Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
31 Mar, 2019 - 10:21

Google alerta: atualize já o Google Chrome

Luísa Santos

A falha de segurança foi detetada pelo responsável de segurança do Google Chrome, que utilizou o Twitter para informar os utilizadores.

Google alerta: atualize já o Google Chrome

Não se sabe ao certo há quanto tempo existe a falha de segurança agora detetada por Justin Schuh, responsável de segurança do Google Chrome, o browser mais utilizado no mundo. De forma a contornar o erro, Justin alertou os utilizadores para que atualizem o motor de pesquisa o mais rapidamente possível.

Atualize já o Google Chrome

internet

Se é utilizador assíduo do Google Chrome deve atualizá-lo o quanto antes, uma vez que uma grave falha de segurança foi detetada recentemente pela Google. Não se sabe, no entanto, há quanto tempo é que este bug se instalou no sistema do browser.

A notícia foi avançada pelo The Telegraph, que alertou os utilizadores para a falha que pode ter sido aproveitada por hackers. Ainda que a correção deste erro tenha sido introduzida a 1 de março, na última atualização disponibilizada pelo Chrome, não é certo que todos os browsers tenham atualizado.

Como tal, é o próprio responsável de segurança deste serviço gratuito da Google, Justin Schuh, que pede aos utilizadores que atualizem o Chrome o quanto antes. Normalmente, as atualizações automáticas estão ativadas, mas certifique-se de que tem instalada a última versão do sistema.

Para isso, só precisa de clicar nos três pontos verticais que se encontram no topo superior direito do motor de pesquisa. Carregue em “Ajuda” e, depois, em “Acerca do Google Chrome”. Caso não tenha o browser atualizado com o último update, peça ao sistema que o faça.

O que aconteceu?

A Google acredita que este pode ter sido um erro aproveitado por hackers, por ter sido detetado mais tarde do que deveria. De acordo com a empresa, esta falha permitia que aplicações web acedessem à memória de um computador e instalassem programas automaticamente, sem a autorização do utilizador.

Este erro foi encontrado no FileReader, um programas que permite que estas apps leiam ficheiros de um computador. A verdade é que este bug pode, em alguns casos, representar uma falha de segurança grave e consequente invasão de privacidade dos utilizadores.

Mas não foi a Google, enquanto entidade, que alertou a comunidade em primeiro lugar. Foi o próprio responsável de segurança do Chrome que usou o Twitter para avisar os utilizadores, pedindo-lhes que atualizassem o browser o quanto antes.

“Atualizem o Chrome, tipo neste minuto” foi a forma que Justin Schuh encontrou para prender a atenção dos seguidores e, assim, dar conta do sucedido e da forma como o problema poderia ser resolvido. Mas rapidamente a Google reforçou o pedido, indo ao encontro do anúncio do seu responsável.

O Chrome é o browser mais utilizado a nível mundial, tendo como rivais diretos o Mozilla Firefox e o Internet Explorer (agora conhecido como Microsoft Edge).

A preocupação

Esta é uma falha que surge numa época em que a privacidade de dados pessoais é cada vez mais valorizada, sobretudo depois de várias notícias terem sido publicadas neste contexto. Os bugs acontecem, mas devem ser prevenidos já que muitos utilizadores utilizam a Internet diariamente, com muita frequência.

Os dados pessoais podem, por isso, ficar comprometidos em segundos, sendo que as ameaças cibernéticas atuais não se fazem adivinhar, nem tão pouco se identificam “a olho nu”. Todo o cuidado é, de facto, pouco, pelo que deve tentar implementar algumas medidas de segurança para proteger os seus dados.

Existem algumas medidas que pode facilmente implementar para manter ao máximo a sua privacidade na Internet. Não pense, contudo, que basta não utilizar (ou nem estar presente) nas redes sociais para que todas as suas informações estejam devidamente protegidas.

A Internet, por ser um meio tão vasto e de fácil acesso, tem as suas vantagens e desvantagens, pelo que é importante que faça tudo ao seu alcance para garantir tanto a tua privacidade como a segurança dos seus dados. Para já, caso seja utilizador, atualize o Google Chrome e não corra riscos desnecessários.

Veja também: