Inês Silva
Inês Silva
03 Nov, 2022 - 17:00

Ambiente de trabalho saudável: saiba o que significa

Inês Silva

Ter um ambiente de trabalho saudável é essencial para as empresas que querem reter e motivar os seus colaboradores.

mulher feliz no local de trabalho

As constantes alterações do mercado de trabalho exigem que empresas e profissionais ajustem as expectativas. E é aqui que vemos a importância de um ambiente de trabalho saudável.

Se, por um lado, há falta profissionais e as empresas precisam de criar estratégias para reter talento, por outro, temos profissionais que querem um maior equilíbrio entre a sua vida pessoal e o trabalho.

É essencial que as empresas consigam estruturar e aplicar estratégias que tornem o ambiente de trabalho mais agradável e seguro. E estas estratégias que prezam o equilíbrio e bem-estar dos colaboradores, beneficiam também as empresas, pois o impacto positivo vai fazer-se sentir na motivação, produtividade e fidelização dos profissionais.

As estratégias para conseguir um dia-a-dia mais saudável podem ser várias. No entanto, os primeiros passos a dar são ouvir os profissionais e promover a mudança pelo topo. Continue a ler para saber mais!

O que é um ambiente de trabalho saudável e qual a sua importância?

É um ambiente que se preocupa e promove a saúde, bem-estar e satisfação dos profissionais, através de medidas que proporcionem conforto, flexibilidade, benefícios, possibilidades de crescer profissionalmente, apoio emocional, boas relações interpessoais, entre outros aspetos.

A importância está à vista de todos e beneficia empregadores e profissionais. É mais fácil para uma empresa reter talento se os seus colaboradores se sentirem mais motivados, produtivos e felizes. Assim, evitando a insatisfação dos colaboradores, a empresa estará a evitar a alta rotatividade de profissionais e o absentismo, duas situações que atingem negativamente o desempenho da empresa como um todo.

happy at work

6 dicas para promover um ambiente de trabalho saudável

Um bom ambiente de trabalho pode ser avaliado em três dimensões: físico, emocional e ambiental. Ou seja, é necessário disponibilizar equipamentos adequados à função, ergonomia, conforto térmico e acústico e, além disso, proporcionar respeito, valorização e reconhecimento.

De uma forma muito resumida, um bom ambiente de trabalho é aquele onde o horário de trabalho é respeitado, há promoção do trabalho de equipa e não da competitividade, há reconhecimento dos profissionais e há apoio no equilíbrio entre vida pessoal e profissional, por exemplo.

Saiba quais as expetativas dos colaboradores dentro e fora da empresa

É importante ouvir os colaboradores para perceber quais as expectativas e necessidades, tanto profissionalmente, como a nível pessoal. Saber também o que valorizam fora do trabalho e em que medida a empresa poderá ajudar nesse desenvolvimento pessoal e, assim, conseguir reter talentos através de um ambiente de trabalho saudável.

Aposte na formação das chefias

Um bom líder capacita os seus colaboradores e ajuda-os a alcançar o sucesso. Além disso, estes devem ainda dar o exemplo no que diz respeito ao equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, ou seja, definir limites e cumprir. Por isso, é importante garantir formação adequada para que os líderes sejam exemplo e motivo de felicidade, não o contrário.

Promova a cultura de feedback

A cultura de feedback, além de promover o reconhecimento adequado para quem executa um bom trabalho, cria ainda espaço para o diálogo entre chefias e equipas.

É essencial que a empresa crie mecanismos que incentivem as pessoas a darem o retorno, quer seja negativo ou positivo. Só assim é possível aos profissionais entenderem o que é preciso melhorar e o que o que está a ser bem feito . Sem esta informação, os colaboradores podem sentir-se perdidos em relação ao seu próprio desempenho.

Dê prioridade à comunicação interna

A comunicação interna transparente e clara é essencial para um ambiente de trabalho saudável. Pois permite que todos os colaboradores estejam sempre informados acerca dos assuntos importantes para a empresa. Mesmo que sejam comunicados pontuais ou avisos, a comunicação interna deve ser eficiente para evitar problemas e conflitos.

Crie um programa de benefícios

Esta é uma forma de reconhecimento profissional e nem sempre é preciso dinheiro. A empresa pode oferecer outros benefícios, incentivos ou recompensas.

O ideal é identificar que benefícios os profissionais valorizam que pode ser, por exemplo, ter folga no dia do aniversário ou ter uma maior flexibilidade. Por exemplo, a pandemia trouxe a realidade do trabalho híbrido e remoto e estas duas possibilidades são um bom exemplo de flexibilidade alargada.

Incentive o bem-estar para um ambiente de trabalho saudável

Integre na rotina da empresa sessões de relaxamento ou exercícios respiratórios que promovam a redução do stress e a prevenção do burnout.

Mas a promoção do bem-estar pode abranger diferentes esferas e, portanto, é importante identificar quais são os pontos mais sensíveis e urgentes para os profissionais.

Considere iniciativas relacionadas não só com a saúde mental, mas também física . O importante é que os colaboradores sintam que há uma preocupação genuína da empresa com o seu bem-estar.

Veja também