Publicidade:

Puebla de Sanabria. Um paraíso mesmo aqui ao lado

Puebla de Sanabria é uma cidade bem próxima do nosso país e com muito para oferecer e mostrar. Nunca ouviu falar?! Então, deixe-se encantar por este lugar.

Puebla de Sanabria. Um paraíso mesmo aqui ao lado
A apenas 40 km de Bragança

Do sol à neve. Assim é Puebla de Sanabria. O seu Parque Natural é “capaz de oferecer” neve no Inverno, uma paisagem de cores cambiantes no outono e águas serenas e agradáveis no verão. Tudo no mesmo local, na mesma região.

Por isso, Puebla de Sanabria é mesmo “uma caixinha de surpresas”, com praias fluviais de areia e pedra, encantos naturais de perder a conta, mas também muita história e monumentos para os que gostam de observar as marcas do tempo numa cidade. Ah, e outra coisa, está aqui tão perto que não há desculpas para não ficar a conhecer Puebla de Sanabria na sua próxima escapadinha de fim de semana. Aliás é tão perto da nossa fronteira que se multiplicam os vestígios das passagens dos portugueses pela terra, na altura em que os reis dos dois países invadiam o vizinho dia sim, dia não.

O fantástico lago, com praias escondidas entre os arvoredos, é um dos grandes atrativos nos meses quentes de verão. No Inverno, um imenso manto branco cobre a povoação, dando origem a imagens magníficas. A muralha que rodeia a cidade pode ser visitada, onde estão assinaladas algumas parcelas construídas pelos portugueses, terminando numa plaza tipicamente espanhola, mesmo a convidar ao descanso. Fica a saber mais sobre Puebla de Sanabria.

Puebla de Sanabria: as múltiplas facetas da cidade que tem de descobrir


Puebla Sanabria

Puebla de Sanabria é uma das localidades de Zamora mais antiga, remontando a sua origem ao ano de 509. No século X, já se falava mesmo de uma cidade de “Senabrie”, como centro organizativo do território circundante. A sua proximidade com Portugal é um dos atrativos, distando cerca de 40 km de Bragança. Com atrativos muito diversos, vale a pena atentar em alguns dos seus pontos fortes.

Monumentos

  • Castelo de Puebla de Sanabria: Construído em meados do século XV, este castelo fica num ponto privilegiado e trata-se de uma fortaleza, edificada em granito, de planta quadrangular e com uma torre central. Mais informações >>
  • Conjunto Histórico Artístico: A vila preserva as marcas de um bastião fortificado, o qual assistiu a muitas batalhas. Por isso, é considerado um conjunto histórico-artístico, fruto da sua área muralhada e, também, do estado de conservação das suas casas, muitas das quais brasonadas.
  • Convento de São Francisco: No bairro da vila, fica este edifício bem conservado e de aspeto modesto. O convento era dedicado a São Bernardino, tendo aí residido freis franciscanos. Atualmente, serve de escola, mantendo a igreja aberta ao culto.
  • Ermita de São Caetano: Pequena capela barroca, adossada à igreja do século XVIII, apresenta uma fachada extraordinariamente adornada.
  • Igreja Nossa Senhora del Azogue: Localizada na Praça Maior, esta igreja datada do século XII apresenta marcas românicas e góticas. Além disso, possui um órgão cuja origem remonta ao ano de 1780. Mais informações >>
  • Muralhas: Datadas dos séculos XII e XIII, as muralhas de Sanabria apresentam um formato poligonal irregular, com tendência ovalada. A defesa do território era feita através de vários cubos e torres quadradas, dispostas irregularmente ao longo do perímetro.

