Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luís Vicente
Luís Vicente
09 Out, 2019 - 17:16

Segóvia: cidade de arquitectura histórica e gastronomia impar

Luís Vicente

Segóvia, capital de Castela e Leão, é um dos últimos redutos das relíquias romanas e góticas em excelente estado de conservação. Venha conhecê-la.

Castelo de Segóvia

Pode não ser o destino mais turístico ou sequer afamado dentro da Península Ibéria, mas Segovia tem uma experiência histórica e gastronómica impar.

A pouco mais de 1 hora de Madrid, descobrir esta cidade pode ser um complemento tradicional e histórico à capital espanhola. Assim, quando fizer planos para uma viagem maior ao centro de Espanha, aproveite para incluir Segóvia no mapa.

Por isso, apresentamos-lhe os vários monumentos e marcos arquitectónicos a visitar, assim como os melhores restaurantes. Por fim, e porque descansar de tanto andar vai ser necessário, deixamos três sugestões para diferentes carteiras.

O que visitar em Segóvia

Aqueduto de Segóvia
O aqueduto de Segóvia remonta aos tempos do Império Romano

Aqueduto de Segóvia

Trata-se, sem dúvida, do ex libris da cidade, apesar de ter forte concorrência! Esta é uma das obra de engenharia civil dos tempos do Império Romano mais icónicas e bem conservadas em Espanha.

Com mais de 2 mil anos, a visita ao Aqueduto de Segóvia é também uma visita aos tempos passados.

O aqueduto de Segóvia serve também de marco urbano nesta cidade espanhola, pois marca o início da zona histórica. Naturalmente, com a afluência de turistas, também o comércio acabou por florescer nesta zona, sendo também a área com o ambiente mais animado.

Alcázar de Segovia

Intimamente ligado à monarquia Espanhola, esta fortaleza foi palco de muitos acontecimentos históricos relevantes. Exemplos disso são a proclamação de D. Isabel, a Católica, como rainha de Castela em 1474 ou o casamento real de Filipe II com Ana de Áustria, em 1570.

Estando perto da zona histórica da cidade, o Alcázar situa-se num alto, entre os rios Clamores e Eresma. E apesar de não se tratar de um castelo tradicional espanhol – mais semelhante aos alemães – não deixa de justificar a visita ao seu interior.

Dentro é possível observar material de guerra e outros artefactos relacionados com os tempos medievais. A subida ao Alcázar também vale a pena pela vista do topo para a cidade de Segovia.

Catedral de Segóvia

Originária de 1525 e marcada pelo tardio estilo gótico da época, esta Catedral é conhecida como a Dama das Catedrais. O nome foi dado por Emilio Castelar, Presidente da Primeira República Espanhola. As razões para tal epíteto estarão certamente à vista de todos: um belo e elegante edifício, repleto de capelinhas (18), todas com elevado nível de detalhe.

Localizada no coração da cidade, é possível e aconselha-se a subida à torre da Catedral. A partir deste ponto mais elevado, respire fundo e aproveite a panorâmica e desafogada vista sobre a capital de Castela e Leão.

Catedral de Segóvia
A vista da torre da catedral é absolutamente soberba

Palacio Real de La Granja de San Ildefonso

Por último, e já fora da cidade, vale a pena conhecer este espaço. Trata-se de um palácio barroco rodeado por belos jardins ao estilo francês. Durante vários séculos, serviu de casa da monarquia espanhola, nomeadamente até Carlos III decidir mudar-se para o, na altura ainda por construir, Palácio Real de Madrid.

Como o próprio nome indica, o Palácio está localizado na cidade de San Ildefonso, a 12 quilómetros de Segóvia. Caso não tenha veículo próprio, há muitas excursões a sair do centro da cidade com destino a este monumento Real.

onde comer

Taberna Lopez

A Taberna Lopez é dos restaurantes mais conhecidos da cidade. As críticas nos sites especializados resultam invariavelmente em 5 estrelas e a razão passa pelos saborosos pitéus que compõe a carta. A iguaria tradicional é também a especialidade da zona: o cochinillo, equivalente espanhol ao leitão.

Não sendo propriamente uma taberna, estão conservados alguns elementos típicos, como a estrutura em madeira e o atendimento quente e próximo.

Asador Maribel

Caso a primeira sugestão não seja suficiente, e porque achamos que deve mesmo provar o leitão à Segóvia, experimente o Asador Maribel. A aspecto da especialidade da casa quase que não deixa escolher outra opção além do típico cochinillo.

Além dos ingredientes ao paladar, a vista também fica bem servida com a espectacular paisagem. Para isso, garanta oportunidade de se sentar na parte de fora.

Pasapán

Com um toque mais internacional, uma pausa do leitão pode ser feita no Pasapán. A carta variada deste restaurante de “cozinha tradicional do século XXI é uma excelente cartão de visita. Aos aspecto dos pratos confeccionados somam-se o atendimento personalizado e o agradável ambiente.

Vista noctura da catedral de Salamanca
Não perca Salamanca: uma lição espanhola mesmo aqui ao lado

Onde dormir

Com 5 estrelas, o Eurostars Convento Capuchinos é uma hipótese a ter em conta para quem privilegia espaço, conforto e proximidade ao centro.

Também numa posição muito central, o Hotel Real Segovia, de 4 estrelas, apresenta-se com uma boa solução em relação qualidade/preço.

Por fim, o soalheiro Hotel Don Felipe, de 3 estrelas, é uma escolha mais económica mais igualmente interessante.

Veja também