Helena Peixoto
Helena Peixoto
14 Set, 2019 - 05:51
Vai mudar de casa? Nós ajudamos a tornar o processo bem simples

Vai mudar de casa? Nós ajudamos a tornar o processo bem simples

Helena Peixoto

Mudar de casa pode ser uma tarefa morosa e difícil. No entanto, se seguir as nossas dicas, tudo vai correr de forma bem tranquila e sem problemas.

O artigo continua após o anúncio

Todos gostamos da sensação de estar numa casa nova, no nosso novo cantinho. Mas até chegar a esse momento de satisfação está todo um processo de mudar de casa que nem sempre é tão simples quanto desejamos.

Tralhas por aqui, malas por ali, roupa que nem nos lembrávamos que existia, itens super pequenos e fáceis de partir que não sabemos onde colocar, enfim. Há uma série de questões que é preciso considerar e que, muitas vezes, com um prazo para entrega da casa antiga apertado, nem sempre se consegue. Com uma mudança vem todo o processo de arrumar, encaixotar, embrulhar e carregar tudo de uma casa para a outra. E, mesmo que à partida lhe possa parecer que em pouco tempo consegue fazer tudo, acredite que apenas a teoria é assim tão simples.

Na prática, é conveniente preparar e organizar a mudança de casa para que tudo se torne mais simples, rápido e eficaz. Só para que tenha uma ideia, para um apartamento com dois quartos, uma mudança organizada e fluída vai exigir cerca de seis semanas de empacotamento e planeamento. E assim começa o primeiro conselho de todos: comece a empacotar o quanto antes, para que tudo seja feito com calma e nada se perca ou estrague no processo.

10 dicas para conseguir mudar de casa sem dores de cabeça

mudar de casa

1. Arrume tudo com antecedência

Nada de deixar as arrumações para a última hora. Comece com tempo a preparar a mudança. Deve decidir o que quer levar para a nova casa e começar desde logo a encaixotar. O ideal é que arrume tudo por divisões e faça um inventário de tudo o que tem para transportar.

Neste processo de arrumação deve começar pelos itens que menos usa ou não vai necessitar até à mudança e deixar as que mais usa para os últimos dias. E, claro, não se esqueça de identificar o conteúdo de todas as caixas, bem como a divisão a que se destina na casa nova. Assim, na mudança, essa caixa pode ser colocada já na divisão certa e facilita o trabalho a quem vai carregar e arrumar.

Não feche as caixas até ter mesmo a certeza que não vai utilizar o seu conteúdo; caso contrário, será tempo e material desperdiçado.

2. Proteja os materiais e móveis mais frágeis

Móveis, loiças, candeeiros, espelhos, eletrodomésticos ou tudo o que se possa partir, riscar ou de qualquer forma danificar; isto são alguns objetos que deve dar mais atenção. Para isso, pode sempre utilizar as famosas bolhinhas de plástico, mantas, cobertores, toalhas e até meias velhas para proteger os seus bens e garantir que chegam à nova casa em perfeitas condições.

No caso de não ter nenhum dos referidos acima, nada que umas belas folhas de jornal velhas não resolvam! A vantagem? Pode até escrever diretamente na folha para identificar o objeto.

O artigo continua após o anúncio

3. Guarde as peças pequenas num saco resistente

Se vai mudar de casa e vai ter que desmontar móveis, garanta que vai conseguir voltar a montá-los no destino final. Para isso, convém que guarde as peças desses móveis num saco resistente e bem fechado para evitar que se percam. Melhor ainda, cole o saco, com fita que não danifique, no móvel respetivo para que no final não lhe falte nada.

4. Analise as possibilidades de transporte

Agora que tem tudo empacotado, como vai fazer para levar as centenas de caixas para a outra casa? Se tem amigos ou familiares com grandes carrinhas que o possam ajudar na mudança, melhor. Caso contrário, comece por pedir orçamentos a empresas de transporte e agende o quanto antes a data da mudança. Para quem odeia mudanças e pode pagar, algumas até tratam da embalagem do recheio e limpeza da nova casa (não se esqueça de acionar o seguro!).

5. Faça das listas as suas melhores amigas

Uma simples checklist pode descomplicar imenso o processo de mudança de casa! No meio de toda a azáfama que é mudar de casa será fácil deixar algo para trás ou por fazer. Para evitar que isso aconteça faça listas de tudo. Do que quer levar, do que precisa de fazer e dos prazos para cada uma das tarefas.

A organização é fulcral numa mudança de casa. E acredite que uma boa lista pode fazer toda a diferença. Até porque ao riscar as tarefas que já concluiu vai sentir-se melhor e mais motivado para continuar.

casa nova

6. Trate de todos os serviços

Serviços de água, eletricidade, gás, telecomunicações e outros devem ser ativados (na nova casa) e desativados (na casa antiga) com tempo. Até porque em muitos serviços é necessário avisar com algum tempo de antecedência para não ter qualquer prejuízo de o fazer.

Neste passo, ao mudar de casa, pode até verificar a possibilidade de transferir o serviço de telecomunicações antigo para a casa nova. Desta forma mantém os seus benefícios, evita papeladas e cancelamentos em vão.

7. Artigos de valor ficam sempre perto de si

Ao mudar de casa, leve consigo os artigos de valor, como jóias. De nada lhe serve fotografar estes artigos como segurança, caso desapareçam. Não corra riscos. No limite, caso não queira andar com bens preciosos junto a si, pode sempre informar-se no seu banco da existência de cofre onde poderá guardar temporariamente os objetos.

8. Não compre comida antes de mudar de casa

Se vai mudar de casa deve tentar esgotar todos os alimentos que têm no frigorífico, no congelador e na despensa. Lembre-se que será necessário descongelar a arca para o transporte. O ideal será fazer uma espécie de ementa semanal.

O artigo continua após o anúncio

Calendarize o número de dias que ainda vai comer na casa antiga, faça as contas a quantas refeições dá no total e, de acordo com os ingredientes disponíveis, elabore uma ementa. Vai até ser uma tarefa divertida deixar a imaginação trabalhar e pensar em pratos diferentes.

9. Aproveite para destralhar

Se há momento ideal para começar, esse momento é sem dúvida este: em vez de levar toda a tralha da sua antiga casa para a nova, enquanto vai empacotando, vá destralhando! Divisão a divisão, livre-se de tudo o que não usa há muito tempo, não serve, nunca usou ou não lhe traz memórias felizes.

Acredite, fazer este exercício vai fazer-lhe bem à alma, às costas (as caixas vão pesar menos) e ao seu sentido de organização. Casa mais organizada, limpa e com menos tralha para ocupar espaço e acumular pó.

10. Reserve um ou dois dias para retoques finais

O processo de mudar de casa é mesmo assim: quando pensa que já está tudo controlado, surge algum imprevisto, mais alguma coisa para fazer, mais alguma tarefa para completar. É muito importante que reserve pelo menos dois dias para questões não planeadas.

E sim, se conseguir, faça uma limpeza geral na casa que vai deixar. Pode parecer trabalho inglório, mas deve deixar o espaço onde já foi tão feliz com as mínimas condições para os próximos habitantes, ainda que eles próprios façam também a sua própria limpeza.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp