Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Bárbara do Carmo
Bárbara do Carmo
02 Set, 2020 - 13:43

Tróia: escapadinha a um paraíso mesmo à beira da porta

Bárbara do Carmo

A Península de Tróia guarda encantos únicos para quem deseja relaxar longe do bulício da grande cidade. Praias, golfinhos e muita diversão num espaço único.

Panorâmica geral de Tróia

São 25 quilómetros de areia branca que fazem da Península de Tróia um paraíso aos pés de Lisboa.

É por mar adentro, entre a Serra Natural da Arrábida, a Reserva Natural do Estuário do Sado e a Comporta que Tróia se apresenta, quase virgem, para uns merecidos dias de descanso. 

Tróia: praias paradisíacas para um merecido descanso

Praia da Comporta em Tróia

As praias de Tróia são sem dúvida o seu melhor cartão de visita – mar sereno e de um azul límpido, quase transparente, a banhar longos areais claros e finos – fazem as delícias de famílias inteiras.

A Praia Tróia Mar, no norte da Península, é uma mistura exótica de areias brancas dignas do caribe e a paisagem exuberante da Serra da Arrábida. Mesmo ao lado, a Marina de Tróia, um local com uma vasta oferta de restaurantes e bares onde pode, e deve desfrutar de excelente marisco e peixe fresco e de uma cerveja geladinha. É da Marina que saem os barcos para os famosos passeios entre o mar e o Rio Sado, para o avistamento de golfinhos. 

Para quem gosta de se divertir noite dentro, a Marina é também o local certo, o Casino de Tróia, mesmo ao lado do famosos Design Hotel de Tróia, oferece noites animadas com música ao vivo e uma extensa e diversificada agenda durante o Verão. 

Ainda na parte norte da península, as praias Tróia Galé e Bicos das Lulas são também boas opções para quem quer passar umas férias por aqui. 

Mais a sul as famosas praias da Malha da Costa, Comporta e do Carvalhal. Por estas bandas as paisagens são únicas e os locais para comer bem não faltam, como o Restaurante Dona Bia ou Restaurante São João. A ementa, já sabe, peixe fresco na brasa, como se quer depois de um dia de praia. 

Passeios para ver golfinhos em Portugal
Não perca 5 incríveis passeios de barco para ver golfinhos em Portugal

Tróia e o passado piscatório

Visitar Tróia vai para além das praias e a história ancestral da península, misturada com o passado intenso piscatório oferecem outras opções interessantes aos visitantes.

As Ruínas Romanas, datam do século I e foram o maior complexo industrial de salga de peixe do império romano. Este grande complexo agrega as oficinas de tanques onde o peixe era salgado (são cerca de 20 identificadas, a maior composta por 19 tanques, a mais pequena por 9). Ainda nestas ruínas é possível identificar umas termas e ainda uma necrópole. 

O Cais Palafítico da Carrasqueira merece também uma visita, sendo um excelente local para apreciar o pôr do sol, ou observar aves. A sul da Reserva Natural do Estuário do Sado, este cais, composto por vários passadiços e estacas de madeira, foi construído nos anos 50 e 60 por pescadores, para que conseguissem, durante a maré baixa, chegar às águas do rio Sado. Um local quase místico que merece ser desfrutado. 

Tróia: o que visitar à volta

Tróia pode ser um bom entreposto para conhecer a região que marca o início da costa alentejana. Setúbal e Sesimbra estão a 30 minutos de ferry, para norte, e merecem uma visita.

A sul, Grândola (a cerca de 40 minutos) tem praias únicas à sua espera como a Praia da Costa de Santo André, o memorial ao 25 de Abril e o Badoka Park são boas opções para passeios em família. A cerca de 1 hora chega-se a Sines, um bom ponto de partida para outras aventuras. 

Vista aérea de Tróia

Como chegar?

Para chegar a Tróia, siga em direção a Setúbal e apanhe o ferry boat para Tróia. Existem várias empresas que oferecem este serviço e a viagem dura cerca de 30 minutos. 

Onde ficar?

A estadia na Península de Tróia pode ficar um pouco cara, mas as opções de luxo não faltam, como os apartamentos Troia Residence ou o Aqualuz Troia Lagoa Hotel & Apartments. 

Onde comer?

Opções não faltam, como o restaurante Dona Bia ou o São João. Em Setúbal e Sesimbra também terá boas opções para comer peixe fresco.

Veja também