto de funções, como a iluminação ou o aquecimento, através do ecrã tátil no posto de condução ou através da app de smartphone. Como resultado, o Marco Polo transforma-se numa casa inteligente sobre rodas.

É ainda importante não esquecer o VISION AVTR. Apesar de ter sido apresentado na CES (Consumer Electronics Show), em Las Vegas, o AVTR estaria presente pela primeira vez na Europa.

Inspirado no filme Avatar, o concept car, cuja sigla significa a ADVANCED VEHICLE TRANSFORMATION, incorpora as visões da mobilidade futura.

O VISION AVTR está muito à frente a nível temporal em vários sentidos. Este oferece uma interação totalmente nova entre Homem, máquina e natureza. A revolucionária tecnologia da bateria é baseada em células orgânicas de grafeno.

Pagani Imola

A Pagani, fabricante italiana, prepara-se para lançar mais um super carro desportivo: o Imola. Mas o seu lançamento vai ter que esperar mais alguns dias.

Este novo modelo terá várias semelhanças com umas das mais recentes criações da marca italiana, o Huayra Roadster BC. 

Como já é regra nos carros desta construtora, o design é arrojado, desportivo e agressivo, mas sempre no bom sentido. 

A sua estética é confirmada pelo seu coração. Esta máquina estará equipada com um motor V12 de 6 litros biturbo que produz uns surpreendentes 827 cv de potência.

Este modelo será super exclusivo, uma vez que só irão ser produzidas 5 unidades. O preço é de 5 milhões de euros antes de adicionados os impostos.

Apesar do elevado preço, a marca anunciou que as 5 unidades já têm destino.

Outros lançamentos que ficaram adiados

Além das novidades já referidas, muitos outros automóveis iam ser apresentados são no Salão Automóvel de Genebra 2020. A sua apresentação fica adiada, para já, mas vale sempre a pena serem referenciadas, porque as marcas darão a conhecer as suas caras (e corações) muito em breve.

  • Versões eletrificadas do BMW Série 3
  • Renovado Hyundai i30
  • Volkswagen Touareg R Híbrido
  • Versões exclusivas e renovadas do Honda Civic Type R
  • Skoda Octavia RS iV (Híbrido Plug-in)
  • Novos Volkswagen Golf GTI, GTE e GTD
  • Novo Kia Sorento
  • Novo Cupra Leon
  • Pagani Imola
Veja também