Viviane Soares
Viviane Soares
09 Abr, 2019 - 10:34
10 truques para não pagar tanto IRS

10 truques para não pagar tanto IRS

Viviane Soares

Quando falamos de truques para não pagar tanto IRS referimo-nos, principalmente, a despesas que o podem ajudar a poupar no IRS. Reveja-as aqui.

O artigo continua após o anúncio

Quem não quer estar a par de alguns dos truques para não pagar tanto IRS? Referimo-nos, obviamente, a partilhar consigo o máximo de informação possível para que esteja a par de todas as despesas que pode efetivamente declarar no IRS – e que podem ajudar a diminuir o imposto a pagar ou a receber o mais possível de reembolso.

O nosso principal conselho é que esteja atento aos pequenos detalhes e tire o máximo partido das despesas que pode declarar.

10 truques para não pagar tanto IRS

Estas são as despesas que pode declarar no IRS em 2019 e que podem ajudá-lo a diminuir o imposto a pagar. Para não chegar a esta altura do ano, a da entrega do IRS, e andar aflito com as despesas que tem de declarar, peça sempre fatura com número de contribuinte e consulte regularmente a sua página no E-Fatura, sobretudo para confirmar se as faturas foram devidamente comunicadas e inseridas na respetiva categoria.

1. Despesas de Saúde

truques-para-nao-pagar-tanto-irs

No que à saúde diz respeito, pode amealhar até 15% do valor gasto em despesas médicas, num limite máximo de 1000€.

Eis o que pode deduzir:

  • Despesas com seguros;
  • Taxas moderadoras suportadas em consultas, hospitais e exames;
  • Despesas com medicamentos isentos de IVA ou sujeitos à taxa reduzida de 6%;
  • Despesas com produtos ortopédicos.

Para os bens e serviços com uma taxa de IVA a 23%, deverá apresentar também a receita médica, pois só assim poderá validar esse valor e receber a respetiva parte no seu IRS.

2. Despesas de Educação e Formação

truques-para-pagar-tanto-IRS

A Autoridade Tributária considera, em geral, como despesas de educação e formação os encargos com o pagamento de creches, jardins-de-infância, lactários, escolas, estabelecimentos de ensino e outros serviços de educação, bem como as despesas com manuais e livros escolares.

Tenha em atenção que os gastos com material escolar ficam de fora, já que é taxado com IVA a 23%, sendo que nas despesas de educação só cabem as isentas de IVA ou com IVA a 6%. Ainda assim, estas despesas poderão entrar nas despesas gerais familiares.

O artigo continua após o anúncio

Já as despesas com refeições escolares são aceites independentemente da taxa de IVA, desde que devidamente faturadas. Na sua globalidade, com as despesas de educação, consideradas pela AT, poderá amealhar até 30% do valor gasto até um limite máximo de 800€.

3. Despesas gerais familiares

truques-para-pagar-tanto-IRS

No caso das despesas gerais familiares – consideradas assim por não se enquadrarem nas outras categorias – pode deduzir à coleta até 35% do valor das mais diversas despesas (supermercado, roupa, material escolar, entre outras) desde que tenha pedido a respetiva fatura com o seu número de contribuinte.

Nos sujeitos passivos, o valor máximo que poderá ser arrecadado é de 250€, enquanto um casal pode arrecadar até 500€.

4. Despesas com imóveis

despesas com imoveis para poupar no irs

Para quem está a arrendar casa, estes gastos podem ser abatidos no IRS: pode amealhar 15% deste valor até um teto máximo de 502€. Já os juros de empréstimos à habitação têm um limite dedutível fixado nos 296€.

5. Despesas com lares e apoio domiciliário

truques-para-nao-pagar-tanto-IRS

Se tem familiares a seu cargo em lares de terceira idade, saiba que estas despesas também podem ser declaradas no IRS. Poderá ser deduzida à coleta 25% do valor até um teto máximo de 403,75€. Neste conjunto também estão incluídas as despesas com o apoio domiciliário.

6. IVA de faturas

truques-para-nao-pagar-tanto-IRS

Pode deduzir 15% do IVA suportado em determinadas despesas de serviços, como mecânicos, cabeleireiros, esteticistas, restauração, hotelaria e despesas com veterinário, até ao limite máximo de 250€. Para isso, peça sempre a fatura com o seu número de contribuinte.

7. Despesas com pensões de alimentos

truques-para-nao-pagar-tanto-IRS

Quem paga pensão de alimentos poderá deduzir à coleta 20% destas despesas sem um limite fixado, desde que apresente comprovativos disso mesmo.

8. PPR

truques-para-nao-pagar-tanto-IRS

Para quem tem um Plano Poupança Reforma, os chamados PPR, a dedução à coleta pode corresponder a 20% do valor aplicado até um máximo de 400€ (até aos 35 anos), 350€ (dos 35 aos 50 anos) ou de 300€ (a partir dos 50 anos).

O artigo continua após o anúncio

9. Dependentes

pagar-menos-IRS

Os dependentes valem uma dedução de 600€ cada um, sendo que crianças até aos 3 anos de idade representam mais 126€. Confirme se incluiu todos os dados relativos aos dependentes na sua declaração de IRS.

10. Prazos de entrega

pagar-menos-irs

Finalmente, outro dos truques para não pagar tanto IRS é, nada mais nada menos, evitar despesas extraordinárias com o IRS. Por essa razão, cumpra os prazos de entrega.

Pode parecer óbvio, mas a verdade é que o cumprimento do calendário fiscal é um dos melhores truques para não pagar tanto IRS. Só dessa forma é que vai evitar pagar multas desnecessárias que podem fazer estremecer o seu saldo bancário.

Estes são apenas alguns truques para não pagar tanto IRS e que poderá aplicar todos os anos. A sua declaração de rendimentos agradece, tal como a sua carteira.

Veja também: