Publicidade:

Escapadinha: trilho Moinhos do Rei por terras de Basto

O trilho Moinhos do Rei fica em Cabeceiras de Basto e é só um dos muitos motivos de interesse para fazer uma escapadinha até esta vila do distrito de Braga.

Escapadinha: trilho Moinhos do Rei por terras de Basto
Um trilho em Cabeceiras de Basto

O trilho Moinhos do Rei fica em Cabeceiras de Basto, concelho que possui diversos monumentos de grande valor arquitetónico, cultural e turístico. Por isso, não é de admirar que muito do seu património esteja classificado como Monumento Nacional, Imóvel de Interesse Público e Imóvel de Interesse Municipal.

Para além da parte edificada, há percursos pedestres e trajetos que pode e deve percorrer pela região. Este trilho é um deles e vale realmente a pena fazê-lo pelas paisagens naturais e arquitetónicas que irá encontrar pelo caminho. Portanto, rume a Cabeceiras de Basto e descubra todos os seus encantos.

O trilho Moinhos do Rei e outro património de Cabeceiras de Basto


trilho moinhos do rei

Moinhos do Rei

Os Moinhos do Rei de Cabeceiras de Basto referem-se a um conjunto de moinhos, construídos no reinado de D. Dinis, e que ajudaram a desenvolver a indústria da moagem. Tratavam-se de moinhos comunitários, mas que pertenciam à Coroa.

Atualmente, a área dos Moinhos de Rei possui uma zona de lazer, onde é possível usufruir da paisagem natural envolvente e admirar a beleza de todo o cenário.

O trilho Moinhos do Rei

A partir deste local parte um trilho, o chamado trilho Moinhos de Rei, pequeno em extensão, mas cheio de encantos. O percurso segue pela antiga estrada para Busteliberne, sobe em direção à Serra das Torrinheiras e, já no Alto das Fontelinhas, desce-se pela estrada florestal para a Fonte da Víbora.

Depois, segue-se para a ribeira de Busteliberne, cortando-se uma vez mais para a estrada florestal paralela à levada que irá novamente dar aos Moinhos do Rei.

Estátua do «Basto»

Situdada na Praça da República, em Refojos, sede do Concelho de Cabeceiras de Basto, esta estátua é um dos monumentos mais importantes da região. Ele representa um guerreiro lusitano.

A estátua data possivelmente do século I a.C. e é talhada em granito. Exibe uma arte rude e a figura de um homem de forte compleição física, veste túnica, com cinturão, punhal e espada. Na zona do abdómen, possui um escudo pequeno e redondo.

Mosteiro de São Miguel de Refojos

Este mosteiro existe desde o século XII. A sua igreja foi construída em estilo barroca e tem vários pontos de interesse, tais como a Sacristia do século XVII, que atualmente funciona como Núcleo Museológico; os claustros em pedra; o zimbório em circunferência e rodeado por uma varanda interior e exterior; entre muitos outros atrativos.

trilho moinhos do rei

Igreja e Sacristia do Convento de Refojos

No topo da Praça de República, fica esta outra belíssima igreja de Cabeceiras de Basto. Uma igreja conventual, de estilo barroco, datada do século XVIII. A sua planta é em cruz latina, a fachada principal é flanqueada por torres e o portal saliente da fachada de forma côncava.

Como é caraterístico do movimento barroco, apresenta linhas ondeadas e curvas nas cúpulas das torres e no frontão, assim como uma profusão de talha dourada no seu interior.

Pelourinho de Cabeceiras de Basto

Com data do século XVI, este pelourinho fica exatamente em frente ao edifício da antiga cadeia, na freguesia de Refojos. É um pelourinho de pinha, com remate piramidal, encimado por uma esfera lisa.

Ponte de Cavez

Esta ponte medieval de perfil horizontal passa sobre o rio Tâmega. Assenta sobre cinco arcos desiguais (três quebrados e dois redondos) e a sua configuração atual data do século XIII. Tem cerca de 95 metros de comprimento e 17 metros de altura e pertence à freguesia de Cavez.

Ponte Antiga

Também na freguesia de Cavez fica esta ponte, que passa sobre o rio Moimenta. Ela data da época medieval e possui tabuleiro horizontal sobre um único arco de volta redonda. Em 1990, foi alargada, passando a ter uma nova estrutura de betão e transformando-se a disposição das guardas.

Ponte de Arco de Baúlhe

Como o nome indica, esta ponte fica na freguesia de Arco de Baúlhe. Passa sobre o rio Ouro e foi construída no século XVIII. Tem um tabuleiro plano assente sobre um arco de volta perfeita.

Veja também: