Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
15 Mai, 2020 - 15:59

Vila Galé vai reabrir mais onze hotéis a 9 de junho

Ekonomista

Entre estas unidades, está o Vila Galé Serra da Estrela e o Vila Galé Collection Alter Real, duas estreias do grupo. Todos os hotéis terão o selo Clean & Safe.

Vila Galé reabre hotéis: imagem do Vila Galé Ericeira

O grupo Vila Galé vai reabrir mais onze hotéis em Portugal a 9 de junho, entre os quais:

  • Vila Galé Albacora (Tavira);
  • Vila Galé Ampalius (Vilamoura);
  • Vila Galé Atlântico (Praia da Galé, Albufeira);
  • Vila Galé Collection Praia (Praia da Galé, Albufeira);
  • Vila Galé Lagos, Vila Galé Clube de Campo (Beja);
  • Vila Galé Cascais;
  • Vila Galé Ericeira;
  • Vila Galé Collection Douro (Lamego)
  • E ainda o Vila Galé Serra da Estrela e o Vila Galé Collection Alter Real (Alter do Chão), marcando a estreia destas duas unidades, que são as mais recentes do grupo.

Estes hotéis juntam-se, assim, ao Vila Galé Porto, Vila Galé Coimbra, Vila Galé Ópera (Lisboa), Vila Galé Évora e Vila Galé Santa Cruz (Madeira), que nunca fecharam.

De acordo com um comunicado enviado às redações, o grupo Vila Galé informa que as dezasseis unidades terão o selo Clean & Safe, atribuído pelo Turismo de Portugal, sendo que está a ser preparado um plano muito rigoroso de funcionamento.

Vila Galé Clube de Campo

Este plano terá em consideração as recomendações da Direcção Geral de Saúde (DGS) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) e centra-se em três vertentes fundamentais:

1

Reforçar as medidas de limpeza e desinfeção com os seguintes procedimentos

  • Colocar de dispensadores de álcool gel nas diversas áreas sociais do hotel;
  • Intensificar a higienização e desinfeção das superfícies, áreas de contacto e equipamentos partilhados, utilizando produtos de limpeza com atuação antiviral;
  • Substituir os serviços em buffet por propostas à carta e cozinha ao vivo personalizada;
  • Higienizar mesas e cadeiras dos restaurantes entre cada utilização;
  • Desinfetar equipamentos como canetas ou terminais de pagamento após cada utilização;
  • Limpar e desinfetar todos os sistemas de água, ar condicionado e ventilação, com reforço da desinfeção por pulverização antiviral das grelhas de ventilação existentes;
  • Garantir a ocupação do quarto somente após um período alargado, nunca inferior a 24 horas, depois da saída de um cliente;
  • Dispor de zonas de isolamento adequadas para casos suspeitos ou confirmados de COVID-19.
2

Garantir a existência de equipamentos de proteção individual:

  • Colocação de acrílicos nas receções;
  • Colaboradores equipados com luvas, máscaras e/ou viseiras de proteção;
  • Colaboradores dos serviços de limpeza usam também fatos adequados ou batas;
  • Disponibilização de termómetros para medição voluntária de temperatura para colaboradores e clientes;
  • Recomendação a todos os clientes para uso de máscaras nas zonas sociais do hotel e recurso ao álcool gel para desinfeção das mãos;
  • Formação específica a todas as equipas sobre protocolo interno relativo ao novo coronavírus, sobre precauções de prevenção da COVID-19 – incluindo higienização das mãos, etiqueta respiratória, conduta social, auto-monitorização diária da febre ou outros eventuais sintomas – e ainda sobre as orientações da DGS para limpeza de superfícies e tratamento da roupa.
3

Salvaguardar o necessário distanciamento social

  • Limitação da taxa de ocupação de cada hotel, reduzindo o número de hóspedes alojados;
  • Lançamento de uma plataforma digital – MyVilaGalé – que permitirá fazer o check in e check out através do telemóvel, entre outras aplicações;
  • Sinalização das distâncias de segurança;
  • Redução da capacidade máxima de cada elevador, bares e restaurantes, piscinas e salas de reuniões;
  • Limpeza e arrumação dos quartos efetuada sem a presença do cliente;
  • Existência de turnos nos restaurantes, com necessidade de reserva prévia do horário e local pretendido;
  • Necessidade de marcação antecipada para utilização do ginásio, da piscina interior e para a realização de massagens;
  • Suspensão do funcionamento de sauna, banho turco e jacuzzi;
  • Realização de atividades para crianças maioritariamente no exterior e limitação da capacidade de clubes infantis interiores e salas de jogos.

Sabe-se ainda que este plano será adaptado consoante a evolução da pandemia e eventuais novas regras definidas pela legislação.

A abertura dos restantes hotéis Vila Galé em Portugal está prevista para 1 de julho, com exceção do Vila Galé Douro Vineyards, em processo de ampliação, que deverá voltar a funcionar a 1 de agosto.

Veja também