Luísa Santos
Luísa Santos
11 Mar, 2019 - 16:31
8 dicas para aumentar a privacidade no Android

8 dicas para aumentar a privacidade no Android

Luísa Santos

Descubra dicas simples, mas essenciais para aumentar a privacidade no Android, de modo a proteger os seus dados e documentos pessoais.

O artigo continua após o anúncio

Nos dias de hoje, manter a segurança dos seus dados é algo verdadeiramente precioso, sobretudo se tivermos em consideração a facilidade com que se intercetam e roubam informações privadas na Internet. Por esse motivo, damos-lhe a conhecer 8 dicas para aumentar a privacidade no Android.

Como aumentar a privacidade no Android

aumentar privacidade android

1. Definir um método de desbloqueio do telemóvel

Sabemos que pode parecer algo muito “básico”, e muitas vezes assumimos que toda a gente tem esta função ativada – mas não podíamos estar mais enganados. São muitos os utilizadores que não usam qualquer forma de desbloqueio do seu smartphone, como um PIN.

Da mesma forma que tem um código secreto para ligar o telemóvel (no caso de o desligar) e que desbloqueia o seu cartão SIM, deve implementar o mesmo processo para desbloquear o ecrã do telemóvel. Esse código deve ser o mais complexo possível, para que não corra o risco de alguém encontrar o seu telemóvel e desbloqueá-lo sem esforço.

Hoje em dia, existem outras formas de proteção que pode utilizar para além deste código secreto, como é o caso do Touch ID e do Face ID. Enquanto um requer a sua impressão digital para que o desbloqueio aconteça, a outra lê a sua expressão facial para que consiga ter acesso ao telemóvel.

2. Ativar o modo de encriptação

Outra das formas mais simples de aumentar a privacidade no Android é ativar o modo de encriptação. O que este modo faz é reforçar a privacidade dos dados que mantém no telemóvel, bem como daquilo que escreve usando esse dispositivo, por exemplo.

A encriptação utiliza a sua informação e codifica-a de acordo com um código muito específico, de forma a que o acesso à mesma se torne praticamente impossível. Dada a complexidade deste sistema, é extremamente difícil obter qualquer tipo de acesso.

Para ativar este modo, basta aceder às Definições de Privacidade, onde pode encriptar toda a informação guardada no seu smartphone, bem como aquela que tem armazenada no microSD (caso o tenha). O processo pode levar algum tempo, mas garantimos-lhe que vale a pena.

3. Ativar o Find My Phone

Esta funcionalidade, desenvolvida pela Google, permite localizar o telemóvel esteja ele onde estiver. Suponhamos que o perdeu, que foi roubado ou que simplesmente não se lembra de onde o colocou… Se tiver esta função ativada e, obrigatoriamente, a localização também ativa, é capaz de localizar o seu telemóvel sem esforço.

O artigo continua após o anúncio

Esta perceção é clara graças ao mapa que lhe é apresentado, onde pode encontrar um pin que lhe mostra onde está o seu smartphone. Pode ativar e/ou aceder ao Find My Phone através deste link, seja num telemóvel, num computador ou num tablet.

smartphone

4. Usar passwords complexas

As combinações mais facilmente memorizadas são, inevitavelmente, as mais simples. É certo que se torna mais simples lembrar-se da sua palavra-passe para aceder a determinada app, conta ou rede social. No entanto, estas são as combinações mais facilmente descobertas por qualquer hacker.

Para contrariar a situação e reforçar a sua privacidade, evite as passwords mais simples e usadas. Utilize combinações complexas que misturem letras e números e que tenham, no mínimo, oito caracteres – e não se preocupe se não se lembrar das mesmas, já que pode utilizar apps específicas para guardar todas as suas palavras-passe, que pode consultar a qualquer momento.

5. Usar uma VPN

Uma Virtual Private Network (VPN) é uma espécie de camada paralela que se coloca sobre a ligação convencional que o conecta à Internet. Uma VPN garante que todas as suas informações estão protegidas, já que se torna impossível aceder à sua localização ou obter o seu endereço IP.

Existem softwares gratuitos e outros pagos, mas que acabam por ser muito mais complexos. Na maior parte das vezes, os sistemas gratuitos desempenham muito bem o seu papel, pelo que não precisa de gastar dinheiro desnecessariamente. Como tal, conheça as melhores apps VPN para Android.

6. Usar comunicação encriptada

A par da dica número dois, outra das formas de aumentar a privacidade no Android é a encriptação de comunicações. Por “comunicações” entenda-se as mensagens que envia e recebe para os seus contactos. Esta funcionalidade, contudo, não pode ser ativada nas Definições do seu smartphone, mas há uma forma de contornar essa impossibilidade.

Ao invés de utilizar a aplicação de mensagens convencional presente em qualquer telemóvel, pode optar por outras apps que, hoje em dia, já estão configuradas de acordo com sistemas de alto nível de encriptação. Alguns exemplos são o WhatsApp, o Facebook Messenger, o Skype, o BlackBerry Messenger e o Snapchat.

7. Rever as permissões das apps

Esta é uma dica muito útil que, ainda que possa requerer mais atenção e tempo da sua parte, pode evitar problemas sérios de invasão de privacidade. Foi através da permissão de apps que aconteceu o escândalo da Cambridge Analytica, que comprou dados de utilizadores ao Facebook por intermédio dessas permissões.

O artigo continua após o anúncio

Estas permissões são perigosas e, ainda que acelerem alguns processos, podem ser muito prejudiciais. Por exemplo, o facto de criar uma conta (ou fazer login) em determinado site utilizando o login do Facebook (que tantas vezes surge por baixo da opção de login convencional), coloca, imediatamente, os seus dados em risco.

É certo que é a forma mais rápida de voltar a entrar em determinado serviço, sobretudo aquando da sua configuração inicial – uma vez que não precisa de preencher dados como o seu nome, o seu e-mail, entre outros. Ao entrar com o Facebook, o acesso é mais rápido, mas menos seguro.

Por isso, aceda às Definições das apps e reveja as permissões dadas a cada uma das aplicações que tem instaladas. Mesmo que demore algum tempo, desta forma irá garantir que as suas informações estão, de facto, protegidas.

8. Instalar um aplicação antivírus

Porque os vírus não se instalam, apenas, em computadores. Também no caso de smartphones isto pode acontecer, pelo que é melhor prevenir do que remediar. Percorra as opções que existem no Google Play ou consulte a nossa seleção das melhores apps antivírus para Android.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp