David Afonso
David Afonso
19 Jul, 2019 - 11:02
Cruise Control gasta mais combustível, sim ou não?

Cruise Control gasta mais combustível, sim ou não?

David Afonso

Será que utilizar o cruise control numa viagem longa gasta mais combustível, ou pelo contrário, será que para além de aumentar o conforto, o ajuda a poupar? Conheça a resposta.

O artigo continua após o anúncio

Esta é uma das dúvidas mais comuns a todos os condutores. Será que o Cruise Control gasta mais ou menos combustível? A resposta pode ser sim ou não, dependendo dos casos…

Mas antes de explicarmos o nosso veredicto final, primeiro vamos explicar exatamente o que é o Cruise Control, como funciona, e em que situações é que este sistema pode ajudá-lo a poupar combustível, ou pelo contrário, o faz gastar mais gasóleo ou gasolina.

Cruise control: Será que gasta mais ou menos combustível?

condutor a ativar o cruise control

O que é o Cruise Control?

É um sistema que permite manter com precisão uma velocidade pré-definida pelo condutor, sem qualquer necessidade de intervenção externa. Ajuda a acelerar automaticamente e desacelera quando necessário. Para além disso, e conforme as condições de trânsito, é um sistema que se adapta às necessidades de condução no terreno.

Dependendo do carros, é ativado através de botões que estão no volante do veículo. Utilizando os controlos, é possível alterar a velocidade de forma lenta e mantê-la constante. Se o condutor travar o automóvel, o sistema é então desativado.

O Cruise Control é assim o ideal nos casos em que queremos cingir-nos a um limite de velocidade. Ao controlarmos a velocidade, a nossa condução é mais relaxada, diminuindo assim a tensão em viagens mais longas. Contudo, não esquecer que a ação do condutor é sempre necessária para não cair numa condução monótona.

Com efeito, e voltando agora à questão central deste artigo, é um sistema que também permite poupar combustível em determinadas situações. Sendo que uma delas está diretamente relacionada com a sua função, o controlo da velocidade. Ao controlar a velocidade, está a poupar mais combustível. Uma vez que ações como acelerações, desacelerações e travagens mais bruscas são evitadas. Por sua vez, em situações de terreno mais inclinado faz aumentar o consumo de combustível. Isto porque manter a velocidade em subidas puxa mais pelo carro.

Feito este enquadramento, deixamos-lhe então 5 dicas para poupar combustível com o Cruise Control.

5 dicas para poupar combustível com o Cruise Control

1. A escolha do carro

Fatores como o tipo de combustível, os consumos médios, velocidade ou a eficiência, têm de ser tidos obrigatoriamente em conta na hora de escolher um carro. No caso de veículos com Cruise Control, a poupança está exatamente na relação deste sistema com todos estes fatores. Com estes fatores conjugados, este sistema consegue regular a condução e desta forma calcular, mediante os limites definidos pela marca, os seus consumos de combustível.

O artigo continua após o anúncio

No fundo, este ponto está relacionado com o tipo de carro e o tipo de condução que tem no seu dia a dia. Percursos mais propensos à intervenção humana fazem com que se gaste mais combustível! O nosso conselho será sempre que procure um carro que conjugue os fatores em cima citados e que seja capaz de se adaptar aos seus percursos diários.

2. Modo Cruise Control

Quando ligar o modo Cruise Control tenha a certeza que justifica a sua utilização. Conduza a uma velocidade o mais constante possível e, acima de tudo, com suavidade, evitando acelerações/desacelerações e travagens bruscas. Desta forma evita que esteja sempre em sobressalto na sua condução. Voltamos a repetir, qualquer intervenção humana fará com que gaste mais combustível.

Procure sempre adequar os seus momentos de condução nas suas viagens. Recorra a este sempre que se justificar e verá diferenças nos seus consumos de combustíveis.

3. Funcionamento da Caixa de Velocidades

No modo Cruise Control tem de existir uma relação de simbiose com a caixa de velocidades. Quer isto dizer que tem de estar alinhado com o estilo de velocidade que quer praticar na sua condução. Por exemplo, definido o limite de velocidade saberá sempre que irá resultar num menor consumo de combustível, uma vez que irá sempre na mesma velocidade e não alterna entre mudanças constantemente.

Quer isto dizer, que ajuda a manter a velocidade constante para que não esteja sempre a desacelerar ou a acelerar. Desta forma, “não queima” muito combustível, poupa e ainda dá descanso à caixa de velocidades.

4. Escolha de percurso

Uma viagem bem delineada previamente já é um bom recurso para poupar combustível. E porquê? Se escolher o melhor percurso para as suas deslocações, já sabe com o que contar a nível de consumo de combustível. Saberá quanto combustível será necessário, o estilo de estrada até chegar ao destino e se justifica um estilo de condução mais controlada.

Adapte a velocidade do veículo ao trânsito e à via em que circula. Por exemplo, ao conduzir numa autoestrada vai ter garantidamente uma maior eficiência de combustível. Isto porque, conduzir numa autoestrada envolve uma condução consistente, em velocidades mais altas e por períodos de tempo mais longos.

5. Condução Defensiva

Uma condução defensiva, seja por que motivo for, é sempre uma dica válida a praticar. Neste caso, com este sistema, acaba por ser um extra. Uma vez que este  tem um papel fundamental na redução do consumo para aqueles condutores que têm tendência a aumentar a velocidade ou realizar ultrapassagens. Por outro lado, no caso de ser encontrado qualquer obstáculo, o Cruise Control trabalha de forma a evitar qualquer tipo de acidente.

O artigo continua após o anúncio

Com as informações que o Cruise Control obtém do percurso, regula a velocidade e identifica qualquer obstáculo que possa encontrar. O nosso melhor conselho é que cumpra sempre os limites de velocidade. Só por aí, já poupa no combustível.

Em suma, é inegável que o Cruise Control terá implicações significativas ao nível dos consumos de combustível. Contudo, escusado será dizer que os consumos vão estar sempre dependentes do seu veículo e das suas decisões na estrada.

Veja também