ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Isadora Freitas
Isadora Freitas
16 Dez, 2020 - 12:20

Como fazer sabonete artesanal: ingredientes e receita

Isadora Freitas

Quer ter o prazer de usar um sabão 100% natural e feito por si? Descubra aqui como fazer sabonete artesanal sem grandes complicações.

fazer-sabonete

Fazer sabonete em casa, com ingredientes naturais não é difícil e pode ser bastante divertido. Verá que não estará só a poupar dinheiro, mas também a apostar numa pele mais saudável. 

Afinal, a maior parte dos sabonetes industrializados que encontramos à venda no supermercado contêm vários produtos químicos que podem acabar por provocar alergias e outros malefícios à pele.

Além disso, se gostar de o fazer, poderá ter nesta tarefa um novo passatempo e até uma maneira alternativa de ganhar algum dinheiro extra.

Descubra aqui como fazer sabonete artesanal e abrace o desafio.

O que precisa de saber antes de fazer sabonete artesanal

sabonete artesanal

Hidróxido de sódio

Também conhecido por soda cáustica, o hidróxido de sódio é um ingrediente fundamental para fazer sabão em casa. Sendo capaz de queimar a pele e criar buracos na roupa, é importante que seja extremamente cuidadoso ao utilizá-lo.

Use luvas, proteja os olhos e, se necessário, coloque até uma máscara. Adicione sempre a soda cáustica à água e não ao contrário (não adicione a água à soda cáustica). A boa notícia é que, ao reagir com os óleos do seu sabonete, o hidróxido de sódio irá desaparecer por completo (através de um processo chamado saponificação). Pode comprar hidróxido de sódio online.

Equipamento

O que deve utilizar ao fazer sabonete artesanal? Siga as nossas 6 dicas para uma preparação segura.

  1. Evite utilizar objetos com que cozinhe. Mesmo lavando bem, é melhor não arriscar;
  2. Use taças de aço inoxidável ou vidro temperado para misturar os diferentes ingredientes;
  3. Não use alumínio ou cobre, visto que são materiais que reagem com a soda cáustica. Alguns plásticos podem derreter, por isso, evite também materiais de plástico;
  4. Opte por colheres de silicone;
  5. Para moldes, não faltam opções. A Gran Velada tem disponíveis diferentes formas onde pode colocar a sua mistura para fazer sabonete;
  6. Outros objetos que lhe poderão ser úteis são uma toalha velha, papel de jornal e um termómetro de aço inoxidável.

Aditivos

Nem tudo segue uma regra. Com os aditivos, sinta-se livre para improvisar e dar asas à imaginação. Utilize ervas secas, como lavanda ou camomila, óleos essenciais e corantes naturais, como canela, cacau em pó, beterraba e açafrão.

Como fazer sabonete artesanal: uma receita 100% natural

Esta receita da DIY Natural pode servir de base para os mais diversos sabonetes. Lembre-se que os aditivos irão fazer do seu produto algo único: seja criativo e não tenha medo de experimentar diferentes ervas e óleos essenciais.

Ingredientes

  • 2/3 Chávena de óleo de côco
  • 2/3 Chávena de azeite
  • 2/3 Chávena de outro óleo (amêndoa, girassol, etc.)
  • 1/4 Chávena de soda cáustica
  • 3/4 Chávena de água morna

Preparação

  1. Proteja o seu espaço de trabalho com papel de jornal. Coloque as luvas e meça a água num frasco de 1 litro. Devagar, junte a soda cáustica à água, mexendo à medida que o faz. Evite inalar os vapores.
  2. Noutro frasco, coloque os três óleos. Aqueça no microondas cerca de 1 minuto. Verifique a temperatura dos óleos – deve rondar os 45°C.
  3. Aguarde até que as duas misturas estejam a uma temperatura de 35°C a 40°C. Este é um passo extremamente importante para um bom resultado.
  4. Quando a soda cáustica e os óleos se encontrem à temperatura ideal, coloque os óleos numa taça. Adicione lentamente a soda cáustica e mexa durante cerca de 5 minutos. A mistura irá aclarar e tornar-se espessa.
  5. Adicione as ervas (como menta ou alecrim), os óleos essenciais e quaisquer outros aditivos que pretenda. Misture bem, coloque a mistura na forma e cubra-a com película aderente. Enrole uma toalha à volta.
  6. Depois de 24 horas, verifique o seu sabonete. Se ainda estiver quente ou mole, deixe repousar mais 12 ou 24 horas. Quando estiver já firme e frio, coloque-o num pedaço de papel vegetal ou tabuleiro. Se tiver usado uma forma longa, corte agora em fatias. Deixe secar durante 4 semanas e vire os diferentes pedaços, para que todas as faces entrem em contacto com o ar.
  7. Após o tempo de cura, coloque os sabonetes num recipiente hermético.

5 vantagens de fazer sabonete artesanal

Poupar dinheiro e ter um produto natural não são as únicas vantagens que encontra ao fazer sabonete. Tome nota.

1

A seu gosto

Uma das vantagens de fazer sabonete artesanal é que pode preparar a mistura a seu gosto sem ficar limitado ao que existe no mercado. Quer misturar limão com canela, laranja com chocolate ou azeite a alfazema? Força! Faça as suas próprias experiências. Além disso, fica bem mais barato.

2

Conhece os ingredientes

Muitas vezes não sabemos que ingredientes e componentes tóxicos compõem os sabonetes industriais, por que mãos passaram e em que condições. Ao fazer o seu próprio sabonete, escolhe cuidadosamente os melhores ingredientes, os mais adequados para o seu tipo de pele, sem produtos estranhos.

3

Protege a sua pele

Os sabonetes artesanais, porque são ricos em glicerina, respeitam a hidratação natural da pele. Este é o maior órgão do nosso corpo, por isso, é importante ter atenção à sua hidratação.

4

Cuidados específicos

Dependendo dos ingredientes que escolher, pode fazer sabonete para tratamentos, com propriedades específicas como: super hidratante, antibacteriano, relaxante, rico em vitaminas ou minerais.

5

Oportunidade de negócio

Numa vertente diferente, quem sabe não está aqui a oportunidade de negócio que procura? Talvez não dê para enriquecer, mas é muito possível que consiga um rendimento extra. No mínimo, são uma ótima ideia para oferecer no Natal.

Neste campo, deve ter em conta a legislação europeia em vigor. “Independentemente dos processos de fabricação ou dos canais de distribuição, os produtos cosméticos colocados no mercado da UE devem ser seguros. O fabricante é responsável pela segurança de seus produtos e deve garantir que eles sejam submetidos a uma avaliação científica de segurança antes de serem vendidos.” A par disto, pode ler-se os requisitos a cumprir.

Veja também