Festas, tradições e gastronomia

  • Festa de Nossa Senhora das Vitórias: Esta celebração ocorre na Igreja de Nossa Senhora del Azogue e comemora o reconhecimento dos estatutos originais da confraria.
  • Mercado Medieval: Esta tradição antiga foi recuperada nos anos 90 do século passado e celebra-se uma vez por ano, por ocasião da Festa da Assunção de Nossa Senhora, a 15 de agosto. Como em qualquer mercado deste género, pretende-se recuperar tradições comerciais e proporcionar uma festa popular e cultural, entre residentes e visitantes.
  • Gastronomia: Pode dizer-se que tudo o que se come em Sanabria é fresco e de qualidade. As suas hortas proporcionam os melhores legumes e frutas; das águas vêm os melhores peixes; dos campos de pasto as melhores carnes; e, até, o pão é saborosíssimo. Quanto às sobremesas, também há muito por onde escolher, mas iguarias como maçã assada ou castanhas cozidas estão no topo da lista.

Puebla Sanabria

Rotas

  • Parque Natural do Lago de Sanabria: Este é um espaço natural único, no extremo ocidental de Zamora, junto das serras Segundera e Cabrera. O Parque possui 33.302 hectares, mas a fama deste local deve-se, sobretudo, ao seu lago de origem glaciar, o maior da Península Ibérica, com 318,7 hectares e uma profundidade máxima de 53 metros. Além disso, pela serra, há muitos outros pequenos lagos, cascatas e regatos que conferem à zona uma paisagem repleta de beleza. Mais informações >>
  • Rota del Tejedelo: Aqui, a proposta é que passeie por um bosque repletos de teixos (espécie de árvore) milenares! Até chegar a eles, terá de passar pelo vale do rio Castro, atravessar antigas zonas de pastagem, alcançando um miradouro de onde conseguirá começar a observar essa maravilhosa “comunidade” de teixos. Duração do percurso: 2h30
  • Cascatas de Sotillo: Se procura cascatas e lagoas, então no Parque Natural do Lago de Sanabria, pode encontrar uma outra rota, desta feita até estas cascatas e, se assim desejar, também até à lagoa de Sotillo. Todavia, vá com tempo e preserverança, pois o percurso total não levará menos de 5 horas a ser completado.
  • As Muradellas: Para quem procura rotas mais históricas, com um pouco de arqueologia à mistura, siga até este castro, que fica no término do município de Lubián, e remonta à Idade do Ferro. A sua singularidade deve-se, entre outros aspetos, ao seu sistema defensivo.
  • Serra da Culebra: Para quem procura a Natureza em estado puro, aqui encontra as condições e tudo o que precisa, para contactar em pleno com a fauna e conhecer uma série de espécies, todas elas protegidas, caso do lobo, javali e perdiz, por exemplo.
  • Bragança: E, na viagem de regresso, não deixe de passar por Bragança e visitar todo o seu património, com vestígios pré-históricos. Conheça o seu Museu Militar, Paço Episcopal, Muralhas do Castelo, Pelourinho, Museu Abade Baçal, entre outras atrações.

Como chegar

Para chegar a Puebla de Sanabria, siga pela A4 até Bragança e depois de entrar em Espanha, pela zona de Quintanilha, o caminho é quase a direito até à povoação espanhola. Se entrar em terras de nuestros hermanos por outro ponto (como Chaves), apanhe a A52, a Autovia das Rias baixas, que liga Porriño a Benavente.

Onde ficar

Hotel D. Pepe. Está a escassos 100 metros do Lago de Sanabria, acerca de 14 quilómetros do centro da povoação. Rodeado de montanhas e bosques, é um excelente espaço para um fim-de-semana de descanso ou umas férias de verão mais agitadas. Foi completamente remodelado em 2006.

Pousada de Pedrazales. Alojamento de grande valor histórico. Data do século XII e foi uma antiga casa real de D. Fernando II. Está situada no perímetro do Lago de Sanabria, a dois quilómetros da cidade.

Parador de Turismo de Puebla de Sanabria. Bem no centro da cidade, encontra-se este hotel da cadeia Parador. É o local ideal para excursões, permitindo um contacto direto com a parte histórica e monumental da vila.

O que comer

Se há coisa que não falta em Puebla de Sanabria são restaurantes. Oferecem vários tipo de comida, a maior parte dela com grandes parecenças com a gastronomia transmontana. Por todo o lado há ainda, claro está, as tradicionais tapas espanholas, sempre acompanhadas de uma refrescante caña ou de um sangria gelada.

Veja também: