Marta Maia
Marta Maia
02 Jan, 2020 - 18:25
Ir ao médico sem sair de casa? 4 sites para marcar consulta online

Consulta online: 5 sites para ir ao médico sem sair de casa

Marta Maia

Com o desenvolvimento da internet, multiplicam-se os sites e as apps que permitem a consulta online. Saiba que plataformas levam os médicos até sua casa.

O artigo continua após o anúncio

A tecnologia tem destas coisas: já pode ser observado por um médico sem sequer sair de casa. Como? Atualmente, existem inúmeros sites e aplicações móveis que permitem que a consulta seja feita online.

Através destas ferramentas, médicos e enfermeiros estão disponíveis para ouvir os seus sintomas, analisar os seus exames e fazer um diagnóstico.

A CONSULTA ONLINE: VANTAGENS E CUIDADOS A TER

como funciona o acesso de estrangeiros a cuidados de saúde

Hoje já possível ter um diagnóstico e um acompanhamento especializado sem sequer sair de casa. Com o desenvolvimento da internet, multiplicam-se os sites e as apps que lhe permitem ser consultado por um médico a partir do conforto do seu lar.

Nos casos em que a pessoa está imobilizada, com dificuldades de locomoção ou simplesmente demasiado adoentada para andar na rua, uma consulta online pode fazer toda a diferença.

A consulta online também é particularmente benéfica quando suspeita de que padece de uma doença contagiosa. Imagine a quantidade de pessoas que pode evitar contagiar pelo caminho só porque não saiu de casa.

Medicamentos para a gripe: quais os mais indicados?
Veja também Medicamentos para a gripe: quais os mais indicados?

Está é ainda uma ótima opção para quando precisa de esclarecer dúvidas em relação a novos sintomas ou a doenças já identificadas previamente. Numa consulta online podem também ser identificados problemas que exijam, posteriormente, uma avaliação detalhada e presencial, por exemplo.

Frequentemente, os médicos optam, também, pelo contacto online para partilhar resultados de exames e análises, prescrição de medicação crónica e agendamento de consultas presenciais.

Além disso, as consultas online também são cobertas pelos seguros de saúde, porque se tratam de consultas como as outras. Tanto assim é que há seguradoras que disponibilizam, elas próprias, serviços de telemedicina.

O artigo continua após o anúncio

Que cuidados deve ter antes de marcar uma consulta online?

Claro que, tal como acontece com praticamente tudo aquilo que pode ser feito através da internet, também no caso de necessitar de uma consulta online deve, na qualidade de utente do serviço, adotar alguns cuidados especiais.

O primeiro é ser rigoroso nas plataformas que escolhe para ser atendido. Pela internet não faltam sites que lhe prometem diagnósticos rápidos e até prescrições de medicamentos, mas lembre-se que, à distância, qualquer um pode apresentar-se como profissional de saúde.

Confie apenas em plataformas institucionais ou devidamente credenciadas e não se deixe convencer por uma simples bata branca para fazer uma consulta online.

Outro cuidado que deve ter é o de garantir que a informação que fornece se mantém confidencial. Se desconfiar que a sua informação individual pode ser partilhada com entidades terceiras, não use o serviço.

Antes de recorrer a qualquer plataforma de telemedicina, informe-se ainda sobre quanto vai pagar para fazer a consulta online. Sendo uma instituição oficial e reconhecida, a tabela de preços também deve estar disponível online.

TIPOS DE CONSULTA ONLINE

Uma consulta online pode assumir diferentes tipologias: pode ser feita por chamada de voz, como num telefonema, através de videochamada (imagem e som) ou ainda por troca de mensagens de texto, como acontece no caso dos chatbots.

Umas e outras metodologias têm vantagens e desvantagens. Por um lado, a videochamada permite-lhe ser visto pelo médico. Por outro lado, as mensagens de texto permitem-lhe anexar documentos, como, por exemplo, os resultados de exames que tenha feito.

O melhor é mesmo conversar com o médico, expor o seu caso e perguntar qual a melhor forma de prosseguirem com a consulta.

O artigo continua após o anúncio

5 PLATAFORMAS ONDE PODE FAZER UMA CONSULTA ONLINE

Excluindo as plataformas do SNS e da Linha Saúde 24, há sites de instituições privadas que também fazem consultas online. Recolhemos alguns exemplos.

1. Multicare Medicina Online

É uma seguradora, mas disponibiliza serviços de consulta online 24 horas por dia, 7 dias por semana. Só tem de instalar a app no seu telemóvel e ganha acesso imediato às consultas por videochamada.

Até as receitas prescritas pelo médico podem chegar-lhe pela app ou por e-mail, para aviar logo na farmácia.

Veja também Receita sem papel: tudo o que o utente precisa de saber

2. Serviços médicos online Allianz

É mais uma seguradora que disponibiliza o serviço de consulta online, que ainda por cima é gratuito para os clientes.

Nesta plataforma pode, além de fazer consultas por videochamada e telefone, pedir orientações médicas, enviando mensagens e exames a médicos experientes que lhe dão indicações sobre o que fazer (por exemplo, se deve procurar uma consulta presencial ou se pode fazer um tratamento).

3. Tellocare

Concebida e feita em Portugal, a Tellocare fornece serviços de teleconsulta através de uma app.

O grande argumento desta plataforma em relação às concorrentes é a encriptação das mensagens e o cumprimento escrupuloso do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), que garantem a segurança e confidencialidade das suas informações privadas.

4. Centro Clínico Digital do Hospital da Luz

Neste caso, são os médicos do próprio Hospital da Luz que estão disponíveis para lhe prestar apoio com a mesma qualidade das consultas presenciais.

O artigo continua após o anúncio

A particularidade deste serviço é que não se destina propriamente a consultas de emergência, mas antes a consultas de acompanhamento. Tanto assim é que a própria instituição aconselha os doentes a perguntarem aos médicos que os acompanham se faz sentido passarem a ser seguidos por meio virtual.

5. MedicalPort

Esta plataforma de consulta online é exclusiva para a especialidade de dermatologia. Pode, através dela, enviar imagens, descrever o problema  e pedir aconselhamento médico junto de especialistas.

No site, a instituição estabelece um preço de 59€ por cada teleconsulta e promete enviar um diagnóstico especializado, acompanhado de uma prescrição de tratamento, num prazo máximo de 48 horas.

ALTERNATIVAS DO SNS PARA CONSULTAS ONLINE

Além das opções acima descritas, tem também as soluções de teleconsulta do Serviço Nacional de Saúde, que estão já disponíveis em alguns hospitais do país.

Recentemente, o Ministério da Saúde anunciou ainda um novo serviço de teleconsulta, como estando disponível “para breve” na área do cidadão do Portal do SNS. A nova funcionalidade deverá começar por ser disponibilizada no site do SNS e evoluir mais tarde para a versão app MySNS Carteira.

De qualquer das formas, caso necessite de uma consulta e não possa deslocar-se ao centro de saúde, fale com o seu médico de família.

É muito comum estes clínicos facilitarem a comunicação com os pacientes, dando-lhes o endereço de e-mail para o qual podem encaminhar dúvidas e pedidos.

Não sendo uma plataforma de teleconsulta como as outras, goza da vantagem de ser com um médico que já o conhece bem, tem acesso ao seu historial clínico e uma relação de proximidade muito maior (além de estar em causa um serviço gratuito, claro).

Veja também