Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
07 Jan, 2020 - 15:41

Ensaio ao Volvo V40: um premium sueco

Marvin Tortas

O Volvo V40, apesar de sueco, tem um livro de instruções bem fácil de interpretar: colocar o cinto de segurança e desfrutar de uma agradável viagem.

Volvo V40

A Volvo, a par de IKEA, são duas marcas que são sinónimo de Suécia. E apesar de associarmos este país a frio, o Volvo V40, sobretudo nesta versão R-Design, tem um aspeto bem capaz de aquecer os corações de qualquer apaixonado por automóveis.

Apesar da Volvo sempre ter sido conhecida por fazer carros grandes e muito seguros, o design não figurava como um dos principais atrativos destes automóveis suecos.

Após algumas incursões menos bem conseguidas pelo mundo dos hatchbacks, em 2012 a marca sueca lançou este V40, que rapidamente mudou este paradigma e conseguiu vender até meados de 2019, altura em que deixou de ser comercializado, mais de 550 000 unidades.

O Volvo V40 assume-se como um concorrente direto dentro do segmento C premium, BMW Série 1, o Audi A3, Volkswagen Golf ou o Mercedes Classe A, que é atualmente o segundo carro mais vendido em Portugal.

Neste ensaio, fomos tentar descobrir se o Volvo V40 tem os argumentos necessários para competir neste segmento.

VOLVO V40: um carro “fácil de montar”

Design Exterior

O Volvo V40 na sua versão hatchback esteve em produção durante praticamente 7 anos, e hoje já não é mais possível alguém dirigir-se a um concessionário da Volvo e configurar um destes modelos. O V40 continua apenas a ser comercializado, por enquanto, na versão Cross Country.

Fruto da sua idade, as linhas deste Volvo V40 já começam a fazer denotar o seu peso, mas sobretudo se optar por um modelo equipado com o pack R-Design, este compacto continua a oferecer um design bem interessante e muito desportivo.

Volvo V40

Contamos na parte traseira com um difusor, que prima sobretudo pela aparência estética, mais do que pela funcionalidade, e com duas saídas de escape verdadeiras, cromadas, que ajudam também a enfatizar o cariz desportivo deste modelo.

Em suma, e no capítulo estético, o Volvo V40 tem um design que não se compromete nem tampouco impressiona, sendo assim uma alternativa sensata a quem procura um carro premium de segmento C, mas a quem as marcas alemãs não dizem nada.

Design Interior

Interior do Volvo V40

No interior, e apesar das versões mais recentes do Volvo V40 contarem com um painel de instrumentos digital, podemos claramente afirmar que a disposição e configuração desta consola já está bastante datada, tendo sobretudo em conta a revolução que a indústria automóvel tem sofrido nestes anos mais recentes.

O sistema de infoentretenimento que a Volvo oferece neste V40 está longe de ser o mais atual, e o facto de existirem inúmeros botões na consola central acabam por requerer alguma habituação até que o possamos manusear com facilidade e aceder assim a todas as funcionalidades que este nos oferece.

Algo que não nos podemos queixar é da qualidade dos materiais utilizados no interior deste Volvo V40, e é uma amostra clara de que a Volvo se quer impor como uma marca premium e uma referência dentro do segmento.

Praticamente todos os materiais onde tocamos são materiais suaves, e os bancos dos automóveis da Volvo são provavelmente uns dos mais confortáveis de toda a indústria automóvel: são suaves, absorvem todas as imperfeições que a suspensão deixa passar para a carroçaria, e ao mesmo tempo oferecem um ótimo suporte, quer lateral, mas sobretudo na zona inferior das pernas.

Os espaços de arrumação a bordo do Volvo V40 são também impressionantes e mostram que este compacto está mais do que adaptado para ser um carro de família. Sobretudo, um carro para pais com crianças pequenas.

Quanto ao espaço disponível no interior deste carro, se os passageiros dos bancos traseiros forem adultos de estatura mais elevada, estes poderão ter alguma dificuldade, sobretudo pela forma como a carroçaria tende a “enrolar” e a estreitar-se um pouco, retirando algum do espaço disponível para os ocupantes.

Já quanto ao espaço para a bagageira, a bordo do Volvo V40 existem 335L de capacidade, sendo sensivelmente o mesmo que encontramos no Mercedes Classe A, mas bastante menos do que os 380L que o Volkswagen Golf oferece.

Condução

Volvo V40

O Volvo V40 não é propriamente, dentro do seu segmento, o carro mais entusiasmante e emocionante de conduzir. Não que isto seja necessariamente mau, pelo contrário. O Volvo V40 tem uma toada bem mais confortável e calma do que por exemplo o BMW Série 1 ou até mesmo o Volkswagen Golf, que oferecendo acertos de suspensão e direção mais rijos, têm naturalmente um melhor comportamento dinâmico em estradas sinuosas.

A principal característica deste Volvo V40 é mesmo a simplicidade com que o conduzimos, oferecendo ótimos níveis de conforto e de isolamento do exterior, independemente da velocidade a que circulemos.

É certo que esta versão R-Design oferece aqui mais algum peso à direção e torna também a suspensão um tudo nada mais firme, tornando o comportamento em curva deste carro mais previsível e seguro, mas ainda assim longe de desconfortável quando encontramos uma estrada em piores condições.

Quanto às motorizações, este é um dos grandes trunfos do Volvo V40, que por ventura, pode também tornar-se um inconveniente para alguns. Passo a explicar.

O Volvo V40, nas suas versões mais recentes, apenas está disponível com motorizações diesel de 2.0 de cilindrada, com potências que variam entre os 120 e os 190 cavalos.

Ora, o que este carro ganha à sua concorrência em pulmão por ter um motor mais possante, sobretudo quando circulamos em auto-estrada, onde o V40 é exímio a fazer recuperações, acaba por perder em consumos em ciclo urbano e na hora de pagar o IUC. Não oferecendo um bloco 1.5 ou 1.6 como os seus rivais, acaba por pagar sensivelmente mais 80€ de IUC por ano.

Quanto aos consumos, durante o nosso ensaio, esta motorização D2 (2.0 de 120 cavalos), equipado com caixa manual, registou consumos na casa dos 5.8L/100km, em ciclo misto, e sem grandes cuidados na carga de acelerador.

Preços

Quanto a preços, o Volvo V40 está agora disponível no mercado de usados por valores que rondam os 25 000€ para versões semelhantes à apresentada.

Veredicto Final

Volvo V40

Se estiver no mercado à procura de um carro premium, de segmento C, que seja muito divertido de conduzir, seguramente haverão melhores propostas que o Volvo V40.

Mas se estiver no mercado à procura de um carro premium, de segmento C, que seja muito confortável, com ótimos acabamentos, ótima qualidade de construção e sobretudo muito seguro, nesse capítulo, o Volvo V40 está completamente na sua praia, e sobretudo no mercado de usados, com os preços a aproximarem-se de valores muito atrativos, este carro será cada vez mais uma grande aposta.

Veja também