Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Miguel Pinto
Miguel Pinto
15 Jan, 2020 - 15:44

The Jacobite: o comboio de Harry Potter que cruza a Escócia

Miguel Pinto

Viva o imaginário cinematográfico de Harry Potter ou deslumbre-se com as paisagens das Terras Altas da Escócia com esta viagem no comboio The Jacobite.

Comboio britânico The Jacobite

Uma das mais icónicas imagens do comboio The Jacobite remete para os fãs dos filmes da saga Harry Potter e imediatamente para o Hogwarts Express. Aliás, a semelhança é tão evidente que não poderíamos deixar de a sublinhar no início do artigo, mas The Jacobite tem muita história própria (e verídica).

Assim, o percurso desta locomotiva a vapor tem a extensão de 134 quilómetros e une Mallaig a Fort Williams, ambas cidades das Terras Altas da Escócia (The Highlands).

The jacobite: paisagens únicas da Escócia

Comboio Jacobite dos filmes Harry Potter

A locomotiva atravessa locais bastante remotos, começando perto da montanha mais alta da Grã-Bretanha – Ben Nevis – e passa por Arisaig, cuja estação é a mais ocidental da Escócia continental.

Naturalmente, tão remotas zonas apresentam belíssimos cenários naturais, bastante conservados.

Vale a pena olhar pela janela do The Jacobite durante toda a viagem. No entanto, os pontos mais interessantes são os vales cobertos de verde e os lagos de águas calmas e gélidas. Como o Lago Morar, o Rio Morar e o Lago Nevis, o lago mais profundo de água salgada da Europa.

Os promotores da viagem não são alheios às atracções que se encontram pelo caminho. Desta forma, o comboio tem paragens estratégicas nos pontos mais importantes: Glenfinnan, Arisaig e Mallaig, cidade destino, com pausa para o almoço e visitar o comércio local, antes da viagem de regresso.

A história por detrás do nome do comboio

Actualmente, a locomotiva a vapor serve essencialmente para uma viagem que é turística, mas a sua génese prende-se com a coesão territorial.

Remonta a 1901 a ligação do caminho de ferro à estação de Mallaig. Mais meio século e a modernização das máquinas, por um motor a gasóleo, fez com que o comboio deixasse de operar regularmente.

Depois de nos anos 80 voltar a circular por razões turísticas, foi em 1995 que se tornou, pela mão da West Coast Railways, The Jacobite, devendo o nome ao movimento político Jacobita, muito presente nas Terras Altas da Escócia e em nome do qual se travaram batalhas.

De resto, perto do viaduto de Glenfinnan está edificado um marco com uma placa alusiva ao movimento Jacobita, que apoiava a restauração da Casa de Stuart como herdeira do Trono Britânico.

Highlands Escócia
Não perca Highlands: os encantos das terras altas da Escócia

The Jacobite e o mundo de Harry Potter

Da realidade para a ficção, e como mencionámos anteriormente, a locomotiva a vapor The Jacobite, e sobretudo o viaduto Glenfinnan, fazem parte do imaginário de Harry Potter, aparecendo frequentemente nos filmes, como ponto de chegada a Hogwarts, a escola de magia criada por J. K. Rowland.

Com a popularidade dos filmes, surgiu também uma elevada procura para fazer a viagem no Jacobite. Desta forma, desde 2001 – e mais intensamente nos recentes anos – que o comboio faz o seu percurso para que os fãs da saga experimentem na primeira pessoa uma das viagens de comboio mais emblemáticas da história do cinema.

O expoente máximo é claramente o viaduto de Glenfinnan, cujos 21 arcos se eternizaram, no cinema, com a chegada do comboio a Hogwarts, precisamente o The Jacobite.

A passagem seria rápida, no entanto, uma vez que são apenas 380 metros de comprimento, a 30 metros de altura. Porém, o comboio pára em locais estratégicos para os tripulantes apreciarem a beleza do momento.

Vista das Terras Altas da Escócia

Horários e preços

O comboio The Jacobite Steam opera de Abril a Outubro todos os dias da semana, sendo que ao fim-de-semana apenas de Maio a Setembro.

O serviço é dividido entre manhã e tarde: Parte de Fort William às 10h15 para chegar a Mallaig duas horas depois; às 14h10 regressa ao ponto de partida. À tarde, tem hora de saída de Fort William às 14h40 e volta às 18h40.

As modalidades de viagem são classe turística, primeira classe aberta ou em compartimentos de primeira classe. O valor do bilhete de ida e volta, em viagem turística, é cerca de 45 euros. Já em modalidades superiores sobre aos 68 para primeira classe e 150 para compartimentos privados.

Como chegar

A melhor forma de fazer este percurso, partindo de Portugal, é voar para Glasgow, aproveitando assim também para conhecer a cidade.

A partir do epicentro cultural escocês, há transportes públicos que fazem o percurso até Fort William.

O tempo de percurso de autocarro são 3h20, sendo que se alugar um carro chegará 50 minutos mais cedo.

Veja também