Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
10 Jan, 2020 - 12:13

10 erros mais comuns no uso de tampões e que deve evitar

Teresa Campos

São uma solução prática e funcional, mas sabe que os erros mais comuns no uso de tampões podem provocar infeções graves? Fique a perceber melhor.

evitar erros ao colocar tampão

Os tampões são compactos, cómodos e práticos. Disso, ninguém duvida. Embora não seja a solução mais ecológica (a qual é, claramente, o copo menstrual), eles garantem mais liberdade e comodidade. Porém, há que saber exatamente como usá-los…

Assim, para evitar infeções ou outros problemas, listamos os erros mais comuns no uso de tampões, para que faça um uso correto deste produto que é um aliado naqueles dias do mês.

10 erros mais comuns no uso de tampões. Corrija os comportamentos seguintes

conjunto de tampões

1. Usar tampões com materiais tóxicos

Talvez não imagine, mas há muitos estudos que têm evidenciado a presença de toxinas em pensos higiénicos e tampões. A existência de rayon (fibra artificial) ou algodão branqueado com lixívia representa um risco e um malefício.

Estas substâncias químicas podem causar danos reprodutivos e doenças endócrinas na mulher. Assim, deve sempre escolher opções mais saudáveis, como tampões em algodão puro ou copos menstruais.

2. Não lavar as mãos antes de inserir o tampão

Lavar as mãos após inserir o tampão é importante, mas lavar as mãos antes é essencial.

Essa higienização evita a transmissão e contaminação do tampão com alguma bactéria prejudicial à flora vaginal.

3. Não colocar o tampão com a profundidade necessária

Uma premissa importante, e que ajuda a perceber se o tampão está ou não bem colocado, é que se o sente quando se senta ou dobra, então provavelmente ele não foi inserido com profundidade suficiente.

As consequências podem ser incómodo, mau estar e mesmo dor.

4. Não usar tampões com o nível de absorção adequado

Sabia que deve sempre usar tampões com o menor nível de absorção necessário, adequado ao seu fluxo?

É que se nos primeiros dias a menstruação é mais abundante e pode exigir que mude o tampão com mais frequência, depois o fluxo diminui e não se justifica inserir um tampão super-absorvente.

Uma das consequências deste erro pode ser a secura vaginal.

Tampão: 5 componentes que a estão a prejudicar
Veja também Tampão: 5 componentes que a estão a prejudicar

5. Mudar poucas vezes o tampão

Tal como o penso higiénico, o tampão deve ser mudado com regularidade para evitar a acumulação de bactérias e o consequente Síndrome do Choque Tóxico (STC).

Neste caso, a recomendação é para que, independentemente do nível de fluxo menstrual, mude o tampão de 4 em 4 horas e nunca, em qualquer circunstância, deixar o tampão mais de 8 horas seguidas.

6. Utilizar tampão sem estar a menstruar

Não deve usar tampão antes do período ter vindo, nem depois dele já ter terminado.

Isto, porque um tampão seco irá deixar a vagina seca, o que é desconfortável e pode mesmo causar uma desidratação vaginal grave.

aprender a colocar tampão

7. Não mudar o tampão, depois de ir à casa de banho

Esta recomendação deve-se ao facto de, ao ir à casa-de-banho, o tampão poder entrar em contacto com bactérias indesejadas ou até deslocar-se e passar a causar desconforto.

Mesmo que não mude de tampão, deve ter cuidados redobrados nas idas ao WC.

8. Não mudar o tampão depois de tomar banho

O tampão é uma solução muito prática e funcional, sobretudo quando está menstruada e de férias e quer mesmo ir dar um mergulho na piscina ou no mar.

Contudo, convém que não se esqueça que, após o banho, deve mudar o tampão. A razão é que a água pode causar irritação na pele e, mesmo, provocar uma infeção vaginal.

9. Inserir tampões que não têm os invólucros intactos

O invólucro do tampão serve para protegê-lo ao máximo de bactérias ou resíduos que, de outra forma, entrariam em contacto com a flora vaginal.

Assim, não se esqueça que só deve retirar a película protetora do tampão, no momento antes de o introduzir. Logo, se verificar que o invólucro está, de alguma forma, danificado, não os deve utilizar.

10. Guardar os tampões num lugar húmido

A humidade e a água podem danificar e contaminar os tampões. Por isso, deve guardá-los num local seco e ter especial atenção aos móveis da casa de banho que, normalmente, possuem muita humidade.

Veja também