Catarine Martins
Catarine Martins
29 Mar, 2019 - 11:30
Descubra tudo o que sempre quis saber sobre a esfoliação da pele

Descubra tudo o que sempre quis saber sobre a esfoliação da pele

Catarine Martins

A esfoliação da pele é um passo essencial numa rotina de beleza equilibrada, mas sabe em que consiste e para que serve? Descubra tudo neste artigo.

O artigo continua após o anúncio

Um dos passos mais importantes na rotina de beleza semanal é a esfoliação da pele. Isto porque é a esfoliação a responsável por eliminar o excesso de células mortas e assim purificar em profundidade o tecido cutâneo que, diariamente, está exposto à poluição e obstrução dos poros pela acumulação de sujidade.

Assim, se não esfoliar a pele, as células mortas acumular-se-ão à superfície da epiderme, obstruindo os poros, o que resulta numa pele baça, potenciando o desenvolvimento de borbulhas, pontos negros e imperfeições.

Se não costuma esfoliar a pele e ficou assustada com o que leu, comece agora mesmo a pensar em começar a dar à sua pele o que ela merece.

Esfoliação da pele: dicas e cuidados

esfoliação da pele

Hoje em dia, existem esfoliantes físicos que eliminam as células mortas de forma mecânica através de grânulos e esfoliantes químicos que libertam ácidos, quebrando as ligações entre as células e a epiderme.

A esfoliação que devemos fazer em casa é a física (a química deve ser realizada por profissionais). Esta deve ser feita semanalmente, em qualquer idade. Consoante o seu tipo de pele e as suas necessidades específicas, deve optar por um esfoliante com mais ou menos grão. Ou seja, se tem uma pele oleosa pode esfoliar a pele com um produto mais “agressivo” e, eventualmente, duas vezes por semana. Pelo contrário, se tem uma pele sensível – que irrita facilmente – ou propensa a acne, deve optar por esfoliantes com menos grão e mais suaves para a pele.

Indiscutível entre os dermatologistas é que a esfoliação deve ser feita sempre, independentemente do tipo de pele.

Assim, a nossa sugestão é que, depois de esfoliar a pele, aplique uma máscara hidratante calmante, de forma a nutrir a pele em profundidade. Depois de retirar com água, basta passar o tónico e aplicar o seu sérum e creme hidratante habituais. Vai sentir a pele suave e aveludada, para além de muito fresca.

É possível fazer o esfoliante em casa?

Uma das maiores dúvidas acerca dos esfoliantes é se é possível optar por versões caseiras. E a resposta é afirmativa. São várias as receitas possíveis de esfoliantes com ingredientes naturais – espreite-as aqui –, que conferem à pele uma limpeza profunda. Isto significa que mesmo não tendo possibilidades de despender dinheiro num esfoliante específico, pode fazer o seu em casa. Crucial é que esfolie a pele, uma vez por semana.

O artigo continua após o anúncio

O corpo também precisa de ser esfoliado

Tal como acontece com o rosto, a esfoliação deve estender-se também ao corpo. A razão é a mesma: eliminar a acumulação de células mortas e sujidade à superfície da pele. Pode fazê-la com um esfoliante de supermercado ou caseiro mas, actualmente, existem até cremes hidratantes de corpo com acção esfoliante. Se tem pele sensível, vale a pena aconselhar-se com o seu dermatologista ou numa farmácia.

Há esfoliação para o couro cabeludo?

Ao contrário do que se possa pensar, também há quem defenda a esfoliação do couro cabeludo. Apesar de ser menos comum, é aconselhada sobretudo nos casos de couro cabeludo muito oleoso ou de cabelo extremamente fino. Contudo, deve ser feita com produtos específicos e recomendada por um dermatologista.

Onde comprar bons esfoliantes?

Nos super e hipermercados e nas parafarmácias, há uma vasta oferta de esfoliantes para todos os tipos de pele, com muita qualidade. Contudo, se tiver uma pele difícil ou reactiva, aconselhe-se com o dermatologista ou com o farmacêutico para encontrar o esfoliante ideal.

Agora que já sabe tudo sobre a esfoliação da pele, já não há desculpas para não integrá-la na sua rotina. Cuide da sua pele e sinta-se ainda mais confiante!

Veja também: